28 de dezembro de 2016

Carência e agradecimentos


Eu odeio me sentir carente. Não sei porquê, mas me da a sensação de pena, e isso é tóxico para mim. A verdade é que ninguém gosta de ter que pedir atenção. Geralmente nós esperamos a pessoa se tocar, eai sim vem a magia. Mas ando me sentindo muito carente >< 
Meus dias tem sido iguais, comer, andar, dormir e chorar as vezes. Os dias tem sido lentos, e totalmente sem  nenhuma coerência. Algumas bitucas de cigarro, orelhas doloridas e estomago roncado. Foi essa á vida que eu pedi? 
Uma novidade que eu não sei dizer se é boa ou ruim é que... Eu tenho 3 irmãos vivos, porque uma morreu a muitos anos atrás. Eu não tenho/ tinha muito contato com eles. Mas o segundo mais velho, começou a conversa comigo por um app. Marcamos um encontro na terça, mas tive que desmarcar. Então ficou para ele vir passar a virada do Ano novo comigo. Eu não sei muito o que pensar sobre isso. Esse irmão também é doente, então não sei como será a minha reação. Ou a reação dele quando souber que também tenho alguns probleminhas (rs). Ainda mais pelos meus braços serem tão marcados, e visível a qualquer um. Mas estou tentando pensar que isso pode ser uma coisa boa. Embora todas as minhas células dizem que não é! Eu não lido bem com mudanças, fico ansiosa, e agoniada esperando o dia chegar logo, e eu passar pela tal prova logo. 
Enfim, eu estou confusa, e cheia de duvidas sobre várias coisas. Mas as respostas não vem logo, o eu posso fazer é morrer esperando. Caso eu não venha aqui... Feliz Ano Novo á todos os meus seguidores, obrigada por ler, por me aconselhar, por me ajuda, por cada comentário que me deixaram. Se não fosse pela ajuda de vocês, talvez eu nem estaria aqui. Vocês são muito importantes pra mim. Que 2017 seja melhor para todos (as) nós!!! 

22 de dezembro de 2016

Sobre a dieta...


Está tudo bem, pela primeira vez não há ansiedade demais ou exageros nos planos. Me sinto mais leve, ainda não me pesei. Pois á balança é minha inimiga, e a comida é meu demônio pessoal. Mas tenho me mantido na linha. É perigoso começar dieta numa época tão tensa. mas não adianta mesmo, eu estaria de dieta de qualquer jeito. 
Hoje foi um teste mental! Minha mãe fazendo as coisas de natal, a cozinha cheira a chocolate, pavê, açucar, e um pouco de dor. Ela nunca passa natal comigo, já me acostumei a passar na casa dos outros pois ela sempre estava trabalhando. Estipulei uma quantidade de calorias para véspera, e o dia de natal. A parte boa é comida de natal não é tão gorda. Tirando as sobremesas, mas basta fugir e inventar qualquer dor, para as cobranças acabarem. Espero me sair bem, tanto quanto no dia da páscoa desse ano. A única coisa que ando pensando é em ser magra. Mas para isso, é necessário lutar contra a minha própria mente. 
Att.
Lua.


20 de dezembro de 2016

Desabafo -.-




Eu me fiz tantos planos, tantas juras, e nenhum deles fui fiel. Acabei os traindo, e jogando tudo na vala. O ano vai acabar e eu ainda não saí do lugar, é óbvio que não poderei me recuperar dos erros que cometi. Mas posso ameniza-los, não é? Ontem comecei uma dieta com mais 3 meninas, com sistema de pontuação, quem ganhar, ganha algum presente. Eu estou me esforçando para ganhar, além de perde peso. Me pergunto se vou me encher de planos em 2017 e fracassar em todos. Me sinto perdida, e não me encontro em nenhum lugar. São 3 da manhã, a mente está alta, a fome está batendo em minha porta. Não quero abrir! Não desta vez! A sensação de vazio é tão gostosa, vazia tempo desde a última vez que senti essa sensação.  É dolorida, mas é poética, me desculpem se não faz sentido para vocês. Mas para mim, faz todo e completo sentido. 
Minha última consulta com a psicóloga seria hoje, mas minha mãe pediu que eu desmarcasse. Ou seja, psiquiatra e psicológos, somente no mês de janeiro. Finalmente uma folga para o meu cérebro. Os remédios tem limitados meus sentimentos. Por vezes o tédio, e o rancor se juntam para fazer uma festinha na minha mente. As noites estão curtas, durmo pouco, descanso menos ainda. Não sinto vontade de escrever, nem desenhar, nem ler, e nem ver televisão. Eu queria dormir por dias, meses, talvez anos. Mas nem o sono me quer, estou a base de remédios até mesmo para insônia, mas a mente não para, não desliga. Será que se eu correr bem rápido e bater a cabeça na parede ela desliga? Essa é uma boa teoria para meu belo sonho de dormir para sempre << se bem que... 1. não sei se isso iria funcionar 2. e se eu ficasse viva e sentindo dor --' >> 
O natal está chegando, deveria ser uma data feliz. Mas para mim é apenas mais um dia do ano, eu não quero sair de casa, mas vou ser obrigada, pois estaria sozinha. E minha mãe não quer! >.> 
Vlw mãe!! 
Fingir ser feliz e normal, não é legal. Mas não podemos demonstrar fraqueza, se não os monstros te derrubam e te masgam feito moscas. Então todo mundo põe, suas roupas novas, usam suas melhores maquiagens, e fingem ser algo que não é. E cantam " então é natal " e enchem suas barriguinhas de Cheester, e farofa industrializada. Desculpem, pelas reclamações mas meus natais sempre foram assim. Fingir, fingir, fingir! Um ou outro quando eu podia, eu fugia e me empoleirava na minha cama, vendo as programações mortas da tv. Espero que em algum lugar deste mundo, o verdadeiro natal seja realmente comemorado. Sei que a morta aqui sou eu, e que neste mundo com bilhões de pessoas, deve ter alguém que comemore de coração estás épocas do ano. 
Enfim, essse é meu desabafo,,, Hoje passarei nos blogs de todas que atualizaram. E se eu não voltar a escrever está semana. Desejo de coração á todas um bom natal! Sem fingementos, pois para os meus poucos leitores eu desejo sempre o melhor! 
Att. 
Lua

18 de dezembro de 2016

♡ Dieta com as amigas ♡

Desde a minha última postagem não tem muito o que falar, a não ser sobre a dieta que vamos fazer. E sobre mais uma modificação corporal que fiz. ( é pois é ) Eu tenho: 1 piercing no umbigo; 1 piercing no nariz; 1 piercing na orelha esquerda (helix); 1 Transversal ( que as vezes uso dois furos sem conexão); 1piercing no trágus; E agora meu mais novo é no smile. Veja aqui . Tô in love com ele, <3 é um piercing muito, mas muito tranquilo de furar. Furei somente para não comer as coisas gordurosas que a família faz. 
A Mandy, teve a ideia de fazer uam dieta, super bacana. E mais 3 pessoas vai fazer a Sis ( Luna ), eu, e  a Ka.  A dieta é esta aqui AIT DIET só que está modificadaa nossa. Caso alguém queira ver, na próxima postagem eu coloco aqui. Sei que parece loucura começar uma dieta bem na semana do Natal, mas essa dieta cabe de uma maneira muito boa. E o importante é começar hoje, ao invés de deixar pra começar depois. Estou animada, ainda mais porque  vai ter prêminos, e eu quero ser a ganhadora ^^
Eu ainda estou triste com o que houve na terça feira. Mas minha psicologa falou que preciso aprender a lidar com raiva, a tristeza de certas situações. Ela disse para eu tentar fazer o exercícios de respiração. Minha próxima consulta é na terça feira, porém ela sairá de férias e vai voltar apenas dia 17 de Janeiro. Mas se disponibilizou em deixar o wpp, para caso tenha problemas na ausência dela. Ela tem sido bem atenciosa, e eu gosto disso. A única coisa que me resumi nesses últimos meses, e dias é eu estou tentando....

Att.
Lua

13 de dezembro de 2016

Alergia -.-

Hoje foi um dia bem difícil, acabei tendo uma discussão com a minha mãe. Chorei muito, mas depois nos acertamos. É difícil conviver com ela, e tipo, ela sabendo de quase tudo sobre mim. Porque eu posso acabar falando coisas que pode magoar ela, e eu não quero isso. 
Antes eu reprimia esses "sentimentos" ( emaranhados de sentimentos ) e descontava no meu corpo. Hoje eu choro, fico com mais ódio do que antes. Porque antes eu apenas chorava, e me cortava. Agora, eu choro e não me corto. E guardo, tudo ao invés de descontar na lâmina. Parece feio ( é feio ) mas a lâmina me dava uma sensação de conforto. Então.... 
" A lâmina se escondeu no bolso do meu pijama preto. Ela fez um, dois, três, quatro... ferozmente, mas não aponto de fazer aquele estrago " Quebrei meu processo de cura. Será que voltarei á fazer sempre? Espero que não! Mas não posso confiar em mim mesma, principalmente no meu subconsciente, isto é um fato verdadeiro. 
Hoje eu saí um pouco, não fui a psicóloga, remarquei pra quinta feira. Quando cheguei em casa, fiquei de cara com o que aconteceu. Há tempos eu notei que no lugar aonde fica minha aliança de casamento fica avermelhado, coça, e fica como uma queimadura. Achei que fosse alergia á ouro. Tirei a aliança por uns dias, e continuei usando a aliança de coco, e no mesmo lugar deu a tal alergia. Estou aflita pois, eu gosto de usar meus anéis, e minha aliança. E agora, dá nisso... (aff ;-; ) Alguém aí já teve isso? Ou conhece alguém? Ou já ouviram falar? Acho que terei de marcar dermatologista, para saber o porque estou com isso. Eu sei que sou alérgica a maioria dos produtos de limpeza de casa, como cândida, cloro, detergentes etc. Mas não sabia que estava tão crítico á esse ponto. :/ 
Enfim, por hoje é isto! Vejo que muita gente nova está aparecendo, deixem o link dos blogs de vocês.  Att. 
Lua


11 de dezembro de 2016

Modificando corpo & a mente


  • Comer as calorias que são permitidas.
  • Utilizar as calorias com sabedoria, exemplo: Pão sem miolo contém em médio 80/90 calorias, porém um fruta com 1 colher de aveia, é mais nutritivo e saudável do que um simples pão.
  • Exercícios para começar: caminhada 3 vezes na semana. 
  • Ler pelo menos 2 horas todos os dias.
  • Reeducar o paladar: Escolher alimentos que gosta, combinando com fibras, e muita paciência fazer o alimento parecer muito mais bonita do que um simples junk food. 
  • Escrever tudo sobre o que comer, o que fez, o que poderia ter mudado. 


