24 de agosto de 2016

2° consulta ( diagnóstico + Novidades ...)

2° Consulta com o Psiquiatra
Minha intenção era acordar por volta das 07:30. Por incrivelmente que pareça  o remédio da insônia super funcinou. Mas acordei com o Duda, conversando com a minha mãe : " Você está bem? Sua pressão baixou? " E eu não conseguia ouvir a voz dela. Levantei meio tonta, o remédio é bem forte e fui tombando até aonde eles estavam: " Mãe, o que houve?" - Ela não dizia uma palavra, estava quieta, com a mãos firmes, e de negra estava pálida. " Mãeeeee, me escuta, me conta o que houve!" Ela olhou pra baixo, e disse com a voz mais baixa possível: " Eu encontrei uma camiseta sua cheia de sangue...." < eu fiquei pálida agora> Eu enfiei essa blusa embaixo da minha cama, que pasmem é box, mas magicamente o duda foi e colocou no cesto de roupas. Fiquei muito irritada na hora, mas tratei de acalma-la dizendo que fazia séculos aquilo mentira
Troquei de roupa duas vezes, já que estou no período ruim ( tpm). Não comi, sempre que vou lá a fome some e me da vontade de correr o mais longe possível. O Duda não me acompanhou desta vez, quem foi, foi ela... Ou seja, fomos o caminho inteiro mudas. Ela com cara de sofrimento, e eu arranhando os dedos com a unha, e enrolando o anel de coco, toda hora. Por pouco entrei no prédio errado, mas no fim encontrei. 
Na sala de espera, minha consulta era 10:30, mas cheguei as 10, e doutor me chamou, e eu entrei sozinha. A Hina, e a Mandy me indicou fazer uma lista de tudo o que eu precisava falar. E funcionou contei tudo que era necessário, falei sobre a infância, adolescência, e tudo mais. Fiz ele jurar que não contaria o maior dos problemas e ele disse << Só contarei aquilo que meu paciente quer >> Ele pediu para chamar a minha mãe, enquanto eu secava algumas lágrimas. Eu perguntei para ele " Você acha que tenho alguma doença mental?" Ele me olhou em silêncio, e começou a digitar, e disse " Borderline". Eu perguntei meio cética " Você acha?" Ele disse, com um leve sorriso de seriedade " Acho? Não, eu tenho  PLENA CERTEZA!
Eu fiquei meio em pânico, mas tentei não transparecer. Ele disse " Olha Lua, vou ser bem sincero com você. Se continuar a se machucar, e como você mesma me afirmou que ainda quer se matar, vou ter que te internar numa clinica psiquiatra. É isso que você quer?" - Não respondi- Ele continuou " Você precisa entender, e se esforçar para mudar tudo isso. Vou lhe passar o número, e o nome de uma psicologa que tem no seu convênio, e ela é muito boa. Aqui tem, mas temos terapia em grupo, e você no momento não precisa disso. Vou amentar as dosagem do remédio principal, e aumentar a dosagem do outro. Mas se sentir qualquer coisa, qualquer coisinha em relação a tirar sua vida, quero que me procure, pois vou lhe internar, sem pensar duas vezes. É pro seu bem." Ele não contou sobre o que contei com a minha mãe, mas deu parabéns por ela ter escondido as facas, o meu canivete preto, que nunca me corte com ele, mas eu adorava ele ( --' ) < Se eles pensarem em me internar, eu fujo, sem dó nem piedade, >  
Eu sempre senti que tinha borderline, sempre! Mas quando comentei com o Duda, ele desdenhou, riu, disse que eu estava exagerando. Mesmo com metade da perna ( na época) toda cortada. Mesmo com os altos e baixos, de vozes de crianças, visões, e tudo mais. E quando ele chegou eu contei, ele disse " Nossa" Eu disse " Talvez se você tivesse acreditado em mim, naquele dia. Eu teria procurado ajuda antes..." 

Enfim... Aconteceu várias coisas está semana. Que claramente, não vou falar neste post porque já está gigantesco. Mas, no próximo, explicarei de A. á Z. ! Mas são coisinhas boas, e acho eu que vocês ficaram felizes.  

