29 de abril de 2016

Decadência

Os dias tem sido calmos, porém massacrantes... Acordo sempre por volta das 05:00 da manhã, pego uma caneca de leite com nescafé ( não estou tomando toddy light porque fiz outro piercing) então me aconchego no meio da pilha de cobertores, e alí me enterro aos poucos. Gosto do período da manhã, me trás um sensação de nostalgia. A televisão sempre está ligada, ela me ajuda a afastar os monstros que se escondem por trás das cortinas. Ás vezes está falando sobre a Dilma, o Lula, o Cunha, e qualquer outra coisa sobre política. Então logo me canso, e coloco em qualquer canal de desenho. Por volta das 08:00 o leite quente já me colocou pra dormir.  Minha mente pertubada, é envadida com demonios do sono. Monstros que ficam me cutucando nos meus terríveis pesadelos. Acordo várias vezes, até que percebo que são 10:50 da manhã. A casa está suja, tem um cheiro de árdido, e mofo. Ok. Preciso levantar, estou á beira da morte, mas tenho marido pra cuidar. Visto minha pantufa azul, com bolinhas brancas, e me arrasto até a dispensa de produtos de limpeza. Balde, esponja, cândida, desinfetantes, lustra móvel, veja, panos, rodos e vassouras. << eu poderia tomar um coquetel de cândida com desinfetantes, e morrer. mas penso, que isso poderia  não me matar, e me causar mais dor >> Com muito esforço, mais do que deveria a casa está limpa. Cheira a lavanda, e me sinto bem com cheiro novo. No meio do dia, preparo o almoço do marido cansado. Como qualquer coisa, não ligo para as calorias, só como, e volto me arrastando pra cama. Me lembro do banho, e me lembro da regra básica da Lua - nunca deite na cama, sem tomar banho. ainda mais se limpou a casa -. Ok. Banho, ás lagrimas se misturam a água quente do chuveiro. Me lavo com sentimento de dó, de pena, o sabonete de frutas vermelhas, tenta esconder o cheiro de morte. Um pijama limpo, e me arrasto para cama. Água e uns comprimidos bonitinhos... Não ligo a televisão, apenas fecho a janela e me deito. O teto branco está no mesmo lugar. Estou sozinha, eu e os monstros, eu e a minha mente. Ela está ali parada me espiando, esperando á hora que vou sucumbir. Leio a mente dela: - Quanto tempo será que esse porquinho aguenta? Lembre- se que um dia  você vai fraquejar. Um dia a lâmina vai corta tão fundo, que seu marido não vai chegar á tempo. Eu estarei lá.... 
Não dou a miníma para ela, mas ela ainda se deita comigo. O cheiro de frutas vermelhas, já não está mais no meu corpo. Estou cheirando á morte, á dor e a angústia. Me pergunto porque, porque eu?! Meu corpo está ficando cada dia mais fraco. Estou ferrando ele aos poucos, ele não está suportando mais. Remédios. Papéis em branco, ou rabiscados. Palavras vazia. Mente pertubada. O que restou de mim? Nada. Adormeço e acordo com meu marido no meu pé. Ele me da um beijo, e eu fico alí em silêncio. Logo a noite chega, novamente como algo. Adormeço, e tudo volta do zero: casa, comida, pesadelos, morte, vazio... 


14 comentários:

  1. Oi, tenta se livra desse ciclo isso esta te fazendo muito mal, aproveita o seu marido ele te ama eu sei que tem muitas outras pessoas que te amam, mais essa nuvem negra de demônios como você chama esta cegando você para as coisas boas! Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Acorda Gata ( Seja bem vinda ) ★

      Não acho que tem pessoas que me ama. Tirando meu marido, o resto, acredito que me suporta. Pelo fato deles precisarem de mim.
      '---'

      Excluir
  2. Oi, Lua.
    Seu dia parece tão melancólico, já pensou em começar com algum hobby? Talvez possa ajudar. =/
    Dias melhores virão, com certeza.
    Boas energias para ti ♡

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Aiko...
      Eu tinha um, eu gostava de pintar, telas, vasilhas, desenhos... mas logo larguei. Depois fiz algumas coisas com bijus, mas também larguei. :|
      Acho que essas coisas não funciona comigo...
      Obg ♡♡

      Excluir
  3. Lua...

    Eu também já pensei em misturar tudo e beber... Mas o mesmo pensamento que teve, eu também tive, isso não me matará no máximo me trará mais dor

    seja forte!
    beeijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, esse é meu medo Dana... Se eu não morrer, terei de ouvir as merdas das outras pessoas. Vou sentir dor, mas o que mais me irrita é ouvir as merdas...

      Excluir
  4. O seu marido precisa de você, tente ser forte por ele. Essa dor é psicológica, ainda vai passar, só precisa ser persistente e ter força de vontade. Torço por você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já tentei tanto... Ainda estou aqui eu sei, só não sei até quando. Mas acredite, eu estou me esforçando.

      Excluir
  5. Linda, tenta distrair a mente, não se deixa levar por esses pensamentos, eles podem nos destruir aos poucos.
    Beijos..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mariana, Seja bem vinda!
      Obg ♥

      Excluir
  6. Sua essência é assim, você com o tempo precisa conviver com isso, esses monstros não vão embora, pois no fundo eles são você.. Mas tente ficar, se não for por você, então seja como você disse, por quem você ama

    ResponderExcluir
  7. Lembrei inevitavelmente da resenha da Marcela hahahahaha!
    A Lua também é bela, recatada e do lar!
    Somos, né? =D
    Também sou esposa, sou dona de casa, sei como é essa rotina diária de cuidar do marido e da casa todos os dias.
    Também conheço essa força misteriosa que nos faz cumprir todos os afazeres, não por nós, mas em nome dos nossos amados.
    Agradeço muito pelo simples fato do seu marido existir, é o seu amor por ele que faz você levantar todas as manhãs, e ao final do dia mesmo cansado ele não esquece de te lembrar com muitos beijos o quanto você é especial, logo se você é bem amada e guardada com tanto esmero estará sempre segura debaixo dos olhos gentis dele!
    Esse homem zela por ti melhor do que todas nós juntas, bendito seja ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥


    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que comentário lindo. ♥
      Obrigada!!

      Excluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3