Hoje eu fiz algumas anotações  na minha lousa, e eu acho que vai ajudar muito. Vou comprar um para a cozinha, e anotar lá. Lendo " A mudança..." eu percebi o descontrole dos meus objetivos. Vou ter de retomar tudo, mas desta vez com a ajuda da psicóloga eu consiga colocar meus planos em dia. E como dizem... Nunca é tarde para começar ou recomeçar.

9 de dezembro de 2016

Me indiquem livros !! ( foto )

Ontem enfrentei a hora de pico, tudo para ir no ginecologista. Aproveitei e fui andar ( já que a psicóloga quer que eu faça) naquele sol escaldante de sampa. parei numa livraria e comprei um livro e ganhei outro. Quero indicação de livros de auto ajuda, aposto que a Anita, Ana, A Madrinha deve ter indicações muito boas. 

Alguém já leu? Estava num preço muito bom na livraria, o azul por 20 pilas, e outro por 10. Minha mãe me deu um, e deixou uma mensagem no final. Achei fofo ela anda me dando tanta força, tem sido muito esse clima entre nós duas. << obrigada mãe >> Quando eu terminar de ler, falo sobre ele, mas sem spoiler né?! rs. 

Att.
Lua

8 de dezembro de 2016

Diet

A tragédia está feita, a depressão e meu próprio - eu- não me deixa terminar nada. Mas como todas as outras, não consigo desistir, simplesmente aceitar ser gordinha feliz. ( eu queria ) Mas não consigo! Estou a fazer ciclos de jejum. Come das 10 as 18 hrs, e depois ou antes não come nada. O plano continua, então vou associalar com os lfs. Começo hoje! Os jejuns eu já estava a fazer mas tive uma linda compulsão por chocotone. ( blé) Nem miar eu pude, porque se não....
Vou caminhar de 3 á 4 vezes na semana. Já que o psiquiatra, a psicóloga também querem que eu faça caminhadas diárias. Eu sei que mês de dezembro é horrível em relação á dieta, por isso dias 24/25 e 31/01 estão marcados como livre. 
Quero muito resultados novos, enquanto eu estiver viva lutarei por isso. A fome já esta batendo, então voltarei a dormir. Hoje a noite visto todos os blogs que foram atualizados na minha lista de leitura. 



7 de dezembro de 2016

Terapia (...)

Eu estava a ponto de explodir ( literalmente afinal estou uma bola ) mas minha psicóloga, é muito paciente. Lua isso, lua aquilo, lua bla bla bla. Eu me perdi em 10 ou 20 minutos mas eu consegui entender o que ela dizia.
Mentalmente eu dizia: Ok, isto é bom não é? Mas por dentro era: Fuja corra, mande está mulher a merda, e vá embora. Eu não tenho mais o que dizer, tudo está ao pedaços. Só digo que ainda estou aqui, porque precisa ter colhões, ou uma dose bem bonita de foda-se para acabar com tudo. Afinal, o esquema é morrer, e não ficar viva pra todos te julgarem. Pelo menos na minha cabeça desnorteada é isso né!? Agradeço os comentários, e a paciência de todos por lerem esse monte de lixo que escrevo. Afinal tem um anônimo, que me resumiu: lixo. Concordo com você anônimo! -.-

3 de dezembro de 2016

The end...

E.u. d.e.s.i.s.t.o. ! 
Estou cansada, estressada, fadigada, irritada (ada, ada) Sinceramente, hoje bebi 2 taças do melhor vinho espumante que já bebi. Se eu tomei meu remédio -1- sim. Se tomei alguns goles de caipirinha de morango sim. Se tomei o de crise sim, junto com o vinho, se  fiquei bad, sim, sim, sim. Eu me odeio, odeio tudo isto, estou farta. Eu era apenas Boderline, agora sou Esquizofrenica, e cada dia piora mais e mais. Queria uma faca, e corta qualquer parte do corpo. Talvez os olhos, porque assim só veria a escuridão. Pra mim, já chega! O que tinha que dar, deu, deu, não há mais esperança, CHEGAAAAA!

2 de dezembro de 2016

Esquizofrenia, paranóia, visão turva, fome...

Cá estou eu escrevendo palavras desconexa em meio uma crise. Queria relatar para vocês, uma crise leve na qual consigo "expor" minhas dores mentais, e físicas. Acordei as 2, com fortes dores de cabeça, tomar todos os comprimidos/ chamei a mãe e pedi um analgésico. Parada esperando ela vir, a televisão me mostra um "ser" que apelidei carinhosamente odiosamente de seres noturnos. Ligo a tv, e coloco em qualquer canal. Em um piscar de olhos eles estão atrás da porta me espiando. Minha mãe chega com meio copo de suco de soja de uva, e um comprimido de Enxaq ( melhor remédio para enxaqueca do mundo ). 
Pisco uma vez: minha mão está ensaguentada porque enfiei algo no pescoço da minha mãe. Alucinações. Pisco outra vez: O ser noturno tomou conta da cabeça dela, e tudo que vejo são nuvens negras como uma tempestade de verão. Alucinações. Pisco outra vez: Tudo some, e minha mãe sentada no "posto" dela, e eles na porta. Paranóia. Pisco outra vez: Tudo está tremendo, a casa, eu, a mente, a minha mãe, o quarto as borboletas que pintei meses atrás, nas quais desenhei as bocas costuradas, para elas não falarem. Paranóia. A barriga ronca, e diz "fome, fome, fome" em modo insistente, digo fodase mentalmente. Fome
Quinze cortes rentes ao pulso, se monstram arroxeados, e coçam. Foi ao limite, e voltei ao centro da lua desconcertada. Penso, fodase tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, tudo, absolutamente toda as coisas deste mundo inerte e parasita. Eu simplesmente odeio tudo isso, e odeio o que sou, e o que me tornei, -- Ontem desisti do meu plano estou á começar/ comecei a fazer o plano desta dieta aqui. No próximo post ( se eu ainda existir) trago fotos das coisas que prometi. Desculpem, o texto totalmente desconexo.


Att.
Lua

30 de novembro de 2016

Lágrimas de amargas

Seja bem vindo último mês do ano. No qual fiz  promessas, e não cumpri. No qual me senti abandonada, e ao mesmo tempo abençoada por ter conhecido pessoas tão especias. O suicidio imenente está na minha cabeça, pode ser hoje, amanhã, depois, semana que vem não importa. Vou ir até onde dá! Sem cobranças, sem pressão, sem cartas de suícidio ou avisos em post - its. Remédios me drogam, não vejo além do sono, e a cama. Não posso sair de casa, apenas faço o possível para me manter "viva". Me deixam mole, tonta e triste. Não li os '100 livros, não emagreci, não trabalhei. Pelo contrário contei sobre a auto mutilção, descobri que sou Boderline, e ainda por cima sou esquizofrenica, tem como piorar universo? Não quero imaginar que isso seja verdade, não quero pensar nisso, apenas quero dormir, apenas dormir. 
Sem mais delongas eu fiz um planinho básico para o mês todo. Vou colocar de 10 em 10:
~>  Dezembro:
Day1: 500 
Day2: 500
Day3: 400
Day4: 400
Day5:350
Day6: 350
Day7: 400
Day8: 500
Day9: 500
Day10: 500
Vou voltar a ser vegetariana aos pouquinhos. É melhor e eu consumo mais frutas, espero poder conseguir manter meus dias normais, Não "haláaaa ânimo" mas tenho/preciso fazer alguma coisa. Estou considerando fazer algo para tomar meus dias. Porque ler e esrever está difícil cada vez mais. Mas a graa tá curta, tenho muitas coisas para fazer e pouco money em caixa. Mas preciso resolver tudo este mês ( inclusive sobre você Hina ). Na próxima postagem trago fotos das tatoos, caderno, desenhos, e outras coisas. E se minha existência contiuar, passo em todos os blogs. 


