31 de dezembro de 2017

Goodbye 2017 🌝

Enfim chegamos ao fim de 2017...
Particularmente considero esse ano mediano, quase de ruim pra quase melhor. Eu não tenho muita coisa em dizer sobre esse ano. Fiz 6 anos de casamento; fiz 5 tatuagens; coloquei 3 piercings; evitei ao máximo a Bulimia, devo ter vomitado umas 4 vezes nesse ano todo. Não cumpri minhas metas, infelizmente não estou com 48 kg, nem li mais vezes, nem fui mais organizada. O que mais me entristeceu é como engordei, e não cumpri muitas outras metas que eu deveria.

Esses dias eu sofri demais, acabei tendo uma crise bem feia. No qual me contaram que eu fiquei meio zumbizada, babando, depois desmaiei. Senti-me longe, ouvi minha mãe me detonar, gritar comigo, dizendo que estava cansada demais de mim. [ finalmente ela falou ] Estamos nos falando bem pouco. Acabei discutindo com o Duda algumas vezes, por aqueles motivos idiotas que todo casal tem. Ou seja, meu fim de ano foi uma droga. O mês de dezembro foi ridículo demais, sinceramente! Mas aguentei, não deixei as vozes me levarem. Estou sem tomar minhas medicações, porque estou tratando em casa mesmo a coluna. [ enquanto eu não marco o ortopedista pra ver o que diabo que esta havendo com a minha coluna, acredito que seja grave ] Então estou vendo coisas, ouvindo coisas, sentindo coisas, meu humor esta flutuando. Me sinto em uma enorme bagunça, meu cérebro parece aquelas casas de acumuladores.

Não farei listas de metas em 2018. Estou farta de dizer que farei, e depois não faço absolutamente ou pior, pioro tudo de uma vez. [ como esse ano, >.> ] Eu vou deixar a "onda me levar" se tiver que morre, eu morro, se tiver que mudar eu mudo. E assim vai... Tô cansada demais pra essa coisa toda.

Muitas pessoas saíram da minha vida, entraram, me iludiram e depois me abandonaram. Mas eu sei que aquelas que realmente quiseram ficaram. E eu sempre estou aonde estou! Nunca vou embora, eu posso dar aquele famoso espaço que Borderlines fazem, mas sempre estou na mesma casa vazia. Eu não culpo ninguém, eu também não sei se eu ficaria.

Meu coração diz 2018, será um ano meio perigoso em relação a várias situações. [ tanto em saúde mental; quanto emagrecer; casamento ect ] É um ano par, eu amo números pares, e termina com "8" eu, gosto muito desse número. Muitas das minhas tatuagens são de 8 cm.

E por fim, mas o mais importante! Agradeço a cada alma linda, que vem aqui no meu blog, que lê essa bagunça. Que torce pela minha saúde, pelas minhas vitórias. Toda vez que venho aqui e vejo palavras de apoio, me sinto acolhida, me sinto bem. Agradeço a cada seguidor que ganhei este ano, agradeço aos leitores que não me seguem, mas leem, se identificam com o que eu escrevo [ é claro que torço pelo melhor para cada um de vocês ]. Que 2018, seja um ano lindo pra todos vocês que vem aqui, que seja de vitória, de paz, de amor, de calmaria e acima de tudo de muito sucesso em todas as áreas da vida de vocês. Obrigada por tudo!! [ Mais um ano juntos!! ] 🌙💓🌙

" Nos vemos em 2018 amores, Feliz Ano Novo"

