30 de novembro de 2016

Lágrimas de amargas

Seja bem vindo último mês do ano. No qual fiz  promessas, e não cumpri. No qual me senti abandonada, e ao mesmo tempo abençoada por ter conhecido pessoas tão especias. O suicidio imenente está na minha cabeça, pode ser hoje, amanhã, depois, semana que vem não importa. Vou ir até onde dá! Sem cobranças, sem pressão, sem cartas de suícidio ou avisos em post - its. Remédios me drogam, não vejo além do sono, e a cama. Não posso sair de casa, apenas faço o possível para me manter "viva". Me deixam mole, tonta e triste. Não li os '100 livros, não emagreci, não trabalhei. Pelo contrário contei sobre a auto mutilção, descobri que sou Boderline, e ainda por cima sou esquizofrenica, tem como piorar universo? Não quero imaginar que isso seja verdade, não quero pensar nisso, apenas quero dormir, apenas dormir. 
Sem mais delongas eu fiz um planinho básico para o mês todo. Vou colocar de 10 em 10:
~>  Dezembro:
Day1: 500 
Day2: 500
Day3: 400
Day4: 400
Day5:350
Day6: 350
Day7: 400
Day8: 500
Day9: 500
Day10: 500
Vou voltar a ser vegetariana aos pouquinhos. É melhor e eu consumo mais frutas, espero poder conseguir manter meus dias normais, Não "haláaaa ânimo" mas tenho/preciso fazer alguma coisa. Estou considerando fazer algo para tomar meus dias. Porque ler e esrever está difícil cada vez mais. Mas a graa tá curta, tenho muitas coisas para fazer e pouco money em caixa. Mas preciso resolver tudo este mês ( inclusive sobre você Hina ). Na próxima postagem trago fotos das tatoos, caderno, desenhos, e outras coisas. E se minha existência contiuar, passo em todos os blogs. 


Att:
Lua

26 de novembro de 2016

Fobia Social

Na manhã de quinta feira, acordei bem cedo. Eu queria ficar em casa, porém eu tinha que andar um pouco. Minha mãe ia sair com meu avô o pai dela. ( sim, ele não gosta de mim ) Quando fui me trocar, e me olhei no espelho, senti que o dia não seria nada fácil. Cabelos precisando de retoque, unhas sem fazer, e gorda como sempre. Descemos a rua, e chamamos ele. Ele demorou séculos para abrir a porta, ele tem 90 anos. Fomos de loja em loja, comprar peixe. ok. comprar remédios. ok. comprar pão de milho.ok. Um  ENORME ventilador. ok.
Na hora da volta, o pânico deu as caras. Eu disse baixinho para a minha mãe "quero correr pra casa, e chorar", ela não entendeu e apenas disse " Calma filha, já já estamos em casa". Mentira. O pai dela odeia ônibus, e é muito mão de vaca para pagar um mísero táxi. Então tive andar com uma sacola enorme, e pesada até em casa, e ainda tive que montar. Mesmo sabendo que ele me detesta ( motivo? bem, eu me pareço com meu pai) então ele descarrega as indiretinhas dele, em cima de mim.
Resultou em uma forte dor de estômago, e remédio para crise. O coração acelerava, a mente embaçava, a visão ficou turva. E quase caio em qualquer buero, e ser derretida por esgoto até chegar meus ossos no tiête. Os remédios estão fazendo efeito, mas a doença persiste. É verdadeiramente agoniante. Mas já sei que a tendência é piorar... Se ainda fosse morrer por ser magra, pelo um desejo seria realizado, mas nem isso. -- Me sinto constantemente vigiada hoje mesmo, eu estou me sentindo dessa forma. >.<

Att.
Lua

24 de novembro de 2016

... Pain

A depressão é algo inesplicável. 
Ter transtorno de personalidade límitrofe (TDB) é algo terrível. Vou explicar o porquê!