Att:
Lua

26 de novembro de 2016

Fobia Social

Na manhã de quinta feira, acordei bem cedo. Eu queria ficar em casa, porém eu tinha que andar um pouco. Minha mãe ia sair com meu avô o pai dela. ( sim, ele não gosta de mim ) Quando fui me trocar, e me olhei no espelho, senti que o dia não seria nada fácil. Cabelos precisando de retoque, unhas sem fazer, e gorda como sempre. Descemos a rua, e chamamos ele. Ele demorou séculos para abrir a porta, ele tem 90 anos. Fomos de loja em loja, comprar peixe. ok. comprar remédios. ok. comprar pão de milho.ok. Um  ENORME ventilador. ok.
Na hora da volta, o pânico deu as caras. Eu disse baixinho para a minha mãe "quero correr pra casa, e chorar", ela não entendeu e apenas disse " Calma filha, já já estamos em casa". Mentira. O pai dela odeia ônibus, e é muito mão de vaca para pagar um mísero táxi. Então tive andar com uma sacola enorme, e pesada até em casa, e ainda tive que montar. Mesmo sabendo que ele me detesta ( motivo? bem, eu me pareço com meu pai) então ele descarrega as indiretinhas dele, em cima de mim.
Resultou em uma forte dor de estômago, e remédio para crise. O coração acelerava, a mente embaçava, a visão ficou turva. E quase caio em qualquer buero, e ser derretida por esgoto até chegar meus ossos no tiête. Os remédios estão fazendo efeito, mas a doença persiste. É verdadeiramente agoniante. Mas já sei que a tendência é piorar... Se ainda fosse morrer por ser magra, pelo um desejo seria realizado, mas nem isso. -- Me sinto constantemente vigiada hoje mesmo, eu estou me sentindo dessa forma. >.<

Att.
Lua

24 de novembro de 2016

... Pain

A depressão é algo inesplicável. 
Ter transtorno de personalidade límitrofe (TDB) é algo terrível. Vou explicar o porquê!

Acordei muito cedo na manhã de quarta feira. Por volta das 4, chamei a minha mãe e disse que queria tomar café. Como eu sei que ela morre de medo de que eu taque fogo na casa, bem, ela mesma se ofereceu. Café da madrugada. OK! Subimos e ela, ouvindo rádio, e eu dobrando e organizando as roupas no meu armário. Trocamos umas 10 palavras, e depois mais nada. 
Quando deu umas 8 ou 9, comi uma maçã fuji, que por sinal estava deliciosa. E fiz uma mandala, preta e branca, mas me pediram para eu por cores. << eu bato foto e posto aqui>> Coloquei The Pretty Reckless para tocar no último, e fiquei ali, rabiscando sozinha. Quando foi mais tarde, eu comecei a ficar meio ruim, e tive que tomar o antidepressivo n°2. Chamei minha prima para almoçar comigo, falamos um pouco, ela não estava bem, e foi pra casa. Disse que era para eu acorda-la as 17, e fosse na casa dela. Lá falamos um pouco, aproveitei e fumei meu cigarro em paz. 
Quando saí de lá, casa desmoronou. Os blocos estava quebrados, janelas estavam estilhaçadas, existia pedaços de mim nos escombros. O fogo consumiu até meu último fio de cabelo. Aqui em casa, é que a ficha caíu. O quanto sou ridiculamente carente, e "mimada". Veio milhares de pensamentos uma delas foi buscar uma lâmina. Pois confiscaram todas! A procura foi em vão, pois o Duda utilizou todas, e o que me restou foi uma meia cega. --' 
Chorei. Me debati, afundei a cara no colção, esperando que uma mola perfurace meu cérebro e pintasse minha cama como uma obra de arte macabra. Tomei o antidepressivo n°3, e fiquei lesa mas a raiva não diminuia. Por sorte a Hina estava falando comigo no sms, e a Mandy no wpp. Eu estava a ponto de explodir, e quebra o resto dos escombros, e as chamas se espalharem pelas casas dos vizinhos, e eu ia destruindo tudo que via. Tomei 2 dramins junto com o depressivo n°3, e dormi. Acordei e fiz meus planos para a semana até perto do natal. Que a propósito passarei sozinha. VIVA! Minha mãe vai trabalhar, o Duda também, então ficarei quietinha aqui. É doloroso não ter eles no natal, mas prefiro ficar sozinha do que ter que fingir pros parentes que estou bem. Ja que iriam me arrastar para casa do meu tio. Essas datas são muito dolorosas pra mim, porque vive 22 anos da minha vida ( se não for mais ) sem a minha mãe, porque ela sempre trabalhava, sem meu pai, porque ele nunca me amou, era um verdadeiro inferno meus natais. Todo ano eu pedia para ele aparecer, mas nem se quer uma vez eu sei o que é passar natal com o homem que diz, ser meu pai. As marcas nessa garota aqui, nunca mais vai sair... Vai perdurar muito...

22 de novembro de 2016

Psicóloga

Acordei com telefonema do Duda dizendo que estava passando muito mal... Acordei minha mãe e disse pra ela, que eu precisaria ir até o centro da cidade comprar anti enjôo, e remédio para diarréia. O anti térmico tinha. Ele tomou um longo banho, estava fraco, e eu desci as pressas para buscar os remédios. < Tudo conspirava para eu faltar a psicologa > 
Quando cheguei ele ardendo em febre, dei o remédios. Já conhecia o motivo dele estar assim, uma baita compulsão no sábado e domingo. Acabou que a febre baixou e fui á psicologa. Antes de mesmo de sair, eu já estava mal: suando frio, e com muito mas muito sono. ( o remédio para esquizofrenia causa sonolência e letargia - mas detalhe - tomei ontem a noite, e não em pleno as 13:10 da tarde --' )
Fui o caminho todo dormindo, quando cheguei no endereço. Suava frio, e tinha tremores... Parecia que eu tinha fumado um crack, ( mas não fumei nada é claro ) era o efeito da ansiedade mais o medo e eu contava os degraus da escada, e os ricos, e as treliças, e tudo mais. Até que uma "senhora" mas com corpo jovem até, abriu a porta e disse "Lua"? E eu grudada na escada feito cachorro quando se esconde da trovoada. 
Falamos um pouco, preços, horários, pequeno resumo, se gostei, exercícios de respiração, e duas folhas que preciso preencher, e sobre o suicídio e eminente e bla bla. Tudo se resolveu em: todas as terças feiras as 11 horas da manhã, toda semana. A primeira consulta foi gratís, para poder conhecer e ver se rolava a quimica entre o paciente e o psicologo. Ela terminou com um: temos trabalho a fazer. Eu gostei dela, me acalmou no exercício que me ensinou, e o preço é bem acessível. Voltei dormindo o caminho todo, mas desci uns 3 ou 4 pontos antes do meu, precisa de um ar, e minha mãe respeitou e mesmo com 60 anos, andou comigo essa distância. Respirei o ar da rua, e me acalmei. Eu particularmenete odeio, tudo que seja novo, ou seja tudo que é primeira vez como: primeira aula, primeira consulta, me acostumar com a ideia é difícil. Mas me esforçarei... eu acho. 

20 de novembro de 2016

❤ Hina ❤

A perfeita harmoniosidade, se reduz ao sorriso dela. Lágrimas escorre do seu rosto como pequenos diamantes, mas porque esta pequena chora?
Lhe deram um coração de peróla, no qual, trinca quando não há amor para preenche-lo. Ela canta na beira do mar, a procura da Lua. Mas a Lua está trancafiada entre a mais dura das estrelas do céu. O canto dela é como a brisa do vento em setembro. Certo dia, lhe fez de ferro e perólas, o seu coração lhe fez de titânio.
 Hoje buscarei meu amor... 
Ela subiu rumo as estrelas, quebrou as portas do paraíso, e a Lua foi liberta...

Ela lhe disse: Kanai, o amor que tenho por ti é o que te liberta das prisões deste mundo. Viveremos felizes, a luz do teu luar, e ao som do meu canto.....


Para minha Kanai, parabéns pelos 3 meses, que dure eternos anos ... 

19 de novembro de 2016

Vozes na minha mente ( fotos )

Eu estava cansada, havia tatuado por 1 hora, e esperado mais 4. Tinha um cara que foi tatuar sobre o filho que morreu, depois tinha eu, minha prima, e a mãe dela. Estava - e. x. a. u. s. t. a. ! Quando cheguei em casa, achei meu corpo ia desfalecer, mas me mantive. Tive que tomar banho, lavar a tattoo, e banhar meu corpo cansado. 

Está é minha 3° tatuagem, sim, fiz outra nesse meio tempo. Uma no centro do peito, que chega até a clavicula. Não postei foto, pois não está terminada, precisa de 2 ou 1 secão depende do "cash", A borboleta representa coisas importantes para mim: transformaçao corporal (Ana), transformação mental (TdB), transformação mística, que é o meu atual momento. Eu praticamente ganhei a tatuagem, então foi lucro pra mim. Pensei em muitas coisas durante o processo de tatuar isto em mim. Foi bom. xx
Já em casa, já tomada banho vesti algo confortável. Pois estou naqueles dias, e é terrivelmente horrivel ficar com roupas apertadas. O Duda estava se vestindo para ir trabalhar, e eu me enrolando a cobertores grossos apoiada com as mãos segurando a cama, como se ela fosse tremer. 
Ele dizia: Nossa nem sabia que você ia tatuar. - Eu quieta, vendo as coisas ao meu redor me sentindo sem foco, sem chão, sem base, sem vida. Um dementador mora em meu quarto, está frio e não existe felicidade em nenhum dos cantos empoeirados do meu quarto de cores frias. 
Antes da tatuagem, peguei dois livros na biblioteca pessoal da minha tia, ela tem centenas de livro ou dezenas, e eu peguei dois que me interessei, 
É uma coletânena, pois tem muitos outros o rosa se chama: Marcada de P.c Cast e Kristin Cast; e outro que comecei a ler ontem Nascida a meia noite de C.C Hunter. As Capas são perfeitas não é? Adoro livros, embora nem sempre a mente me faz capacitada a ler. Mas pretendo substituir a tv, pelos livros e isso será uma meta muito boa, tanto para vida quanto para a boca ( boca fechada, se a tv está desligada ). 