26 de dezembro de 2017

Cuidado com o que você fala pros outros 😒

Antes de tudo vou falar um pouquinho sobre o Natal: Foi como de sempre, a diferença é que minha tia de Santa Catarina estava. Comemos a ceia, particularmente comi normal. Bebi 2 cervejas, e duas doses de cachaça. Foi suficiente para eu ficar trupicando, e rindo por aí. Tinha muita fartura como sempre, eu comi um pedaço de torta de limão com merengue que minha mãe fez. [ estava muito boa como sempre, foi a única sobremesa que acabou inteira ] Muita gente comeu 3 vezes, eu comi uma vez só, e olhe que eu já estava morrendo. Fui na casa da outra tia, que nunca é convidada para ir pros natais da família. Lá bebi um  copo de um whisky de mel, muito bom. Fiquei mais alegre ainda... Mas me controlei porque eu usei vestido, e eu quando bebo não presto. Ontem por volta das 11:55 eu fui almoçar na casa da outra tia, bebi mais ainda, [ comi pouco ] mas bebi muita tequila, vodka, red frozen. Fiquei apenas alegre, não fiquei semi bêbada  como de madrugada.  Fiquei bem pouco tempo ontem de madrugada, saí de casa umas 22:40 e voltei as 1:30 por aí. ~não tenho mais pique pra isso~

As pessoas são venenosas, só porque a vida delas não dão certo. Elas querem que a sua também não dê certo. Ontem eu acabei meio que "desabafando" dizendo que eu queria que o ano acabasse logo. Porque 2017 foi um ano bem complicado, bem chato, e eu detesto esses períodos de festas. E a pessoa acabou por despejar um balde de água fria em mim. Ainda mais porque estou me esforçando para começar o ano "bem" principalmente no quesito dieta. Comentei com o Duda, e ele disse: " Anjo, quando você começar a fazer suas coisinhas. Suas dietas, exercícios, começar a perde peso, fica quietinha, porque felicidade incomoda as pessoas." Eu entendi, e assenti. Mas fiquei triste, porque eu consigo ficar feliz pelos outros, ou dar uma palavra de apoio. Mas quando é comigo, é ao inverso? Deprimente, sinceramente! Isso me deixou tão triste na hora, que eu comecei a questionar se eu ia conseguir fazer 2018 ser diferente. Depois eu pensei: Eu comprei meus papéis, fiz meu calendário, escrevi várias páginas sobre alimentação, exercícios, dicas, e tudo mais. Pra um ser mal resumido, acabar com minha auto estima, minha força de vontade. [ e olhe que eu mal tenho, mas estou me esforçando pra mudar, isso, sozinha. ] Mas isso me deixou bem triste...

" As vezes é melhor ficar quieta mesmo. "

23 de dezembro de 2017

O que eu acho sobre o Natal ⛄

Já é quase véspera de Natal de 2017, e a queima de fogos está comendo solto. Esse ano, o Natal caiu de Domingo/ pra Segunda. Acho engraçado como ao passar dos anos, o Natal se tornou uma data tão comercial. Aonde todos correm para ter a melhor ceia, a melhor roupa, a melhor decoração, a festa. Mesmo que metade da família esteja destruída. Mesmo que você tenha brigado com alguém da sua família, ela não seja convidada para ceia. Isso é ceia? Isso é comemorar o "Nascimento de Jesus".

Eu falo pela minha própria família, que diz ser uma família "unida". Mas deixa a minha "tia" mais velha de fora, tudo porque ela é mais difícil de se lidar. Eles não sabem conviver com eles, falam mal dela, não se importam se ela esta doente. Acho que se ela morrer, eles vão soltar fogos. Agora me diz, qual a diferença da ruindade dela, pra ruindade deles? Porque as pessoas não se enxergam, antes de enxergar os erros dos outros. [ Eu deveria odiar a família deles, mandar matar, mas pelo contrário, eu retribuo com consideração, mesmo eles não merecendo. Porque eles sim, fizeram mal pra MIM. ]

Mas como eu já expliquei 300 MIL VEZES eu não consigo sentir ódio deles. Eu já tentei várias, e várias vezes. Mas não consigo, deve ser algo sobrenatural. Só pode.  E eles, que são iguais, tem essas picuinhas bestas. Eu não consigo ver o Natal, e o Ano Novo da mesma maneira que eu via. Hoje eu fui no centro da minha cidade, comprar um ventilador que meu Avô mandou. E as lojas estavam lotadas, crianças, velhos, jovens, tudo aproveitando as ofertas 19,99, 30,00, 50,00 tudo para ficar mais bonita. Não tinha um loja vazia, até loja de material de construção estava cheia. -.-  Mais um ano esta indo, e nada muda. As pessoas continuam sempre as mesmas...