Acordei muito cedo na manhã de quarta feira. Por volta das 4, chamei a minha mãe e disse que queria tomar café. Como eu sei que ela morre de medo de que eu taque fogo na casa, bem, ela mesma se ofereceu. Café da madrugada. OK! Subimos e ela, ouvindo rádio, e eu dobrando e organizando as roupas no meu armário. Trocamos umas 10 palavras, e depois mais nada. 
Quando deu umas 8 ou 9, comi uma maçã fuji, que por sinal estava deliciosa. E fiz uma mandala, preta e branca, mas me pediram para eu por cores. << eu bato foto e posto aqui>> Coloquei The Pretty Reckless para tocar no último, e fiquei ali, rabiscando sozinha. Quando foi mais tarde, eu comecei a ficar meio ruim, e tive que tomar o antidepressivo n°2. Chamei minha prima para almoçar comigo, falamos um pouco, ela não estava bem, e foi pra casa. Disse que era para eu acorda-la as 17, e fosse na casa dela. Lá falamos um pouco, aproveitei e fumei meu cigarro em paz. 
Quando saí de lá, casa desmoronou. Os blocos estava quebrados, janelas estavam estilhaçadas, existia pedaços de mim nos escombros. O fogo consumiu até meu último fio de cabelo. Aqui em casa, é que a ficha caíu. O quanto sou ridiculamente carente, e "mimada". Veio milhares de pensamentos uma delas foi buscar uma lâmina. Pois confiscaram todas! A procura foi em vão, pois o Duda utilizou todas, e o que me restou foi uma meia cega. --' 
Chorei. Me debati, afundei a cara no colção, esperando que uma mola perfurace meu cérebro e pintasse minha cama como uma obra de arte macabra. Tomei o antidepressivo n°3, e fiquei lesa mas a raiva não diminuia. Por sorte a Hina estava falando comigo no sms, e a Mandy no wpp. Eu estava a ponto de explodir, e quebra o resto dos escombros, e as chamas se espalharem pelas casas dos vizinhos, e eu ia destruindo tudo que via. Tomei 2 dramins junto com o depressivo n°3, e dormi. Acordei e fiz meus planos para a semana até perto do natal. Que a propósito passarei sozinha. VIVA! Minha mãe vai trabalhar, o Duda também, então ficarei quietinha aqui. É doloroso não ter eles no natal, mas prefiro ficar sozinha do que ter que fingir pros parentes que estou bem. Ja que iriam me arrastar para casa do meu tio. Essas datas são muito dolorosas pra mim, porque vive 22 anos da minha vida ( se não for mais ) sem a minha mãe, porque ela sempre trabalhava, sem meu pai, porque ele nunca me amou, era um verdadeiro inferno meus natais. Todo ano eu pedia para ele aparecer, mas nem se quer uma vez eu sei o que é passar natal com o homem que diz, ser meu pai. As marcas nessa garota aqui, nunca mais vai sair... Vai perdurar muito...

22 de novembro de 2016

Psicóloga

Acordei com telefonema do Duda dizendo que estava passando muito mal... Acordei minha mãe e disse pra ela, que eu precisaria ir até o centro da cidade comprar anti enjôo, e remédio para diarréia. O anti térmico tinha. Ele tomou um longo banho, estava fraco, e eu desci as pressas para buscar os remédios. < Tudo conspirava para eu faltar a psicologa > 
Quando cheguei ele ardendo em febre, dei o remédios. Já conhecia o motivo dele estar assim, uma baita compulsão no sábado e domingo. Acabou que a febre baixou e fui á psicologa. Antes de mesmo de sair, eu já estava mal: suando frio, e com muito mas muito sono. ( o remédio para esquizofrenia causa sonolência e letargia - mas detalhe - tomei ontem a noite, e não em pleno as 13:10 da tarde --' )
Fui o caminho todo dormindo, quando cheguei no endereço. Suava frio, e tinha tremores... Parecia que eu tinha fumado um crack, ( mas não fumei nada é claro ) era o efeito da ansiedade mais o medo e eu contava os degraus da escada, e os ricos, e as treliças, e tudo mais. Até que uma "senhora" mas com corpo jovem até, abriu a porta e disse "Lua"? E eu grudada na escada feito cachorro quando se esconde da trovoada. 
Falamos um pouco, preços, horários, pequeno resumo, se gostei, exercícios de respiração, e duas folhas que preciso preencher, e sobre o suicídio e eminente e bla bla. Tudo se resolveu em: todas as terças feiras as 11 horas da manhã, toda semana. A primeira consulta foi gratís, para poder conhecer e ver se rolava a quimica entre o paciente e o psicologo. Ela terminou com um: temos trabalho a fazer. Eu gostei dela, me acalmou no exercício que me ensinou, e o preço é bem acessível. Voltei dormindo o caminho todo, mas desci uns 3 ou 4 pontos antes do meu, precisa de um ar, e minha mãe respeitou e mesmo com 60 anos, andou comigo essa distância. Respirei o ar da rua, e me acalmei. Eu particularmenete odeio, tudo que seja novo, ou seja tudo que é primeira vez como: primeira aula, primeira consulta, me acostumar com a ideia é difícil. Mas me esforçarei... eu acho. 