Eu li um pouco e depois resolvi ocupar a mente jogando video game. Mas logo os remédios fizeram efeito, e eu cai no sono em meio a política, e cobertores de cores estranhas. As duas 2:02 acordei com vozes me chamando. Olhei o quarto todo, e não vi nada, nem uma corrente de vento. Voltei a dormir, desconfiada, me cobri totalmente, por volta das 2:50, achei que me chamava um rosto flutuando sem forma, no qual assumiu a voz do duda e da minha mãe. Eu sabia que aquilo era uma brincadeira de mal gosto do meu subconsciente. Afinal meu quarto, minha casa, hábita Deus ( graças a deus ), ou seja é sim, a doença se mostrando. Eu fiquei com tanto medo que me joguei pro outro lado da cama, e senti um arrepio na espinha. Eu odeio tudo isso, odeio ver , sentir o que me tornei. É obvio que não é minha culpa, mas não adianta eu sinto que o lixo, está empregnado em tudo. A vida não é justa com ninguém, e então não adianta arriscar, o remédio precisa fazer efeito. -.-


17 de novembro de 2016

Consciência morta

O blog está de carinha nova, gostaram? Eu tinha feito uma cabeçalho novo, mas aí achei aquela borboletinha e coloquei. Quando eu achar um de lua, vou fazer. Bem hoje, seria minha consulta na psicológa mas como eu já previa, passei super mal e remarquei << 22/11 >> Confesso que estou com medo, mas não adianta fugir, eu preciso mesmo ir.
Voltei a dormir muito, mas muito mal. Sempre dormir mal, mas agora está pior. Ainda vejo coisas, e ainda chamo a minha mãe a noite, para afungentar os monstros que se esconde nas sombras das coisas. Amanhã é o 5° dia da dieta ( em conjunto ) e estou indo até que bem, poderia esta melhor, mas vou melhor neste caso. Bem hoje é isso, vou ler os blogs a noite ou amanhã. Que os monstros não me comam durante a noite, achando que sou um porquinho perdido.


14 de novembro de 2016

8- Take me down ♫

Todas estão muito animadas com a dieta, até eu estou. Estamos a todo vapor, será que é a brisa do fim do ano? Bem, não importa, sei que não existe milagre nestes casos. Mas todo peso perdido é um motivo de alegria.
Senti vontade de renovar as energias, isto me faz bem. Movi os móveis de lugar tirei os resquícios das moradas dos monstros. Tudo cheira a lustra móveis de lavanda. Existe uma parte de mim, limpa até demais, existe outra mais podre do que rio tiête ( se chama depressão ). Tirei fotos de antes depois, e claro que não vou matar ninguém com as fotos. Pesei. Fiz a coisa toda, para poder ver diferença. Okay, lua não espere muitas novidades, espero poder perder e pronto. Nada elaborado. Apenas fiz um calendário que modéstia parte ficou lindinho, e colei na parede assim todo dia vejo ele. ^~^
Vamos ver se tudo que penso vai dar certo, torçam por mim...


Bye, babys

12 de novembro de 2016

6°- Ela perdeu toda sua sanidade

As orelhas estão marcadas, feito marcas de ferro. Tem uma garota morta aqui e agora. Vocês não vêem pois, não me conhece. São 17:00 da tarde, e estou no estúdio da Fernando Tattoo, minha prima está retocando a tatuagem, e eu acompanhei. Ela não estava legal, e nem eu... Enquanto o barulho da máquina tatuava minha prima, eu me aproximei da sacada do segundo andar. Um cara me observava: calça leggin, bata preta, cabelo em coque, sem maquiagem, e de chinelo ( pobre?). Pensei em me jogar, por 2 ou 3 vezes eu quis. Até que me sentei no corredor a uns 300 metros longe do " perigo". O remédio para esquizofrenia e TB, me deixa meio lenta ( efeito colateral de ínicio ). Fomos ao mercado, e por fim numa academia. Minha está querendo que eu canse o meu corpo, mas só de entrar minha mente gritava  SAÍ DAQUI! Mas é bem animada, e vi pessoas solitárias fazendo a academia. Talvez ajude eu perder peso, afinal estou na luta. 
Em casa tudo piorou drásticamente, tirei toda a roupa e corri atrás da lâmina. Não contei quantos cortes, mas digamos que me fatiei como aqueles frios que eles fatiam na hora. Fiz curativos e acabei caindo no sono, bem longe do celular - completo apagão- Se cortar por motivo é algo meio que normal. Mas sem motivo, com a mente embaçada, você acorda sentindo a dor, e não entende nada. É pior. A dieta de ontem foi + ou -! Decidi fazer 2 dias de mono de suco de soja, apenas isso (e cigarro). Vamos ver que peso isto pode me dar. Enfim, eu precisava desabafar... :G 



10 de novembro de 2016

4° - Ela teve seus devaneios

Você  olhar no espelho e dizer - não isso aí não sou eu - . Luta diária, luta cansativa, luta exaustiva alguém me acorde, e me enfie um punhal no meio do peito. É ruim nascer, crescer, viver, e querer morrer em tão pouco tempo. 
Estou gastando horrores o meu dinheiro: sutiã se empilham nas gavetas; colares, piercings, tattoos, tudo que me faça ter um leve prazer. Hoje nas andaças com uma das minhas primas, comprei o colar da Hell Gilr, é uma boneca vudu, que no anime você tira o laço e vermelho e então ela a Enma Ai, alivia sua dor. Para quem não sacou, ela uma donzela do inferno. Eu gosto dessas paradas mais dark, embora tomo cuidado para não ferir minha auto sensação de lucidez! 
Não sei o que há mas arrumo meu quarto, e tudo volta para o lugar. Detesto tudo isso. Os remédios me deixam lesa, pingam nas minhas veias como venenos tóxicos, e as bruxas voltam a dançar. Hoje foi uma desgraça... Minha dieta foi por água baixo!! Mas não é motivo para desistência, é motivo para continuar, seguir em frente, lutar! " Um dia serei tão leve, que ao invés de andar, irei flutuar..."

" Ippen ,.. shinde miru?"
" Como desejas ver a morte ?"

9 de novembro de 2016

3° dia - Ela se quebrou feito xícara de porcelana

Minha mãe fala rápido demais para eu acompanhar alguma coisa " café? lixo. pagar as contas. louças sujas. o restos do almoço. Ah, como eu odeio manhãs! Coloco meu Rock no talo para estancar o sangue que sai dos pequenos rasgos de anteontem. Minha personalidade Kawaii está mudando? Estou virando uma gótica suave, como  as pessoas me chamam? ( Gótica suave = É uma pessoa gótica porém não é um tanto exagerada ) 
Pílulas descem na minha garganta 1- para eu poder sobreviver, 2- para não ver monstros ( Lua sua desgraça, não tem ninguém ali 3- para controlar as crises 4- para poder dormir feito um gato enrolado no seu cobertos de Garfield. Café. Café. Dois pães integrais de chia, e macadãmia esquentam na chapa. Eu poderia por a minha mão ali, e come-la bebendo café. Mas isso é  a prisão o internamento, e eu não quero ir pra lá. Como calma divido bem, vamos ver no que vai dar. Os bois e vacas marcham para rua, eu a vaca de preto em pleno sol. foda-se. Pagamos as contas. E fomos atrás do meu novo amor, que mal saiu das costuras uma boneca da Lua. Minha mãe que está fazendo, vai ser linda!! torta e com uma lâmina, pendurada ( eu sou estranha )
Voltando da rua a cabeça rasciciocina - mãe em casa - alerta vermelho, alerta vermlleho- 2 colheres de arroz me dizem você vai engordar, e uma lata de sardinha diz, me come tenho Ômega 3, o repolho diz, te farei sentir gases. Me sento e separo tudo e como por parte enquanto ela come um enorme pedaço de frango com farofa e lambe os beiços.
A tarde é tranquila, desenhe uma caveira mexicana para o estúdio de Tatto. E desenhei mais coisas, já que ler não estou conseguindo. Mas assim que a boneca estiver pronta, veio com fotos dela e do desenho ^^
Hoje são 02:58 da manhã, é o meu 3° dia, hoje é dia de líquida. Mas caso não funcione, vira frutas e líquidas. Enquanto eu ainda pisar nesta terra lutarei pela magreza que me forá prometida!


Para quem me pediu para desenha-la, to desenhando .... 

7 de novembro de 2016

Desalinhados

Você abre uma janela, na esperança de coisas novas e oportunidades diferentes sejam boas. Mas no caso de uma pessoa Boderline ( ou que sofre depressão severa ). Você espera como uma criança louca por doce, e de repente eles te dão um brocolis. Sacou? Isso é tão deprimente!
As coisas por aqui parecem aquelas nuvens escuras, pesadas, e frias. Ela me congelam e me quebram em vários pedacinhos. São 08:00 hora do primeiro antidepressivo; 13:00 hora do segundo antidepressivo; 19:30 hora do ultimo depressivo; Insônia? mais um comprimido. E assim a vida segue, aranhas tecem sua teia em volta do meu pescoço, elas querem me enforcar. Fiz uma aposta com o boy: se eu não perder nada daqui até dia 10/12, eu me matriculo na academia ( coisa que odeio) e aprendo a jogar futebol no video game. Se eu perder, ele vai ceder a próxima tattoo pra mim, e vai me dar um All star preto de couro. Estou louca pela aposta, porque quero fazer a próxima tatuagem, já que a vez é dele. Preciso de alguma motivação hoje foi um bom dia: 
1- 07:00: 2 fatias de pão ligth e 1 copo de leite 
12:00 : 2 colher de arroz, 1 colher de repolho cru, 1 sardinha
16:00: Miojo 
~ Ao todo por volta de 600 / e fiz caminhada

Na sexta eu acabei indo no estúdio, e furei novamente o tranversal. Mas desta vez na orelha que eu tenho o piercing no trágus. Foi muito mais tranquilo com a Andy ( a guria do estudio ) do que com a Fernanda, fiquei mais tranquila foi o inchaço não foi exagerado e nem foi dolorido como da outra vez. A única diferença do meu é que minha orelha é pequena, então ficou mais pra baixo. Eu simplesmente amo estúdios de tattoo, e esse em particular é um dos que mais gosto. Pois tem caveiras, runas, cervejas ( de mentira ) taças, caixões, e algumas coisas de praia, é uma enorme mistura no qual você se sente bem. Eu ofereci um dos meus desenhos para o dono como um presente por ele ser "atencioso". Já que não paguei a minha primeira tatuagem, ficou por conta da casa. Eu gosto muito de moficações corporais. Meu estilo está se formando, e me sinto bem com isso. A única coisa que preciso é acertar o peso! 

