4 de agosto de 2016

Ela descobriu quase tudo...

Já era tarde, quando comecei a me irritar com o e tumeu quarto. Troquei as cortinas, e trouxe minha mesa de computador para o quarto, para colocar meus treco, e o abajur. Troquei as cortinas, e estava sentada de pernas cruzadas cortado papel de presente para fazer uma decoração ala artesanal Lua. Seria meu 3° ou 2° tomando o antidepressivo mais forte. No qual a única coisa que senti é um leve retardadamento. O Duda tinha saído para resolver umas coisas sobre o boleto do irmão dele. E aonde ele me deixou eu fiquei. Minha mãe chegou da casa do meu Avô, suada, e falando várias coisas sobre como ele pode ter tido 9 filhas e nenhuma se importa em limpar a casa dele.
Eu há interrompi, e disse: " Mãe... Tenho algo um pouco complicado para lhe contar. O duda não sabe manter a droga da boca fechada, e já contou para os pais, e agora pro primo dele. Aonde meu entendimento ela supôs que eu estava gravida. < típico> Mãe no dia 14/07 quem no médico na verdade, fui eu. Fui em um clínico ele supôs que eu tinha distúrbio químico. < aí eu ouvi um aimeudeus> Calma. Ela me deu duas guias, uma para o psiquiatra, outro para psicologo. < e ela continuava a dizer aimeudeus, com a mão na boca> Ela me perguntou " mas como assim?" E eu lhe respondi: Calma, vou tentar explicar da maneira fácil. Mãe eu não sei lidar com nenhum tipo de sentimento, nem felicidade, nem tristeza, nem ódio, ou rancor. Tudo em mim dói em triplo, e eu vivo mais no passo no que futuro.  Nisso ela ia começar a chorar, mas eu disse - por favor não chora- E o duda chegou em casa, e disse pra ela " Não chora porque se não pode dar alguma crise nela" Mãe o que vi, e vivi, não foi fácil, deixou marcas e traumas que jamais serão reparados. Estou iniciando algo que não tenho fé que vá pra frente. Mas o propósito de eu estar lhe contando isto, é que não quero que NINGUÉM ouse culpar meu marido. Ela balançou a cabeça dizendo que sim. Mostrei os remédios, as bulas, os motivos, mas até aí não viu os cortes. Eu disse: " Eu não tinha intenção de falar sobre isso, mas, o duda insiste em que eu mostre. Primeiro tirei os braceletes < ela caiu em choro, dizendo, não, isso não> Depois o Duda pediu que eu colocasse um shorts, e ela viu e chorou mais.Nesse momento me calei porque, não havia nada para ser dito. Já esperava que ela ia me chamar de endemoniada e os cambaú. Mas não... Me abraçou, ( eu não queria ) mas ela me abraçou disse que eu era o bem mais precioso dela, e que nada na vida seria mais importante do que. ( Eu não respondi) Mas perguntei:  "Você nunca notou nada em mim? - ela disse que não- Apenas disse " Eu notei que você é quieta, e que as vezes se isola demais, e que além disso escreve muito, mas muito. Por duas vezes eu ia ler seu diário, mas não quis me meter na sua vida" Ela me perguntou as coisas de prache, o que sinto, como sinto, o que penso... Ela não dormiu a noite toda. Não comeu nada o dia todo. Me ouviu acordar 4, saiu correndo pra ver. E ficou muito, chocada com tudo. E disse sei lá quantas vezes que era culpa dela, e eu não disse nada. Hoje as 7 ela escreveu uma carta, dizia " Lua, eu te amo " e mais algumas coisas. Resultado de como fiquei...Duas lâminas, e uma enome buraco no puço no qual senti dor a noite toda, e o dia todo. Ela se prontificou a ir comigo nas consultas, e compra todos os remédios. Não sei o que sentir, ela nunca me disse eu te amo, ela nunca se preocupou e do nada isto. Eu apenas contei, porque caso eu seja internada, não quero ninguém acusando meu marido. Já que ele é a única pessoa que se preocupa comigo. Sinceramente, eu não sei o que pensar sobre nada disso.
< Volto para ler os blogs de vocês mais tarde >


12 comentários:

  1. Juro que eu queria falar palavras de conforto, mas eu não tenho nenhuma palavra. Me desculpa. Espero que consiga melhorar.

    Eleutheromania

    ResponderExcluir
  2. Olá Lua!