20 de novembro de 2016

❤ Hina ❤

A perfeita harmoniosidade, se reduz ao sorriso dela. Lágrimas escorre do seu rosto como pequenos diamantes, mas porque esta pequena chora?
Lhe deram um coração de peróla, no qual, trinca quando não há amor para preenche-lo. Ela canta na beira do mar, a procura da Lua. Mas a Lua está trancafiada entre a mais dura das estrelas do céu. O canto dela é como a brisa do vento em setembro. Certo dia, lhe fez de ferro e perólas, o seu coração lhe fez de titânio.
 Hoje buscarei meu amor... 
Ela subiu rumo as estrelas, quebrou as portas do paraíso, e a Lua foi liberta...

Ela lhe disse: Kanai, o amor que tenho por ti é o que te liberta das prisões deste mundo. Viveremos felizes, a luz do teu luar, e ao som do meu canto.....


Para minha Kanai, parabéns pelos 3 meses, que dure eternos anos ... 

19 de novembro de 2016

Vozes na minha mente ( fotos )

Eu estava cansada, havia tatuado por 1 hora, e esperado mais 4. Tinha um cara que foi tatuar sobre o filho que morreu, depois tinha eu, minha prima, e a mãe dela. Estava - e. x. a. u. s. t. a. ! Quando cheguei em casa, achei meu corpo ia desfalecer, mas me mantive. Tive que tomar banho, lavar a tattoo, e banhar meu corpo cansado. 

Está é minha 3° tatuagem, sim, fiz outra nesse meio tempo. Uma no centro do peito, que chega até a clavicula. Não postei foto, pois não está terminada, precisa de 2 ou 1 secão depende do "cash", A borboleta representa coisas importantes para mim: transformaçao corporal (Ana), transformação mental (TdB), transformação mística, que é o meu atual momento. Eu praticamente ganhei a tatuagem, então foi lucro pra mim. Pensei em muitas coisas durante o processo de tatuar isto em mim. Foi bom. xx
Já em casa, já tomada banho vesti algo confortável. Pois estou naqueles dias, e é terrivelmente horrivel ficar com roupas apertadas. O Duda estava se vestindo para ir trabalhar, e eu me enrolando a cobertores grossos apoiada com as mãos segurando a cama, como se ela fosse tremer. 
Ele dizia: Nossa nem sabia que você ia tatuar. - Eu quieta, vendo as coisas ao meu redor me sentindo sem foco, sem chão, sem base, sem vida. Um dementador mora em meu quarto, está frio e não existe felicidade em nenhum dos cantos empoeirados do meu quarto de cores frias. 
Antes da tatuagem, peguei dois livros na biblioteca pessoal da minha tia, ela tem centenas de livro ou dezenas, e eu peguei dois que me interessei, 
É uma coletânena, pois tem muitos outros o rosa se chama: Marcada de P.c Cast e Kristin Cast; e outro que comecei a ler ontem Nascida a meia noite de C.C Hunter. As Capas são perfeitas não é? Adoro livros, embora nem sempre a mente me faz capacitada a ler. Mas pretendo substituir a tv, pelos livros e isso será uma meta muito boa, tanto para vida quanto para a boca ( boca fechada, se a tv está desligada ). 