Em meio a aranhas, teias, seres que me observam eu sobrevivo da maneira que posso. Talvez um dia vocês não veram postagens minhas, ou haverá apenas um pequeno anuncio escrito errado demais, dizendo que desisti. Eu realmente não sei do dia de amanhã, mas aonde eu puder ir, eu vou....  || Amanhã leio e comento em todos os blogs atualizados!
Bjs

2 de novembro de 2016

Tormenta de Novembro ( Desenhos )

Como prometido eu disse que traria mais desenhos que ando fazendo. Só para lembrar não sou nenhuma desenhista, nem me acho um tipo de pessoa assim. Eu desenho para poder distrair a minha mente. Este foi no dia 19/10/16. Usei um caderno de desenho grande, canetão piloto e uma paper matte preta.














Este foi um ursinho que me inspirei no urso de pelúcia da Marceline no desenho Hora de Aventura. Eu gostei de fazer ele, embora ele me tomou a tarde toda, neste dia eu estava mal. Mas me ajudou a fugir da lâmina. Foi no dia 20/10/16















Este é um dos meus preferidos, rs... Fiz no mesmo dia em que fiz o ursinhos, os meus dedos abriram, mas como não sinto dor quando eu mesma faço algo contra meu corpo, só depois eu fui sacar que abriu o canto do meu dedo. ><















Este também foi no mesmo dia rs... Sim, sou louca e nem percebo o que estou fazendo, é meu coringa esquisitinho. ( minha mãe diz que tudo que eu desenho é meio morto, costurado, retalhado -- acho que ela tem razão )















Bem, hã, deixa eu explicar ( pelo menos tentar ). No domingo eu tive uma crise, eu tentei achar alguém para conversa mas, ninguém estava disposto. A mente combinou um potente antiflamatório, com remédios para diabete mais uma garrafa de montilla, e talvez o resto dos meus antidepressivos. Mas inacreditavelmente, eu bebi, fumei muito e tomei meus remédios. Fiquei leve, e ao som de rock ( não me pergunte qual música que eu não me lembro) eu desenhei esse troço aí. A mão está um coco, eu sei, mas eu quis deixar registrado aqui, o que saiu de mim semi bêbada e dopada. Penso que este deve ser um dos seres que fica me vigiando na escuridão!









Bem é isto. Estou sem dormir,  a primeira experiência com o tal novo remédio foi uma tremenda bosta. Fiquei meio esquisita, e estou sem remédios contra insônia já que era para eu ter ido comprar ontem. Porém minha mãe resolveu lavar roupas, e agora só na quinta feira. Tenho calendario pronto para este mês, vamos ver se algo muda nessa situação toda. ;-;


31 de outubro de 2016

Consulta com o Psiquiatra

Você sente a sente respiração, sente um olhar em meio as sombras dos móveis velhos. Eles estão ali, a cada sombra de uma pessoa, ou móvel, ou prédio... Eles estão sempre ali! 
Acordei cedo pois sabia que as 14:15 eu deveria esta na clínica. Fui direto tomar um banho, pois na crise de domingo eu não tinha tomado banho. Eu tinha bafo de montilla, e cabelos sujos e embaraçados, pois não escovei. Demorei mais do que era necessário no banho, acho que morri ali alguns segundos. Lavar. Secar. Pranchar. Depilei o buço, sempre nasce uma pelagem leve e clara e eu odeio. Verifiquei as unhas estão cortadas e limpas, ok. Fiz algumas coisas antes de sair, deveres chatos de mulher coloquei o lixo para fora; lavei  a louça; troquei o banheiro da cachorra da Ruby. Troquei de roupa, nada me caí bem. Então coloquei qualquer coisa, uma leggin, uma camisete, e meu oxford preto. Está calor, e todo mundo parece bois e vacas mortos no trânsito. Em pé no ônibus, penso o quanto somos zumbis sem alma. Alguns estão indo trabalhar, outros indo estudar, outros procurando o emprego, outros indo para o médico, o mundo é cruel Lua. Descemos no ponto errado, temos que andar. Ela fala algumas coisas, eu observo o sol deitado sobre os prédios altos, enquanto vários executivos passam por mim ( hora do almoço eu penso ). Chego cedo demais na clínica, e a moça na recepção até se assusta! Mas expliquei que cheguei cedo mesmo, graças ao exagero da minha mãe. 
Eu contei sobre visões, paranóia, os vividos embora eles me observavam nas janelas dos prédios atrás do Doutor Leandro. Será que ele enxerga eles ? Ele me explicou algumas coisas me receitou meu 4° remédio, que trata esquizofrenia e a mudança de humor. Quase caí pra trás quando vi o valor do remédio, pensei automáticamente ( seria muito melhor morrer não é ? ) Guias para psicologo, falação sobre os cortes, suposta internação. É cansativo ir ao médico, eu nunca gostei. Mas faço o esforço pelo Duda... 
Amanhã começa o desafio master de novembro no meu grupinho. Todas tem que participar, e sim cada precisa se virar para colocar a rotina diante aos desafios impostos pelas admins*. Primeira semana está a cargo da Kanai ( Hina ) então vai ter frutas e legumes com toda a certeza. Acredito que será bom para desintoxicar o corpo, e talvez até a mente ... 



25 de outubro de 2016

Os vividos ( ou seres da escuridão )

Os dias tem sido irritantes. Não sinto vontade de nada na maioria dos dias, andei tomando antidepressivos demais, e não fui a psicológa. Desde ocorrido com a minha tia irmã da minha mãe. Eu tenho piorado rapidamente, por vezes durmo chorando, levanto chorando, e um desses dias dormi segurando a mão da minha mãe. Ela me disse que só dormi desta forma, e claramente isto não é o meu normal. Pior ainda quando a tia irmã da minha mãe mora por perto. Minha rotina tem sido sempre a mesma, por sorte me sinto mais "segura" em frente a comida. Acho que perdi algo, pois algumas blusas estão folgadas, e as calças também. Não me da segurança necessária para descansar, mas me da um "alívio" ou não. Para explicar para vocês básicamente estou tentando me manter abaixo de 500 kcals diárias, mas se passar algumas não estou dando minhas neuras. Andei fazendo detox e comendo mais verduras e frutas. Resultado -- banheiro toda hora -- Está sendo bem difícil ficar sem pesar, mas foi a forma de lutar contra a ansiedade. 
Já fiz mais 4 desenhos, pretendo posta-los em breve. Atualmente trabalho com uma caveira mexicana, que minha prima me pediu. Mas eu parei porque a mente não me deixava pintar em paz. As unhas pedem esmaltes, o cabelo perde uma cor nova, o guarda roupas uma boa faxina. E meu corpo deseja apenas a morte. É díficil lutar contra isso sabe? É como uma guerra, alguns mortos, outros feridos, e você sente que é o único a combater os inimigos. Quem são os inimigos? Os vividos das sombras, eles me observam dentro da escuridão. Estão sempre comigo, na hora de ouvir música, ou ler, ou fumar, em qualquer lugar. Sempre tive medo do escuro, mas não em relação aos seres que habitam a escuridão. Mas sim, por causa de algum inseto intruso. Mas hoje, agora, nos últimos tempos prefiro acompanhia dos insetos. Eles estão me observando agora, neste exato momento, bem ali atrás da porta desgastada do meu quarto. ( queria mata-los )
Estou lendo "A noite mais escura do Ano - Dean Koontz " estou gostando!! Sempre que a minha mente me da uma folga, eu leio, e simplesmente flutuo para dentro deste mar de palavras. ( super indico, e olhe que nem li todo ) 
Ontem fiz minha 2° tatuagem. Eu estava passando muito mal ontem, não sei porque mas o chá de hibisco que eu fiz para tomar o dia todo me fez um tremendo mal. Eu nem precisei "miar" o treco todo saíu. Mas mesmo morrendo fui lá no estúdio, trago fotos quando ela estiver pronta. A dor deu espaço a pequenos olhos na luz do estúdio do tatuador. Eles me perseguem em todos os lugares, inclusive nas roupas. Eu cheiro a mofo, bolor e monstros da escuridão. Não me entenda mal, eu tomo banho, mas a minha alma não, ela está totalmente pútrida. ( Amanhã passo em todos os blogs, eu prometo, porque agora estou sob efeito de remédios )


