26 de outubro de 2015

Gotas da Lua




Ela pairou sobre mim e susurrrou palavras doces, que ficaram amargas do dia para outro. Ela falava, e me enrolava com suas fitas vermelhas e azul escuro. Em uma música melancólica, ela cantava em voz macia...


" Lua, Lua minha doce e pequena Lua. Você nunca poderá fugir de mim. Mesmo que me odei.
Eu estarei mais perto do que você possa imaginar. "


Seu cheiro adocicado, perfumava o meu quarto. As palavras se moviam e juntavam em outras palavras enquanto eu tentava me concentrar. Ela me desenrolava das fitas vermelhas, e me trançava fitas da cor azul escuro.


" Fácil. Sempre será fácil. Tenho dois segredos de você. Um te destrói, e outro te consome. 
Um. Dois. Três. Quatro. Cinco. Òh, não se esqueça á raiva é que está te controlando. "


O ar ficava pesado sobre as minhas costas. Pego vários punhados de papéis, e coloco no lugar. Tirou toda a minha roupa. E coloco um blusão. E uma leggin escura. Então coloco um sorriso torto no rosto, e me visto de mentiras. Chego até a cama e me deito. E ela tornar á cantarolar...


" Minha pequena boneca de porcelana, está rachada. Olhos frios e sem vida, é o que tem nela. 
Abre e fecha á boca,  porém não tem som nenhum. 
Diga- me como se sente... "


Me curvo de dor, pois os ricos estão em mim. Sinto- me enjoada, como se estivesse no mar á vários dias. Para calar á boca da maldita, engulo 2 pilulas do esquecimento. Mas ela está forte hoje. Ela quer me destruir. Ela nunca perdoa traição, Ela precisava levar algo de mim. Já que eu não estava disposta em dar a minha vida. 

" Não fique triste assim. Doce, doce Lua. Eu te disse que não ia ir. 
A tua boca, e teu corpo me pertence agora. 
Achas que pode ir? "

( X )

" Se tentar fugir de mim...
Enrolarei minhas fitas em ti. 
Ficarás no escuro e sozinha. 
Vai definhar, e se encolher quando a fome chegar em você.
Te amarrrarei como se amarra um porco para abater. 
Enfiarei meus espinhos na sua garganta. 
Gotas do vermelho vivo estaram fazendo poças de sangue. "

E lá no escuro, minha doce, doce, Lua. 
Será apenas eu e você. "


Lua Ana & Mia 

10 comentários:

  1. Lindo e sombrio, seu texto me causou arrepios, você tem esse dom .
    Parabéns, és maravilhosa .

    ResponderExcluir
  2. O segredo que destrói seria a Ana e o que consome seria a mia?!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fitas ou vermelho representa a Ana/ e a fita azul escuro, representa auto- mutilação.

      Excluir
  3. Oi, Lua ❤
    As coisas que você escreve me lembram alguns versos que eu mesma escrevi no passado.
    É bonito, mas de uma beleza pesada, mórbida. Porque essas palavras são o reflexo da prisão que é conviver com um transtorno, seja ele qual for.
    Sinceramente, gostaria que você não tivesse que passar por isso, nem você, nem eu, nem ninguém... Mas passamos, não é? Vamos tirar o melhor que puder ser tirado disso.
    Um beijo pra ti e desculpe a ausência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Ana, saudades!

      Realmente por isso eu tenho uma certa " desconfiança " de quem quer entrar nisso. Isso não é vida, você se privar de ser feliz com quem ama. De sair com os amigos, de participar de um Natal com a família...
      É complicado, e dolorido.

      Beijos da Lua, muita saudades!! <3

      Excluir
  4. Ah Lua...

    "Mas ela está forte hoje."
    Ela só é forte quando se alimenta das suas fraquezas, dos seus medos, dos teus sonhos destruídos, dos pedacinhos que restaram de você!
    Não a deixe te fragilizar mais, enfrente-a e ela correrá!

    "Ela precisava levar algo de mim. Já que eu não estava disposta em dar a minha vida."
    A ladra, de novo?
    Não levou a sua vida, nem a sua capacidade de superar e nem a minha esperança de eu te ver vencer.
    Lembre-se que você não é obrigada a ceder, que tem poder de escolha e que é a única dona de si mesma!
    Nada e nem ninguém poderá lhe arrancar seu direito de resistir bravamente, continue lutando!
    Arrume uma boa tesoura, corte o enlace maldito e seja livre!


    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Omg, você demora á aparecer, mas quando aparece deixa comentários tão profundos.
      -
      Os laços que enrolam a pequena e frágil Lua ficam fortes, e de do nada ficam fracos. Por muito tempo achei que eu era livre, e que eu realmente poderia fugir, e me soltar quando eu quisesse mas... Era tudo uma ilusão, tudo uma fachada. Ela se escondia no meio da noite, e me roubava o poder de decidir...
      Eu me sinto cansada, fraca, sabe ... ( já viu a cena do filme Harry poter? Que aquele " dementador " suga a felicidade ? * q eu me lembre era isso * )
      Me sinto como se um dementador tivesse me sugado por completa.

      O que será da Lua? Eu não sei.

      Obrigada pelo carinho.

      Beijos da Lua <3

      Excluir
  5. lua assim como o texto, as fitas reais sao tambem criadas por voce, nunca perca isso de vista. Ainda que nao saibamos ao certo como nos libertar, se 'e que queremos mesmo nos libertar, ao se conscientizar de que e' a criadora, voce percebe tambem que e' quem consegue mudar o jogo, e nao depende das coisas externas.
    um beijo :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não sei, eu não sei se tenho forças o suficiente. Para ser sincera, não há mais nada, me esgotou por total.
      Vai lá saber, quando isso vai voltar ...

      Beijos

      Excluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3