Eu li um pouco e depois resolvi ocupar a mente jogando video game. Mas logo os remédios fizeram efeito, e eu cai no sono em meio a política, e cobertores de cores estranhas. As duas 2:02 acordei com vozes me chamando. Olhei o quarto todo, e não vi nada, nem uma corrente de vento. Voltei a dormir, desconfiada, me cobri totalmente, por volta das 2:50, achei que me chamava um rosto flutuando sem forma, no qual assumiu a voz do duda e da minha mãe. Eu sabia que aquilo era uma brincadeira de mal gosto do meu subconsciente. Afinal meu quarto, minha casa, hábita Deus ( graças a deus ), ou seja é sim, a doença se mostrando. Eu fiquei com tanto medo que me joguei pro outro lado da cama, e senti um arrepio na espinha. Eu odeio tudo isso, odeio ver , sentir o que me tornei. É obvio que não é minha culpa, mas não adianta eu sinto que o lixo, está empregnado em tudo. A vida não é justa com ninguém, e então não adianta arriscar, o remédio precisa fazer efeito. -.-


17 de novembro de 2016

Consciência morta

O blog está de carinha nova, gostaram? Eu tinha feito uma cabeçalho novo, mas aí achei aquela borboletinha e coloquei. Quando eu achar um de lua, vou fazer. Bem hoje, seria minha consulta na psicológa mas como eu já previa, passei super mal e remarquei << 22/11 >> Confesso que estou com medo, mas não adianta fugir, eu preciso mesmo ir.
Voltei a dormir muito, mas muito mal. Sempre dormir mal, mas agora está pior. Ainda vejo coisas, e ainda chamo a minha mãe a noite, para afungentar os monstros que se esconde nas sombras das coisas. Amanhã é o 5° dia da dieta ( em conjunto ) e estou indo até que bem, poderia esta melhor, mas vou melhor neste caso. Bem hoje é isso, vou ler os blogs a noite ou amanhã. Que os monstros não me comam durante a noite, achando que sou um porquinho perdido.


14 de novembro de 2016

8- Take me down ♫

Todas estão muito animadas com a dieta, até eu estou. Estamos a todo vapor, será que é a brisa do fim do ano? Bem, não importa, sei que não existe milagre nestes casos. Mas todo peso perdido é um motivo de alegria.
Senti vontade de renovar as energias, isto me faz bem. Movi os móveis de lugar tirei os resquícios das moradas dos monstros. Tudo cheira a lustra móveis de lavanda. Existe uma parte de mim, limpa até demais, existe outra mais podre do que rio tiête ( se chama depressão ). Tirei fotos de antes depois, e claro que não vou matar ninguém com as fotos. Pesei. Fiz a coisa toda, para poder ver diferença. Okay, lua não espere muitas novidades, espero poder perder e pronto. Nada elaborado. Apenas fiz um calendário que modéstia parte ficou lindinho, e colei na parede assim todo dia vejo ele. ^~^
Vamos ver se tudo que penso vai dar certo, torçam por mim...


Bye, babys

12 de novembro de 2016

6°- Ela perdeu toda sua sanidade

As orelhas estão marcadas, feito marcas de ferro. Tem uma garota morta aqui e agora. Vocês não vêem pois, não me conhece. São 17:00 da tarde, e estou no estúdio da Fernando Tattoo, minha prima está retocando a tatuagem, e eu acompanhei. Ela não estava legal, e nem eu... Enquanto o barulho da máquina tatuava minha prima, eu me aproximei da sacada do segundo andar. Um cara me observava: calça leggin, bata preta, cabelo em coque, sem maquiagem, e de chinelo ( pobre?). Pensei em me jogar, por 2 ou 3 vezes eu quis. Até que me sentei no corredor a uns 300 metros longe do " perigo". O remédio para esquizofrenia e TB, me deixa meio lenta ( efeito colateral de ínicio ). Fomos ao mercado, e por fim numa academia. Minha está querendo que eu canse o meu corpo, mas só de entrar minha mente gritava  SAÍ DAQUI! Mas é bem animada, e vi pessoas solitárias fazendo a academia. Talvez ajude eu perder peso, afinal estou na luta. 
Em casa tudo piorou drásticamente, tirei toda a roupa e corri atrás da lâmina. Não contei quantos cortes, mas digamos que me fatiei como aqueles frios que eles fatiam na hora. Fiz curativos e acabei caindo no sono, bem longe do celular - completo apagão- Se cortar por motivo é algo meio que normal. Mas sem motivo, com a mente embaçada, você acorda sentindo a dor, e não entende nada. É pior. A dieta de ontem foi + ou -! Decidi fazer 2 dias de mono de suco de soja, apenas isso (e cigarro). Vamos ver que peso isto pode me dar. Enfim, eu precisava desabafar... :G 