19 de outubro de 2016

Let's lose weight

Olha eu de novo aqui! o/
Bem, este post deveria sair lá pro dia 22/10, mas eu queria escrever hoje. Nem sabia que a kanai ia escrever  também, mas enfim, vou escrever. Como todos sabem, eu tenho 1,70 de altura, e infelizmente cheguei a pesar 70,5. Não é sobrepeso, e nem obesa. Mas me considero gorda! O duda diz " gostosa" eu digo gorda! Minha mãe diz "normal" e as vezes magra. E eu digo " gorda, gorda, gorda". Andei refletindo, e me perguntei qual é o problema Lua? Alimentação errada! Muito errada. Tenho sido uma ogra esses últimos meses. Desde que larguei o vegetarianismo, eu tenho comido muita bobagem. O amor pelas frutas sumiram ( eu gosto mais de verduras, legumes) e as hortáliças já não me caí bem...  >.>  Minha saúde mental é horrível ( todo mundo sabe ). Mas a minha saúde física é pior, não sei se vocês sabem mas: tenho desvio de face << no qual me causa problemas para respirar e comer>> ; Tenho tolerância á vários tipos de alimentos, principalmente cru; Tenho rinite crônica; Sinusite crônica; fora as outras pequenas coisas. E acredito sim, que devido minha má alimentação eu vivo "morrendo". 
Andei relendo minhas medidas, metas, li algumas coisas em fóruns americanos. E acho que descobri a chave da perfeição. Não vou falar sobre isto aqui, porque isto é assunto para o outro blog ( que apropósito está só as moscas ). Então resolvi mudar, lembram da foto da agenda preta? Bem, eu me desfiz de app de contagem para marcar tudo naquela agenda. Então vou explicar:

Anotações:
1- Pesar por volta de 56 quilos até o fim do ano ( depende de mim, e do meu desempenho, estou trabalhando nisto )
2- Evitar a todo custo tudo que for farinha branca. Incluindo arroz branco.
3- Não comer biscoitos ( tipo nesfit ) todos os dias. Mas só em dias alternados.
4- Comer pelo menos 2 ou 3 frutas por dias. Evitando banana depois das 15.
5- Nunca repetir pratos, mesmo que seja verduras.
6- Pesar a cada 10 dias
7- Comer alimentos ricos em fibras para evitar o consumo excessivo de laxantes.
8- Controlar a taxa de carboidratos ingeridos.
9- Beber água, chás, e café preto todos os dias. Evitando café depois das 18.
10- Ínicio - 19/10 

Hoje manha comi: 2 fatias de pão integral de baixa caloria/ queijo branco ( fatia fina) e café preto sem açucar. O corpo quer pão frânces e refrigerante, --' Mas é claro que não posso me deixar levar pelo o que ele quer, e sim pro que ele precisa. Considerei verificar as calorias no fim do dia apenas. Por isso me desfiz de app, e estou anotando na agenda. Pretendo trazer fotos dela também, porque aí vocês veram como eu realmente estou me alimentando. Porque preciso escrever até uma bala se eu comer. O app de água continuo usando todos os dias, porque sou esquecida mesmo no calor. A leitura sobre alimentação saudável, e quais benefícios de cada alimento ingerido também precisa virar rotina. Eu já vi alguns nomes de livros sobre o assunto, e mês que vem vou comprar. Adotar uma nova rotina alimentar não é fácil, mas também não é impossível... Me desejem sorte!


Kanai, farei de tudo para ficar linda pra você... ^^

17 de outubro de 2016

Desenhos; Comprinha; Presentes e Livros

Eu demorei um pouco para vir aqui, aconteceram coisas nas quais eu não estava esperando. Estou sendo tão maltrada por uma das pessoas que eu gostava. Isto está doendo até mesmo na minha mãe, e por morarmos próximas é pior ainda. Estamos cogitando ir embora, compra uma outra casa depois de 26 anos que minha mãe comprou aqui ( sim,  antes da minha mãe engravidar ). << chega desse assunto>>

Estou com várias ideias de jerico na cabeça, inclui emagrecer até morrer, inclui morrer, inclui nunca mais falar, sumir e bla bla. Toda aquela velha história sem graça que vocês já leram aqui. Não vou ficar falando as mesmas coisas. Vocês já devem esta mais careca de saber de como eu sou uma montanha russa quebrada, e daqui não saí nada de bom. Aconteceu várias coisinhas, como eu me queimar "propositalmente" na panela. Estou fumando muito, de novo... Embora eu não ligo, eu sempre paro, volto, paro, volto. Vícios e mais vícios. Ontem fiz uma lista ( me inspirei na Kanai ) são 9 objetivos pequenos para ser atingidos. Usei a agenda que a Mandy me enviou de presente *U*, é linda gente, toda preta >.<  Estou programando minha próxima tattoo, e vai ser algo bem dark de acordo com a minha aura. Mas nada impactante, para minha mãe não surtar. Estou lendo o livro Starters, e aproveitei e vim com várias fotos...


Esses são os novos livros que ganhei e comprei. O com o marcador rosa, é o que estou lendo. É muito viciante, e bem fino . A Kanai me disse que tem o segundo, e que é muito difícil de achar. Os dois primeiros foi presente da minha mãe, ela foi no Sebo, e comprou ( adoro Sebos ). Os outros dois foi minha tia, me disseram que é muito bom. E os dois últimos foi eu mesma que comprei, mas foi numa livraria mesmo. Eu adoro livros, quando a minha mente deixa- se levar, eu leio vários, principalmente na categoria infantil. 


Esta luva eu achei numa lojinha japonesa, na qual visitei em um dos sábados passado. Eu nunca tinha ido lá, e tipo, fiquei encantada com tanta coisa linda. Ela tem 47 cm, e eu bati uma foto usando ela, uma saia preta, uma regata preta, e uma meia preta, e um oxford preto rs. Achei bonito embora eu esteja uma orca assasina, quando eu estiver mais magra, eu bato foto e posto aqui. Também comprei uma caneca linda, que presentei minha mãe. Mas não bati foto, pois estava embalada. E comprei esta agenda lindinha... ( Aproveitei e comprei o presente da Kanai nesta loja *U*




Como eu havia prometi alguns dos desenhos que eu andei fazendo. Já aviso, não sou nenhuma desenhista, e nem me acho com talento para tal feito. Mas, eu gosto de passar o tempo fazendo qualquer coisa que esvazie minha mente turbulenta. O primeiro desenho que fiz foi o das borboletas craqueladas, meus dedos abriram de tanta força que usei. O segundo foi os dos passarinhos, não sei se da pra entender, mas são rosas dentro daquele troço ali kk. O 3° foi a moça com uma boca de alien no pescoço, e o último foi o preto e cinza. Minha mãe achou que eu ia desenhar casinhas, e pessoas felizes, mas eu não sou assim. Sorry, mãe .... 



E para terminar está é a agenda que a Mandy me mandou, com outros presentinhos lindos. No qual vou escrever sobre meu dia de alimentação, pesagem e tudo mais. Então vocês provavelmente veram folhas escritas por aqui. Eu gostei muito dela, porque é preta, e eu amo, amooooo coisas pretas eu não enjôo, e a cor não me irrita. E como ela não é grande posso levar ela aonde eu for. Enfim o post ficou enorme, mas eu queria escrever coisas diferentes para vocês. Ao invés de toda aquela aura ruim que sempre tem, não que este post não tenha. Mas... Pelo menos mudei um pouco a aura do blog né. Sobre a dieta, e peso vou falar no próximo post. E vou visitar vocês todas em breve! Obrigada pelo carinho, e a paciência de ler este texto gigantesco! Abraço!!


12 de outubro de 2016

Summary of past days

Quase 6 dias sem entrar aqui... 
Eu estou com aquela sensação de apagar tudo, e simplesmente me enfiar no quarto e nunca mais sair. Ontem foi muito cansativo, meu corpo, minha mente, minha alma estava muito cansada. Eu estava atrás de um presente para Hina << Feliz aniversário amor >> E depois de horas andando num shopping ( escolhi o mais vazio possível ) eu encontrei algo bacana. Me sentei em uma mesa, e minha cabeça rodava feito um pião. Minha tia me presenteou com uma saia preta muito linda, no qual vi a númeração (40) Ok, meu dia acabou ali. Quando estavamos indo embora, me sentei em um dos bancos do trem ( no qual estava lotado em plena 12:50 ) e senti que todo mundo estava me encarando. Enfiei a cara no livro, e minhas mãos estavam tremendo. Tomei meu remédio da tarde, e eu ainda tinha coisas para fazer no centro da cidade aonde eu moro. Comprar duas tintas de tecido. Ok. Compra novas tomadas. Ok. Eu disse para minha mãe que ela podia ir pra casa, que eu ficaria no estúdio de tattoos, esperando o Duda ( ele está terminando uma tatuagem). Ela me perguntou umas 35 vezes em frente a galeria se eu ficaria bem. Eu disse que sim - mentira -. Esperei por volta de uns 15 minutos e ele apareceu. 

Eu adoro estúdios de tattoos, eles sempre são decorados por coisas diferentes. E atraí meus olhos, caveiras enormes, túmulos, runas, balões japoneses, e tudo mais. Senti vontade de por outro piercing ( eu já falei que adoro piercings? rs) Bem, perguntei pro Duda, ele disse " Fura o septo ". Eu queria algo mais escondido como o anti trágus. Mas ele insistiu, e eu furei ontem mesmo. Não doeu, apenas uma picada. A moça que me atendeu chamada Andy, que apropósito era muito bonita. Disse que ficou muito bonito. Eu escolhi uma jóia pequena, e troquei meu piercing de argola por um ponto. Ou seja tenho dois piercings no nariz. << Fiquei com receio da minha mãe, pois este é o único tipo de piercing que ela não é muito afim, eu diria >> Mas sabe aquela coisa momentânea ? Dizem que pessoas que são Boderline, são impulsivas e fazem as coisas sem pensar muito. E isso é muito, eu. Hoje de madrugada eu acordei me olhei no espelho. Eu estava estou a cara da derrota, eu quis tirar o piercing acreditam? Minha mãe disse: " Mas porque está doendo?" E eu disse que não. E realmente não está, porém ele chama muita atenção pro meu rosto. Enfim, se eu me estressar já sei o que farei. 