Independente dos motivos das pessoas, eu desejo de coração um Feliz Natal, de paz, de calma, de fé, para todos os meus leitores e seguidores. Bom Natal a todos!!

21 de dezembro de 2017

Aprendendo a lidar com os velhos problemas 🍃

Pois é eu mudei o fundinho de novo, eu achei muito coloridinho pra minha vibe meio gótica. Resolvi colocar essas teias de aranhas, com fundo cinza. Acho que reflete bem o que sinto, fora, que vejo aranhas em todo lugar. Então faz todo sentido, né!

Eu já comecei a estudar sobre ansiedade, jejum, low carb, horários, alimentos que eu devo comer quando ( for comer ) quanto de água, se a água é realmente importante para o emagrecimento. Falta algumas matérias como laxantes, diuréticos, e chás. Quais são os mais eficientes para retirar os líquidos. Também falta os exercícios, que eu devo fazer e quanto tempo. Eu sei que um deles é um yoga, porque ando sentindo muita dor na coluna ( na parte lombar ). Também, vou fazer caminhada. Não vou forçar subir a ladeira de casa, porque preciso urgentemente passar no ortopedista para ver como esta minha coluna. Então vou caminhar no ginásio de manhã, e ao invés de subir as ladeiras, vou pegar o ônibus e vou subir.

Minha programação começa dia 02, não importa se minha tia vai estar de férias. Não importa, se é um mês de férias. Não importa nada. Esse ano, eu cai na besteira de começar depois do carnaval. Mas esse próximo ano, que é um ano par, vou fazer tudo direito.

Eu sinto dentro de mim, que as coisas podem sim dar certo. Uma das coisas mais importantes, que eu estou estudando no atual momento é "auto estima e o emagrecimento " que é uma das coisas mais importantes. Sem ela, não adianta tentar emagrecer, porque provavelmente você vai cair no erro várias e várias vezes. Estou escrevendo a mão, e lendo toda vez que eu posso.

Sobre meu humor, tá uma bosta. Estou tomando meus remédios certinho, mas ainda me corto quando fico com raiva. Me sinto triste por estar gorda no natal e ano novo de 2017, me fiz tantas promessas, e quebrei todas. Me sinto uma enorme merda, mas agora não adianta nada né. Enfim, a culpa é minha e precisamos aceitar nossos erros. Eu sou um erro nessa Matrix.

" 2018 precisa e vai ser diferente"

18 de dezembro de 2017

Estudos e projetos para 2018 📘 ( Psiquiatra )

Tem um tempinho que eu não escrevo, e quando escrevo é só notícia ruim né. Mas vou melhorar um pouco, a primeira coisa é a mudança no fundinho. Coloquei uns fantasminhas, achei bonito, achei na aba de kawaii.
A segunda coisa que fiz, foi nesse fim de semana comprei vários papéis coloridos e fiz um calendário de dietas, exercícios, feriados, e aniversários. Usei canetinhas, fiz desenhos de mim, e coloquei frases que eu gosto. Ficou bem legal o efeito, deu um trabalho, mas eu consegui. A terceira coisa é que eu preciso estudar como vou fazer para perde perde peso. Como vou fazer os exercícios, sobre uso de remédios, e tudo mais. O que eu posso usar para melhorar o meu desempenho, e assim por diante. A quarta coisa é que eu preciso voltar a fazer a terapia.

Meu psiquiatra pegou muito no meu pé. Falando que a minha instabilidade, não vai se ajeitar só com os remédios. Mas com a psicoterapia, também! Ainda mais porque ano que vem, ele vai reduzir a quantidade de paciente dele. E se eu não for pra psicóloga, ele vai me largar [ assim diz ele ]. Achei que ele estava me pressionando, mas, sei lá. Eu já expliquei, que o money tá curtinho e tal. Mas você sabe como esses médicos, estão pouco se fodendo. -.-

Sobre os projetos, e as coisas que preciso fazer sobre 2018. Basicamente esta semana vou juntar o máximo de informações para poder começar o ano bem. Não é uma promessa, é um necessidade mesmo. Eu vou tentar bater fotos de tudo, das roupas que estou devendo, dos planejamentos. Talvez eu post tudo no dia 31 mesmo. Porque aí fecho o ano, certinho.