10 de novembro de 2016

4° - Ela teve seus devaneios

Você  olhar no espelho e dizer - não isso aí não sou eu - . Luta diária, luta cansativa, luta exaustiva alguém me acorde, e me enfie um punhal no meio do peito. É ruim nascer, crescer, viver, e querer morrer em tão pouco tempo. 
Estou gastando horrores o meu dinheiro: sutiã se empilham nas gavetas; colares, piercings, tattoos, tudo que me faça ter um leve prazer. Hoje nas andaças com uma das minhas primas, comprei o colar da Hell Gilr, é uma boneca vudu, que no anime você tira o laço e vermelho e então ela a Enma Ai, alivia sua dor. Para quem não sacou, ela uma donzela do inferno. Eu gosto dessas paradas mais dark, embora tomo cuidado para não ferir minha auto sensação de lucidez! 
Não sei o que há mas arrumo meu quarto, e tudo volta para o lugar. Detesto tudo isso. Os remédios me deixam lesa, pingam nas minhas veias como venenos tóxicos, e as bruxas voltam a dançar. Hoje foi uma desgraça... Minha dieta foi por água baixo!! Mas não é motivo para desistência, é motivo para continuar, seguir em frente, lutar! " Um dia serei tão leve, que ao invés de andar, irei flutuar..."

" Ippen ,.. shinde miru?"
" Como desejas ver a morte ?"

9 de novembro de 2016

3° dia - Ela se quebrou feito xícara de porcelana

Minha mãe fala rápido demais para eu acompanhar alguma coisa " café? lixo. pagar as contas. louças sujas. o restos do almoço. Ah, como eu odeio manhãs! Coloco meu Rock no talo para estancar o sangue que sai dos pequenos rasgos de anteontem. Minha personalidade Kawaii está mudando? Estou virando uma gótica suave, como  as pessoas me chamam? ( Gótica suave = É uma pessoa gótica porém não é um tanto exagerada ) 
Pílulas descem na minha garganta 1- para eu poder sobreviver, 2- para não ver monstros ( Lua sua desgraça, não tem ninguém ali 3- para controlar as crises 4- para poder dormir feito um gato enrolado no seu cobertos de Garfield. Café. Café. Dois pães integrais de chia, e macadãmia esquentam na chapa. Eu poderia por a minha mão ali, e come-la bebendo café. Mas isso é  a prisão o internamento, e eu não quero ir pra lá. Como calma divido bem, vamos ver no que vai dar. Os bois e vacas marcham para rua, eu a vaca de preto em pleno sol. foda-se. Pagamos as contas. E fomos atrás do meu novo amor, que mal saiu das costuras uma boneca da Lua. Minha mãe que está fazendo, vai ser linda!! torta e com uma lâmina, pendurada ( eu sou estranha )
Voltando da rua a cabeça rasciciocina - mãe em casa - alerta vermelho, alerta vermlleho- 2 colheres de arroz me dizem você vai engordar, e uma lata de sardinha diz, me come tenho Ômega 3, o repolho diz, te farei sentir gases. Me sento e separo tudo e como por parte enquanto ela come um enorme pedaço de frango com farofa e lambe os beiços.
A tarde é tranquila, desenhe uma caveira mexicana para o estúdio de Tatto. E desenhei mais coisas, já que ler não estou conseguindo. Mas assim que a boneca estiver pronta, veio com fotos dela e do desenho ^^
Hoje são 02:58 da manhã, é o meu 3° dia, hoje é dia de líquida. Mas caso não funcione, vira frutas e líquidas. Enquanto eu ainda pisar nesta terra lutarei pela magreza que me forá prometida!


Para quem me pediu para desenha-la, to desenhando .... 

7 de novembro de 2016

Desalinhados

Você abre uma janela, na esperança de coisas novas e oportunidades diferentes sejam boas. Mas no caso de uma pessoa Boderline ( ou que sofre depressão severa ). Você espera como uma criança louca por doce, e de repente eles te dão um brocolis. Sacou? Isso é tão deprimente!
As coisas por aqui parecem aquelas nuvens escuras, pesadas, e frias. Ela me congelam e me quebram em vários pedacinhos. São 08:00 hora do primeiro antidepressivo; 13:00 hora do segundo antidepressivo; 19:30 hora do ultimo depressivo; Insônia? mais um comprimido. E assim a vida segue, aranhas tecem sua teia em volta do meu pescoço, elas querem me enforcar. Fiz uma aposta com o boy: se eu não perder nada daqui até dia 10/12, eu me matriculo na academia ( coisa que odeio) e aprendo a jogar futebol no video game. Se eu perder, ele vai ceder a próxima tattoo pra mim, e vai me dar um All star preto de couro. Estou louca pela aposta, porque quero fazer a próxima tatuagem, já que a vez é dele. Preciso de alguma motivação hoje foi um bom dia: 
1- 07:00: 2 fatias de pão ligth e 1 copo de leite 
12:00 : 2 colher de arroz, 1 colher de repolho cru, 1 sardinha
16:00: Miojo 
~ Ao todo por volta de 600 / e fiz caminhada