Na segunda feira minha mãe me chamou para sair. Disse que queria andar um pouco, e como ela NUNCA  me deixa sozinha. Eu fui com ela. Ela falava, e eu ouvia e respondia sempre "Aham, Sim, Ok, É. Nossa. " Por fim, ela disse: Quando você era bêbe, uma amiga minha disse que você tinha a palma da mão pequena, e dedos longos e finos. E que você seria uma artista, que tinha um talento ou uma "aura" para trabalhar com qualquer coisa que envolva arte. E a mulher deu um lírio branco, e uma outra coisa que não me lembro. Eu fui andando pela rua, tenta digerir o que eu havia ouvido. Fomos a uma papelaria, e ela me comprou: uma caixa de lápis de cor de 48 cores; um caderno de desenho gigante, um menor, uma lousa, giz, apagador, 2 lápis de escrever, 1 borracha, 3 canetas. Disse que era um presente para eu ocupar a mente. E treinar minhas "habilidades artísticas" - Oi?- Bem aceitei de bom grado, com a minha mãe não existe a palavra recusar. Então se eu desenhar algo, provavelmente irei postar aqui. Só não digo, que será desenhos felizes e cheios de amor. Vocês me conhecem, e sabem que minha aura é meio dark. 

Minha mente está um verdadeiro caos, uma bagunça na qual eu não consigo colocar nada nas caixas. Tenho vivido assim por tanto tempo, mas nunca me acostumo com ela. Remédios descem pela minha garganta, sombras se  formam no meu quarto e me espiam enquanto eu durmo. Tem sido difícil, todo santo dia penso em me internar. Não tem sido fácil lidar com tudo isso, então como sempre a única porta aberta é a do suícidio. Só não sei quando será... 

...

8 de outubro de 2016

A grande ilusão

A pior sensação do mundo é achar que tem algo, e descobrir, ou sentir que não tem nada. E eu sou esse tipo de pessoa. Eu acho que tenho amigas; Boom, não tenho amigas. Eu acho que tenho algo especial; Bom, não tenho nada de especial. Eu acho que pelo uma pessoa gosta de mim; Boom, ninguém gosta de mim. É tudo um excesso de ilusão da minha mente. Eu devo pagar por tal ato? Devo claro que devo! A iludida aqui sou eu, não é você ou outra pessoa. Eu não sou á amiga; não sou á esposa; á garota magra; á garota que faz faculdade; á garota legal e simpática que todos querem ser amiga; á desejada; ou á mais bela; ou á mais inteligente. Eu sou o completo nada. Sabe aquela sobra de comida num dia domingo cheio de parente, no qual todos encheram o bucho, e ninguém quer a sobra? Essa sou eu!! 
Ou então sirvo com uma escora, ou um "ombro" amigo no qual a pessoa vem se encosta e chora suas pitangas. E eu? Bem, eu não tenho ombros para chorar minhas pitangas, eu tenho apenas o meu travesseiro surrado e manchado como sempre. ( Não estou reclamando dele é claro, pois ele é o mais sofredor da história) Mas estou verdadeiramente cansada de tudo. A concha voltou, e quer me fechar pro fundo do mar. Neste exato momento eu deveria estar vestindo um calça preta, uma camiseta preta, meu bracelete gigante ( sim, bem maior do aquele na foto ), um tênis ( estou com problemas com cores) e estar andando por aí. Mas a minha mente não entende isso, não entende que sair é normal, que ter uma conversa com seu marido é normal. Então cá estou eu, escrevendo palavras confusas e desconexas e claramente sem sentindo algum. O ante braco que está sobre os joelhos enquanto algumas lágrimas querem dar as caras, está coçando pois os cortes que fiz semanas atrás foram profundo demais, e inflamaram. Eu sou um acúmulo de caos, e vai por mim... Ninguém quer ter caos na vida delas.




5 de outubro de 2016

Diga NÃO!!

As neuras voltaram isso é bom ou ruim ? Não consigo me decidir, só sei que todas as neuras de comer escovar os dentes. Ser grossa quando falam de comida, e mesmo sem querer contar caloria, a mente conta. Eu estou gorda, eu preciso emagrecer. Já fiz tantas promessas neste blog que me envergonho de dizer isso aqui. <eu estava escrevendo no caderno, mas quase não saiu nada> Então eu vim aqui para tentar sair os pensamentos que estão expremendo meu cérebro. Ontem eu estava disposta a comer o minímo possível, e não contar nenhuma caloria. E adivinhem, lá estava eu contando. Hoje eu não estava disposta a tomar remédios ou contar, e lá estava eu contando, e tomando diurético. A vatangem é que aos poucos o controle volta, a desvantagem um erro, e eu acabo com tudo. Ontem enquanto eu estava numa dessas casas de brincos, tive a grande ideia de comprar uma pancada de chás. Fui até a casa do norte, e comprei chá verde, hibisco, camomila, capim santo, e o cara me oferece sene, porém eu não precisava já que tenho duas caixas de lax fechadas. Estou pensando em comprar na casa de produto natural, chá 37 ervas. Básicamente eu quero sobreviver de chás, ainda mais porque minha mãe sempre faz pra mim o chá Anti-Insônia. E eu tomo todo santo dia! Até acostumei com o gosto meio amarguinho dele. 
A verdade é que é só a gente pensar em d.i.e.t.a  que o universo conspira contra nós. Minha mãe e minha tia me ofereceram 5 vezes no mercado salgadinhos. Fizeram potes e potes de biscoitos ( o meu era light ) e os outros com coco, salpicado com demôniozinhos. E eu disse NÃO!! Vou seguir meu caminho, porque estou cansada de me importa com os outros. 


3 de outubro de 2016

Ódio pelo próprio corpo

Você coloca a comida na boca, sabe que isso lhe fará chorar. Sabe que isso lhe fará se machucar, dedos na garganta, força e tudo vai pra fora, e depois você coloca tudo pra dentro. A vida de quem tem um monstro desse dentro de si, se resume a isso. Come/ Vomita/ Come/ Vomita! E se come e não vomita, você come chorando. As lâminas aparecem feito um belo colar de morte, e 10 riscos fortes aparecem no seu braço. morre lua, morre lua, morre lua, morre logo, agora, agora lua. As vozes falam como uma música doce, e sombria. Minha cabeça está caótica, uma verdadeira bagunça. Vultos se formam na parede, vozes me chamam, gatos aparecem, algo está me chamando. Algo está errado, eu devo contar? Você contaria ? 
Ela se volta para como uma fênix, que resurge da suas próprias cinzas e diz: Levanta, porque a sua morte pertence á mim. E não a essa porcaria toda que você brinca de colocar para dentro. Eu levanto cambaleante, tonta e aflita. Só quero ver os números baixar, só isso que eu quero ver.





2 de outubro de 2016

Gotas de Outubro

Enfim setembro foi embora... Embora pareça que ele esteja mais presente do que nunca. Eu sou o tipo de pessoa, que sempre espera o "melhor" do próximo mês. Mas me deixo enganar, embora as vezes eu acho que a vida adora me destruir. 
Os remédios são muito fortes, geralmente no período da manhã eu sempre estou mais lenta. Muitas vezes trêmula, zonza, e com falta de equilíbrio. Então eu preciso de ajuda para despertar, e ir tomar café. Porém o Duda está trabalhando a noite, e quando ele chega, e eu estou acordando. Ou seja, sempre acordo por volta das 06:50 á 7:10. E ontem não foi diferente. Ele já havia deitado, e eu pedi para ele buscar algo que eu pudesse comer, já que estava passando mal. Ele me olhou, e virou pro lado e dormiu. Eu fiquei muito, muito triste. Porém eu ignorei, e peguei meu roupão e fui cambaleando, e me segurando na escada. Alguns vultos passavam por mim, me espreitando, até que conseguir sair de casa. Subi mais escadas, e percebi que minha tia estava em casa. Eu pedi que ela fizesse algo para eu comer, para eu poder tomar o remédio. E ela fez logo de imediato. Voltei pra casa, um poquinho melhor. E deitei. 
No período da tarde, eu meu animei um pouco, porque minha prima me distraiu. Porém o  monstro que me espreitava, resolveu cutucar a ferida, e tudo desmoronou em poucos segundos. Quando eu e ele ficamos sozinhos, discutimos. ( O duda pode ser um homem extremamente carinhoso, mas ele pode ser uma pessoa muito ruim quando ele quer ) E ontem ele estava no modo ruim. Como eu não estava afim de comprar briga, eu subi as escadas e me tranquei no quarto. Nervosa, irritada, peguei um daqueles potes grossos, ele tinha feito um tipo de carta e tinha colocado ali dentro, eu taquei longe. Peguei as lâminas, e a carnificina começou, bum, bum, bum, bum, bum,bum,bum,bum,bum! Minha mente não para. Alguém bate a porta, e eu não me movo, o banheiro tem uma pequena poça de sangue, e escuto uma voz feminina << minha prima >> O chão do meu quarto é cor de quartzo, e tinha várias gotas de sangue, tinha sangue na porta, sangue, no chão preto do banheiro, sangue na porta do banheiro, o clonazepam não funcionava, nada funcionava. Ela lavou meu pulso que não parava de sangrar, e passou pomada. Eu sei isso não é normal, eu não sou normal. Infelizmente. 