Meu humor, está um coco.
Eu ando triste, mas não exageradamente. Ando mais entediada, e triste ao mesmo. Então acabo ficando no meu canto quieta. Só quero que esse ano acabe logo. Esta semana, ainda vou tenta perder uns quilinhos. Quem sabe isso me anime...


" Eu amei esse desenho "

14 de dezembro de 2017

Sad

As coisas não estão boas. Aconteceu várias coisas que me deixaram muito triste. Infelizmente nem tudo podemos controlar. O Duda esta bem depressivo também, chora de madrugada, fica horas acordado, passa mal, tá tudo muito nebuloso por aqui.
Ele tem tentado distrair a mente, mas a noite é o pior horário pra ele. Ele sobe, ele desce, fica andando pela casa feito um morto vivo.

Hoje eu peguei todas as roupas novas que comprei nesses últimos 3 meses e fui experimentar. A cada roupa que eu colocava, uma lágrima brotava no meu rosto. Eu estou IMENSA, estou gorda, triste, feia, querendo, desejando a morte mais do que tudo. Quando terminei, coloquei uma música, e sentei na porta do outro quarto e fui fumar. Eu só conseguia pensar, no ano que joguei fora, mais um ano gorda as vozes diziam. Mais um ano gorda, até quando Lua? Até quando você vai se encher de promessas vazias, e vai quebra-las?

Então as vozes, ficam mais fortes. O cigarro apaga, a música termina. E todas as aranhas saem de sua toca, e se enrolam no meu pescoço. Sinto falta de ar, sinto uma pressão no peito, sinto que tudo vai desmoronar. Ando de lado para o outro, sento, levanto, pego um shorts preto, uma camiseta grande. Tiro a lâmina do esconderijo, ela esta manchada de sangue da última vez. Não conto, apenas fecho os olhos e risco o máximo que eu consigo. Aparo as linhas de sangue que querem descer pelas minhas pernas, e ir até o tapete branco. Coloco um bolinho de papel higiênico na coxa machucada. E me deito, olhando pra cima. Sinto as aranhas enfiarem suas patas, em cada rasgo que fiz. Coloco a mão sobre o ferimento, esta quente, e úmido, levanto e vejo que o sangue manchou o shorts.

Me pergunto é só isso que eu sou? É só isso que eu devo fazer? Por qualquer motivo? Por qualquer situação eu devo, me machucar? Eu me odeio, a ponto de cortar minha própria pele? Sim. Eu queria poder cortar mais e mais, queria poder cortar os braços, os ombros, barriga, pulsos, rosto, panturrilha, pés, tudo. Eu sinto a necessidade de cortar, absolutamente todas as partes do meu corpo. Minha coxa, já não tem mais solução, nem tatuagem poderia cobrir  o que fiz com ela. E eu simplesmente não ligo. Eu apenas queria poder cortar tudo fora. Eu ainda me contenho, para não magoar minha mãe, ou fazer ela ter um troço. Mas uma hora ou outra, ela vai me encontrar numa poça de sangue. E será o dia mais feliz da minha vida.


10 de dezembro de 2017

Domingo

Eu estou quase a um tempo sem postar, por preguiça, por vergonha, por medo, por tantos motivos. As coisas não vão bem como eu havia falado, julho, agosto, dezembro são sempre os piores meses. Dito e feito, o Duda foi despedido, justo nesse mês. Já vamos virar o ano, super bem! [ que coisa, meu, aff] Mas tudo bem, é uma queda atrás da outra. E o que vamos fazer? Nada. Porque, a vida tem dessas. Como sempre né!