Obrigada por lerem esse texto enorme! (´❛-❛`) 


16 comentários:

  1. Oi, Lua ❤
    Tenho sentido uma energia diferente nas suas palavras, foge ao meu alcance explicar, mas posso dizer que com certeza é algo bom!
    Acho que a primeira coisa a fazer aqui é te parabenizar, você foi muito corajosa e determinada em se abrir com o médico, não é uma coisa fácil de fazer, então parabéns por isso!
    Como você se sentiu em receber o diagnóstico? Quero dizer, quando eu ouvi a médica dizer pela primeira vez o que eu tinha, senti um alívio inexplicável. De repente não eram só meus sentimentos e comportamentos, era uma doença, uma coisa real pela qual milhões de pessoas também passam, e o mais importante: uma coisa para qual existe tratamento.
    Acredito que a intenção do médico ao te falar sobre uma possível internação foi talvez te dar um choque, talvez tenha sido um "se as coisas ficarem ruins, se você desistir de si, nós assumiremos o controle, você não vai se destruir sem que façamos nada pra impedir.". Mas você ficará bem, anjo!
    Espero que o aumento na dosagem do remédio seja benéfica e que você logo veja o resultado. Quanto à terapia, isso é ótimo! Tenho certeza que te fará muito bem e que vai te ajudar a lidar com todas as questões que causam angústia, além de que, fazer terapia é uma oportunidade incrível de desenvolvimento e crescimento pessoal.
    Ah, muito obrigada por suas doces palavras lá no blog, fico muito feliz e grata por ter sua presença lá ❤
    p.s.: amei a imagem de fundo do blog!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá (◡‿◡✿)
      Eu meio que já sentia que eu tinha esse transtorno mesmo. Porque batia, mas não rola com se auto diagnóstico né!... Ah sobre vibe, vocês saberam em breve do porquê!!
      Obrigada pelas palavras!

      Beijos viu !! ❤

      Excluir
  2. Ei, linda!
    Fiquei bem triste ao ler isso, desejar tirar a própria vida é algo horrível,confesso que já passei por isso, fui parar em hospitais toda cortada e convulsionando por conta de tanto remédio que tomei, mas sabe, depois dessas coisas todas tomei um gosto pela vida, um amor, sabe? Tem tanta coisa bela para a gente conhecer, tanta coisa gostosa para se viver e ver, o mundo é infinito, tem tantas coisas boas como coisas ruins, entende? Posso não te conhecer muito bem, mas sei lá, fiquei bem triste por te ver assim, de verdade. A vida é linda, apesar dos problemas.
    Um diagnostico sempre acaba com a gente, né? Quando comecei o tratamento e fui diagnosticada com transtorno de personalidade, bulimia nervosa estágio grave, depressão, confesso que me senti louca hahaha, mas não se preocupe, tudo se trata, por mais difícil que seja.
    E princesa, não se corte, de vdd, eu fazia isso desde uns 12 anos ou menos, não me recordo, a última vez que o fiz foi em março desse ano, parei com isso, e me envergonho e me sinto mal toda vez que olho as cicatrizes... Mas sei como é dificil parar. Qualquer coisa pode contar comigo, viu? Você parece ser um amor de pessoa - Já acho, na verdade - hahahha, se cuida e beijinhos, linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá J.
      Sabe que não me envergonho? Foi meu escape, tem sido, além do mais sinto facínio, em ver meu próprio sangue se esvaindo, como se libertasse. Tirasse minha casca!
      Mas é muito bom saber que você está melhor, e se curando dia após dia!
      Obrigada viu!