Hoje acordei meio lenta ( como sempre ) mas é dia de eleição, e eu preciso cumprir minha obrigação. Fui cedo para não dar de cara com ningém conhecido. << Funcionou + ou - >> e depois fui a feira, aproveitei que era perto. Tinha frutas, e legumes, hortáliças lindas. Me lembrei da Hina ( claro rs) e da Anitta Perfeita, que sempre fala super bem dos alimentos saudáveis e tal. Era tantas cores, e cheiros, eu já tinha feito compra de frutas na sexta feira. Mas comprei pêssegos ( que eu amo ) e Uva,que eu também simplesmente amo, Eu quero voltar a me alimentar com alimentos assim, e tentar de novo o vegetarianismo. A casa está colorida, então me da um certo ânimo devido á cheiros e sabores diferente. Espero que outubro seja um mês pelo menos suportável...


25 de setembro de 2016

Self destruction

O vazio é pertubador, essa sensação do nada é tão ruim. As paredes são minhas únicas companheiras, mesmo tendo tantas pessoas á minha volta. Elas passam apressadas, cheias de coisas, de vida, de problema, soluções, amor e risos. Mal sou notada por elas, a boca pronucia "Oi " e muitas vezes recebo um "Oi" seco, vazio, e sem interesse.
Eu sempre fico no meu canto, porque não gosto de incomodar. Por isso sou tão auto mutiladora, porque no fim me resta apenas a lâmina. Depois de quase 1 semana sem se cortar, retornei com força aos velhos hábitos, corta, limpa, corta, limpa, corta, limpa, corta, limpa, corta, limpa, corta, limpa, corta, limpa, e quando me dou por conta eu já cortei tanto que o papel higiênico não serve. Então acabo usando minha própria blusa. Faço um curativo, e coloco o bracelete. Eu não me importo se é feio, se é agoniante, se é constrangedor, eu simplesmente não me importo. Esqueço de tomar os remédios, e quando eles fazem efeito, já estou mole e oca. Fumaças saem da minha boca, sangue vaza do meu peito, gotas se formam em volta dos meus pés. As vozes dizem " lá vem a morta" eu rio, da minha própria demência. Algumas gotas de ácool se misturam ao remédio, a fumaça de cigarro, ao estômago vazio, ao sangue, a dor, o vazio, o tempo para alí mesmo, enquanto tudo passa lentamente. As vozes continuam a dizer: " A morta está alí; sentada, embaixo dos seus pés existe um poça de sangue; ela não tem coração, não tem nada. Ela continua morta, apenas morta,  deixe ela morrer quantas vezes ela quiser.... " 


22 de setembro de 2016

Dias atrás

Você entrega um pouco da sua alma quando você trata alguém de forma respeitosa. Você á vê como um mãe, ou um pai. E no fim das contas você sente que está pessoa pode te ouvir, e até mesmo te entender. Mas a ficha caí, e você que a pessoa que você tanto amou, no fim foi tudo mentira. Isso dói, isso machuca. Na terça, tudo ficou escuro e minha mente virou um buraco negro na qual a escuridão era o mais puro e intenso sentimento. Lembrei o sorriso dela, lembrei do modo como ela agiu comigo, e as lágrimas e a dor se encontraram. Eu não quis comer, falar, ou tomar meus remédios, para ser bem sincera fiquei terça e quarta sem tomar. No qual a minha mãe via eu me encolher e me debater na cama. Enquanto ela e seus olhos de corvos, tentava enfiar remédio guela baixo. Discutimos, ela falou coisas, e muitas outras. Enquanto o Duda, nos olhava sem graça e meio tonto com tanto assunto. Mas interrompi, e deixe tudo pra lá... 
Hoje eu tomei os remédios, e fiquei um tanto "melhorzinha". O problema é que isto me abalou de tamanha forma, que voltei a ver muitas coisas. Isso está me incomodando, e passei várias vezes pelo telefone, e o número da clínica para ligar pro meu médico. E pedir internação, mas a mente dizia tantas coisas que nem "A" e nem "B" faziam sentido. Não sei o porque, ou motivo, mas tive que tira meu transversal no dia 20, isso me deixou muito nervosa. Pois a orelha inchou consideravelmente e não faço ideia o motivo. Retirei, e agora estou tratando, caso haja coragem novamente eu furo novamente. Ou então deixo pra lá. --' 
Dia 20, comi pouco devido o acesso da crise que caiu sobre mim. Ontem, fui levemente bem porém meus niveis de sódio estão altos, não tinha frutas e senti falta disso logo de ínicio. Hoje eu já tive um dia melhorzinho, comi banana, e bebi um pouco mais de água. Mas prefiro acertas as pontas soltas, comecei a dieta sem pesar, e nem quero ver balança. Por enquanto eu vou indo pelo tamanho das roupas, e tal. Eu estou querendo compra livros sobre alimentação, sucos, e quais são os poderes das frutas. Semana que vem vou ir na cidade próxima, e compra algumas coisas ( na realidade eu pedi pra minha mãe hehehe) afinal semana que vem tenho que enviar algo pelo correio, e não tenho nem ideia de quanto vai custar. Enfim, é isto que ocorreu esses dias... 


19 de setembro de 2016

Coisas da mente ( ínicio de dieta )

Fiquei tanto tempo aérea desses assuntos, que hoje passei um veneno terrível. A vontade de comer a casa toda era grande, mas me mantive. Me envergonho em falar sobre dieta aqui, porque larguei meu plano EmagreceLua, e tudo mais... Mas se eu não falar, falarei aonde? -.- 
Estou me sentindo i.m.e.n.s.a, esqueçam minha altura, simplesmente me sinto imensa. Tudo que eu visto me sinto estranha, e ficar comendo não adianta nada. Não estou fazendo dietas prontas, mas para retomar o controle, eu e a Kanojo ( Hina ). Estamos num planinho de retomar controle de comer até 900 kcals ( limite ) mas não é obrigado a comer tudo isso. Hoje fechei o dia 429! yeep o/
Nós não fizemos nada elaborado, apenas contar o que comeu, sem mentiras ou mimi. E no fim do dia falar o resultado, estamos bem assim. Foi ideia dela, e talvez nos ajude ^^ 
As coisas que estão emaranhadas feito novelo de lã. Ando vendo muitas coisas nesses últimos dias: uma caixa gigante preta na porta do quarto flutando ( como se fosse uma coisa vinda de outro planeta), a borboleta laranja que pintei no quarto, batendo as asas, sentimento de alguém á espreita, alguém na escada, gatos... (?.?) Sim, coisas aleatórias, e estranhas. Depois do que houve com a minha tia A. como eu havia dito, algo foi consumido, tragado, morto. Não sei explicar, mas algo morreu muito mais ( e tem como? ). Não ando lendo nada, e nem seguindo meus animes -.- Isso é ruim, mas é a verdade. Eu não tenho concentração em muito coisa. Como por exemplo agora: eu estava brincando com a Ruby, larguei ela, e vim pra cá. >.> Tá vendo como estou totalmente sem eira nem beira? Não estou escrevendo também, ontem por milagre eu escrevi. Mas fazia uns 3 ou 4 dias que não escrevia. Isso é ruim, porque é como se eu absorvesse tudo! Essa sensação de perdida, vazia, como se eu estivesse andando em círculos é ruim. Os dias passam, eu olho as horas, eu vejo os meses, e fico á pensar se isso realmente vai dar em algo (tratar). A ideia de suícidio ainda não me sai da cabeça, o meu médico disse que qualquer coisa que eu sentir, antes de eu fazer, é para ir procura-lo. Não precisa nem marcar, podia ir lá direto. E caso eu sentisse a necessidade de ser internada, ele mandaria uma ambulância ou algo do tipo me buscar. Toda vez que me corto, penso nas palavras dele. Não ando dormindo direito, é como se eu continuasse acordada enquanto eu cochilo. Isso quer dizer que as coisas ficaram ruim? Não sei dizer. Só quero emagrecer, pelo menos é esse o meu atual sentimento. 

Lua..

17 de setembro de 2016

Notas de um diário 04 #fotos

22.08
Chegou o presente da Hina, no qual chorei horrores. Vou bater as fotos em breve, para colocar aqui. 

30. 08
Recebi begônias de Hina, *-* no meu dia de aniversário. 

01.09 
Hoje fui com a mãe no metrô saúde. Pegar trens ainda me incomoda muito. Fora que um cara ficou de papo com ela. E isso me incomodou demais >< 

02.09
Pesadelos. Lâminas :) Cortes :)
Hoje eu acorde muito mal. Tive pesadelos horríveis, mas só comentei com o Duda. O imbecil comentou com a minha mãe, e quando fui vê la, ela estava com uma cara enorme de c*. Obg Duda.

05.09
Muitas coisas...
Tá vou explicar porque tanto exagero como dizem. De ínicio eu me cortei tipo o desenho que eu fiz aqui ( tem um desenho no caderno ) está faltando um palmo para chegar no cotovelo. Eu tenho motivos, ou circunstâncias pelo que eu fiz. Mas fiz...
No braço esquerdo, fiz minha primeira tatuagem: Chama-se: A última esperança!
10. 09 
Contei para A. sobre o transtorno, e você acredita que ela riu, achei que ela me amasse, se importassse comigo, mas me enganei feio.
( vários desenhos de uma mulher rindo como louca)

13.09
Finalmente :)
O presente da Amanda chegou, no qual eu chorei horrores também...  << ela não quer eu bata foto e coloque aqui kkk>>

15.09
<< Não escrevi, mas neste dia furei meu 4° piercing >>
No qual o 1° Umbigo ( Agosto do Ano passado ); Nariz (  Dezembro 23 ); Tragús esquerdo ( em fevereiro 24), e o último transversal ( Setembro dia 15 ) !
Sim, minha orelha é minúscula. A outra ponta do spike, ta dentro do meu cabelo hihi =.=  No próximo post falarei sobre alimentação, e tudo mais. Bjs