3 de abril de 2016

Sussurros da Ana


Eu lhe dou números. 
Eu lhe dou  quilos, balanças, metas, dietas, e afins. 
Eu lhe dou ossos. 
Eu lhe tiro á graça de sorrir entre amigos.
Eu lhe tiro á paz, em sentar em comer com amigos. 
Eu lhe faço chamar minha outra companheira, te faço enfiar os dedos na garganta e tirar a impurezas. 
Eu te faço perder noites, na privada, usando todos os remédios possíveis. 
Eu te faço chorar por não ver o que quer na balança.
Eu te faço cuspir diante da sua propria imagem.
Eu te faço medir cada canto do seu corpo. 
Eu te faço criar metas, que podem te levar á morte. 
Eu te faço pensar em mim 24 horas por dia. 
Eu te faço mentir, mentir para todos, inclusive para si mesma. 
Eu te faço nunca ver que está emagrecendo. 
Eu te faço chorar na sua cama, porque quer comer, mas não pode. 
Eu te faço escrever, eu te faço me desenhar, me imaginar, mas você não sabe minha verdadeira aparência. 
Eu te faço me querer, e me esconder por dentro de suas células, ossos, carnes, músculos...
Eu te faço se machucar, por não chegar aonde que eu quero.
Eu estou te guardando em meio á cravos brancos, e uma bela coroa de flores. 
Você é minha. Só minha. 

Autoria- Lua 
Título por: Senhora P.


20 comentários:

  1. exatamente isso que ela faz comigo e por mais que eu esteja cansada eu não posso deixar de estar com ela ,afinal eu preciso da Ana .
    Inspirada na realidade Lua do meu céu.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. É lindo, mórbido e cruelmente realista. Entretanto, se me permite, acho que o título mais apropriado seria, "Sussuros da Ana". Visto que, nitidamente se trata de uma referência aos transtornos alimentares.
    Desculpe-me se fui invasiva. Acredito ter dado uma crítica construtiva.
    Adorei o desenho. Ele traz um sentido de, leveza e pureza, ao mesmo tempo que é obscuro e cadavérico.
    Ele por acaso é de sua autoria? Porque já o vi inúmeras vezes em blogs pro-ana.
    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu estava muito confusa no nome, gostei do seu, vou mudar haha Não o desenho não é meu. Mas gostei muito dos traços, os ossos do colo são lindos demais. Apenas o texto é meu :/

      Beijos :*

      Excluir
  3. Obrigada por ter considerado minha opinião! Você é uma garota muito amigável. Abraços minha querida <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre madrinha *---------------*
      Outro que atravessa á alma.

      Excluir
  4. Isso sim é poesia... ♥
    A brutalidade das nossas vidas descrita de forma tão bela...
    É lindo!
    😘

    ResponderExcluir
  5. Oi, Lua ♥
    Você descreve de forma maravilhosa aquilo que nos atormenta. É uma realidade realmente cruel...

    ResponderExcluir
  6. incrível!
    nossa! a minha, a sua, nossa história de vida
    amei! de verdade. voce tem talento.
    parabéns! força sempre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Queria que fosse um talento para textos animadores...Porém minha alma grita apenas dor.

      Excluir
  7. Adorei que chamou de "madrinha" se quiser, pode adotar esta honrosa palavra e assim me chamar. Simplesmente adorei afilhada!

    ResponderExcluir
  8. É tudo isso mesmo, pra algumas pessoas é horrendo mas pra mim é uma linda poesia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah poesia pode até ser bonita, mas é uma destruição por si só...

      Excluir
  9. Esse texto me fez chorar, me identifiquei tanto lendo...

    ps: da uma passadinha no meu blog? Sou nova por aqui http://libelulaeatempestade.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente sinto muito por isso. Vou visita-lá em breve.

      Excluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3