Na sexta eu acabei indo no estúdio, e furei novamente o tranversal. Mas desta vez na orelha que eu tenho o piercing no trágus. Foi muito mais tranquilo com a Andy ( a guria do estudio ) do que com a Fernanda, fiquei mais tranquila foi o inchaço não foi exagerado e nem foi dolorido como da outra vez. A única diferença do meu é que minha orelha é pequena, então ficou mais pra baixo. Eu simplesmente amo estúdios de tattoo, e esse em particular é um dos que mais gosto. Pois tem caveiras, runas, cervejas ( de mentira ) taças, caixões, e algumas coisas de praia, é uma enorme mistura no qual você se sente bem. Eu ofereci um dos meus desenhos para o dono como um presente por ele ser "atencioso". Já que não paguei a minha primeira tatuagem, ficou por conta da casa. Eu gosto muito de moficações corporais. Meu estilo está se formando, e me sinto bem com isso. A única coisa que preciso é acertar o peso! 

Em meio a aranhas, teias, seres que me observam eu sobrevivo da maneira que posso. Talvez um dia vocês não veram postagens minhas, ou haverá apenas um pequeno anuncio escrito errado demais, dizendo que desisti. Eu realmente não sei do dia de amanhã, mas aonde eu puder ir, eu vou....  || Amanhã leio e comento em todos os blogs atualizados!
Bjs

2 de novembro de 2016

Tormenta de Novembro ( Desenhos )

Como prometido eu disse que traria mais desenhos que ando fazendo. Só para lembrar não sou nenhuma desenhista, nem me acho um tipo de pessoa assim. Eu desenho para poder distrair a minha mente. Este foi no dia 19/10/16. Usei um caderno de desenho grande, canetão piloto e uma paper matte preta.














Este foi um ursinho que me inspirei no urso de pelúcia da Marceline no desenho Hora de Aventura. Eu gostei de fazer ele, embora ele me tomou a tarde toda, neste dia eu estava mal. Mas me ajudou a fugir da lâmina. Foi no dia 20/10/16















Este é um dos meus preferidos, rs... Fiz no mesmo dia em que fiz o ursinhos, os meus dedos abriram, mas como não sinto dor quando eu mesma faço algo contra meu corpo, só depois eu fui sacar que abriu o canto do meu dedo. ><















Este também foi no mesmo dia rs... Sim, sou louca e nem percebo o que estou fazendo, é meu coringa esquisitinho. ( minha mãe diz que tudo que eu desenho é meio morto, costurado, retalhado -- acho que ela tem razão )















Bem, hã, deixa eu explicar ( pelo menos tentar ). No domingo eu tive uma crise, eu tentei achar alguém para conversa mas, ninguém estava disposto. A mente combinou um potente antiflamatório, com remédios para diabete mais uma garrafa de montilla, e talvez o resto dos meus antidepressivos. Mas inacreditavelmente, eu bebi, fumei muito e tomei meus remédios. Fiquei leve, e ao som de rock ( não me pergunte qual música que eu não me lembro) eu desenhei esse troço aí. A mão está um coco, eu sei, mas eu quis deixar registrado aqui, o que saiu de mim semi bêbada e dopada. Penso que este deve ser um dos seres que fica me vigiando na escuridão!









Bem é isto. Estou sem dormir,  a primeira experiência com o tal novo remédio foi uma tremenda bosta. Fiquei meio esquisita, e estou sem remédios contra insônia já que era para eu ter ido comprar ontem. Porém minha mãe resolveu lavar roupas, e agora só na quinta feira. Tenho calendario pronto para este mês, vamos ver se algo muda nessa situação toda. ;-;