    Essas declarações tiraram um peso imenso das suas costas.
    Primeiro que a sua mãe não poderá enganar mais a si mesma, ela sabe dos seus problemas contados da sua própria boca.
    Segundo que certamente a sua mãe lhe dará mais atenção daqui para frente e ajudará o seu marido a segurar as pontas quando necessário.
    Terceiro que ninguém poderá acusar o Duda de negligência, ele tem zelado religiosamente por ti.
    Nem julgo o fato do seu marido ter contado para algumas pessoas da família, tem sido doloroso emocionalmente para ele segurar essa barra sozinho, todo o desabafo foi por desespero ao ver-te sofrer, não o martirize.
    Creio que já foi uma evolução você ter dito o que se passa contigo, embora você diga que não sabe lidar com sentimentos, claramente o amor pelo Duda continua intacto, olha só como você passou por cima dos seus problemas para protege-lo.

    Eita que a sua mãe assistiu essa novela, ela sabe que esse negócio de ler diário alheio dá o maior rolo:

    https://www.youtube.com/watch?v=WBWhneOX9rA


    Beijos :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anita...
      Ainda bem que ela não leu, porque com toda certeza eu não sei o que ela faria. Porque quando escrevo é tipo, 300 vezes pior do que quando falo. Eu sei dosar o que falo, mas não o que escrevo.

      Beijos, obrigada pela visita ^^

      Excluir
  3. Sis voce ja sabe o que acho e o que penso, voce sabe que pode contar comigo, e como disse, espero que agr que tudo foi esclarecido, sua mãe possa ser mais uma pessoa para te ajudar, te dar apoio, te amar, e que tente te entender.
    Desejo do fundo do meu coração, que com o tratamento, e a presença de pessoas queridas te ajudem e te deem forca.
    Te amo, sua Luna.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Sis, tu num é desse mundo não... <3

      Love u <3

      Excluir
  4. Deve ter sido um momento muito dificil pra você, mas acho que sua mãe entendeu, e ela provavelmente vai estar do seu lado, e te ajudar! Espero que as coisas melhorem pra você, vai dar tudo certo Lua!
    Um beijão!!

    ResponderExcluir
  5. Lua ♥
    Os mal entendidos e a falta de diálogo são os maiores vilões dos relacionamentos, e talvez sejam eles (dentre outras coisas) que atrapalhem o seu relacionamento com sua mãe. Lua, fica claro para mim que você precisa muito da sua mãe, do carinho, do amor, da compreensão, da paciência dela... Não posso dizer muito, porque não sei de toda a história entre vocês, mas eu acredito que ambas devem sofrer muito com essa situação. Penso que será muito importante que você fale sobre isso com um (a) psicólogo (a), quero dizer, isso te ajudará a lidar melhor.
    Foi muito corajoso da sua parte contar essas coisas pra sua mãe, especialmente por vocês não terem um relacionamento muito bom, imagino que não tenha sido fácil, mas você o fez. Te aconselho a fazer isso mais vezes, digo, de dizer o que sente e pensa. Muitas vezes as pessoas ao nosso redor não conseguem perceber os sinais (algumas vezes até por não quererem acreditar que estamos sofrendo) e dessa forma não podem nos ajudar. Lua, meu anjo, sei que não é fácil, mas deixe que essas pessoas a ajudem.
    Sobre os cortes, não vou te dizer para se controlar, ou não fazer, ou qualquer coisa assim, sei que não é tão simples. Mas se for possível, tente se livrar dos objetos cortantes, deixe-os fora de alcance para ao menos tentar diminuir esses episódios.
    Bem, é isso. Perdoe se eu apareço por aqui e despejo um mar de palavras. Mas não posso evitar, pra mim você não é só um amontoado de palavras que eu encaro na frente do computador. Você é uma alma, e muito preciosa. Não posso evitar me importar contigo.
    Fique bem tanto quanto possível, ok?
    Um abraço carinhoso pra ti ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Magina Ana, você sempre me vem com conselhos saudaveis e muito concentrados. Obrigada viu! Se estou lutando é por causa do apoio de todas aqui ...

      Um outro enorme abraço! <3

      Excluir
  6. a hina ainda viaja no q a lua viu, qual foi o monstro q destrui sua vida desde sua infancia, chega a dá um ódio, um sentimento de q queria poder ver a causa disso e rasgar nas unhas e.e mas enfim, vc me disse q tinha sido dificil, a hina não imagina o qnto , porq temos dores difereentes, sei q ela está tentando ajudar, vc tbm tá se esforçando lua, por mais q estejas acostumada com a dor, ela vai passar , sei q vai ser estranho mas vc será capaz de sentir paz minha pequena lua <3 *abraço*

    ResponderExcluir
  7. Oi flor, fico feliz que contou a sua mãe, eu digo a minha que trato ansiedade, mas no fundo ela sabe, inclusive, um dia antes de viajar eu me acabei em diu e lax e passei o dia todo deitada com dor, disse que era enjoo, depois vomitei muito, suei frio e ela logo disse: "vc precisa parar com esses remedios minha filha, vao acabar com você"
    logo, ela sabe..

    Sua mãe de ama flor, cada um com seus trejeitos, mas ela te ama s2

    ResponderExcluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3