      Excluir
  3. Oi,
    As vezes penso que também tenho borderline e penso em procurar ajuda, porém o fato da minha mãe e as pessoas ao me redor descobrir que sou extremamente instável me faz desistir. Não gosto que reparem em mim e isso traria muita atenção pra mim. O pior de tudo é que quem tem que me dar broncas sou eu mesma (posso dizer até que sou boa nisso, caso queira uma bronca). Seu doutor é muito gentil, o ultimo que eu fui (faz muito tempo) não manteu o mesmo sigilo que o seu. isso fez eu desanimar muito. Me esforcei para parecer tudo bem para sair de la. Enfim, Espero que fiquei bem e se precisar de amiga para conversar.. <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mel ( SEJA BEM VINDA )
      Oh anjo, olha não lhe direi que a atenção será redobrada. Mas se há um dia que necessite que mudar é sua intenção. Lute, conte, vá contra a maré ela pode mudar amor, ela pode...
      Bem ... me envie seu número no email: dicasanasemiassempre@gmail.com ... Temo uma família lá.

      Beijos ❤

      Excluir
  4. Oi Lua
    Um passo de cada vez. estamos orgulhosas vc compartilhou com alguém que não seja aqui do blog isso algo muito grande a se fazer.
    Com calma sei que vc consegue
    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada TG ❤
      Realmente é um pequeno alívio...

      Obrigada ❤

      Excluir
  5. Oi lua linda!
    Fico mt feliz de saber q conversou com seu psiquiatra, se abriu, e enfim encontrou um diagnostico.
    Ele aumentou a dose? Nossa, como vc se sente o dia inteiro praticamente dopada, lua??

    Enfim, fique bem florzinha! s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aumentou D. mas tá tudo bem, eu tô levemente area, mas de resto normal.
      Em setembro vou a psicologa.
      Obrigada ❤

      Excluir
  6. Oi minha Lua *-* Tenho uma amiga que tbm tem Bordeline e não é fácil mesmo eu não consigo nem imaginar, mais tenho certeza que os remédios vão lhe fazer bem, eu também uso essa técnica de anotar as coisas antes de ir ao psiquiatra agora vou fazer isso pq hoje ainda vou na psicóloga (sim a noite ) e vou fazer minhas anotações! Ao contrario de você eu realmente gostaria de ser internada estranho nhe? mais acho que assim minha mãe e meu pai n precisariam se preocupar tanto assim comigo e eu não teria que me preocupar com o futuro que temo tanto !
    Enfim quero tudo de bom pra você e estarei orando por nos <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Querida ❤
      Deus me livre ser internada ><
      Só de pensar num lugar sozinha, sem ninguém, sem falar com ninguém eu piro de vez. Faz sim, super me ajudou a falar sobre coisas difíceis.

      Que dê tudo certo! ❤❤

      Excluir
  7. Oi Lua!


    Finalmente as coisas estão se encaixando em seus respectivos lugares.
    Você tem o apoio da sua família, você tem um bom médico em quem pode confiar, você está se tratando, e você tem um diagnóstico preciso.
    E pensar que há alguns meses atrás você sofria calada, pensando que estava enlouquecendo, torturada pelas vozes e visões, coagida pelo medo, escravizada pela automutilação.
    Eu sempre soube que o seu silêncio era mais cortante que as suas lâminas, ele causava um sangramento interno chamado dor, e ninguém podia ver ou sentir além de você.
    Era perturbador ler suas palavras e não poder fazer nada para ajudá-la.
    Estou verdadeiramente feliz pelo seu progresso.


    Beijos ❤

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelas palavras Anita, ❤
      De verdade!!

      Excluir
  8. AH, FINALMENTE COISAS ESTÃO ACONTECENDO!!
    Eu não sabia o que era esse distúrbio... mas eu fui ler... e a carapuça te serviu...
    Cara, só tenta dessa vez, vai ver que isso te alivia, te faça se sentir melhor, você é uma pessoa de coração bom, pode ser meia pedida em tristezas, mas é uma boa pessoa, não merece sofrer... ♥

    ResponderExcluir

  9. Temos certeza de que nós vemos
    Você não pode resistir a essa fantasia!

    Outro anime fodarastico chama-se MIrai Nikki ele não é foda somente por ser foda e sim pq me lembra minha falecida melhor amiga amor, tem mto significado, e oq tem significado quero compartilhar cm vc <3

    ResponderExcluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3