Não tenho nada o que comemorar as "festinhas" que eles dizem ser ótimas. Engordei, não emagreci, não saí do poço, não estudei, não fiz porra nenhuma [ verdade seja dita ]. Então Natal, é apenas uma data comercial, aonde você compra vários presentes pra um monte de gente [ que no fim nem gosta de você ]. O ano novo, você enche a cara, e se enche de promessas vazias nas quais você, não vai cumprir, porque eu sou essa.  [afffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffffff]

Entre esses dias furei o outro mamilo [ eu tira furado o esquerdo ] não furei os dois, por falta de money. E sem dúvidas, foi um dos piores lugares que furei. Dói muito, apenas na hora. Pra vocês terem noção eu gritei no estúdio. [ pra uma mulher que já se jogou de uma escada enorme ] furar o mamilo, é tipo 20 vezes pior. Meu micro está cicatrizando bem, ontem foi o último retorno. Estamos na contagem de 9/9. Nove tatuagens, nove piercings. Odeio números ímpares, a mão está coçando para tatuar outra coisa. Passei na Santa Hell, comprei minha blusa de natal [ hahha, ai meu dells ] Galeria tava lotada, tudo com preço bom, só faltou o money. Eu gosto de comprar gente, mesmo sem sair -.- // Vai entender.

Agora praticamente meu único, compromisso do ano é a última consulta no psiquiatra. Quero que acabe logo 2017, porque ele me deu muitas tristezas.

" Acaba logo essa merda. "

5 de dezembro de 2017

December 🎆

Fazia um tempinho que eu não escrevia, e nem no meu próprio diário eu estava escrevendo. Desde então tudo meio que descambou, humor, dieta, vida, aff. Eu preciso por em mente que isto aqui é uma terapia. E que forçadamente, ou não forçadamente eu preciso escrever. Ou desenhar.

Dia 01/12 eu fiz 6 anos de casamento ( no civil ). Acabei fazendo uma carta, e como são bodas de doce & perfume, eu dei um doce importado pra ele. Tava sem money, para fazer algo especial. Mas já providenciei algo especial, assim como ele também já está providenciando algo. Mas para data do casamento na igreja, infelizmente na época não tinha data no sítio pra casar nos dois no mesmo dia.

Enfim, eu não gosto do mês de dezembro, da mesma forma que não gosto de Agosto. É um mês triste, tem muitas pessoas que se matam nessa época. Outras pessoas ficam sozinhas nessa época, e ficam triste por não ter família. ( como na família que minha mãe trabalha ) Eu fico mal, porque gostaria que eu tivesse uma família, com mãe, pai, irmãos, tudo junto. Mas não tenho. Outro motivo é que eu NUNCA passava natal com a minha mãe. Era sempre com uma família que me odiava. Ou seja, não tenho boas memórias de bons natais. Por isso não faço mais questão de "tentar" passar com o pessoal da família. Metade/ quase todos vão pra  praia, e geralmente eu, minha mãe, meu marido, e um tio, e uma tia fica aqui na cidade. Não me importo mais com isso, já me acostumei. Acho que o importante é qualidade, e não quantidade.

E outra que estou com duas perfurações, o microdermal. E a perfuração do mamilo, ainda vou furar o segundo mamilo neste sábado, então eu nem poderia entrar na água ( usando shorts claro ). Então, para mim tanto faz.

Ainda continuo com problemas de socializar com as pessoas. Não sei se é por causa da alteração do remédio, só sei que prefiro ficar na minha por enquanto. Falo pouco no wpp, ou quase nada, posto pouco no insta, geralmente é sempre algo sobre meu humor. Arrumei minha dieta novamente, ai me da vontade de me espancar sinceramente. Ainda tenho uma consulta no psiquiatra, provavelmente para pedir exames para saber se estou usando drogas. E sobre a internação, e outras coisas. Não estou com a mínima vontade de ir, mas se eu não for minha mãe da aloka. E eu não estou afim de brigas. Então tanto faz, ir ou não ir. Estou cansada...
Ps. Antes de acabar o mês, vou postar algumas fotos sobre as roupas que estou usando. E que comprei, e a tatuagem que fiz. ( sei lá, eu gosto de posts sobre comprinha )

" As vezes é a solidão é a melhor amiga."

30 de novembro de 2017

Diet Update 📑

Este post vai ser curtinho, primeiro porque estou muito satisfeita novembro foi o mês que mais postei no blog. Mesmo com poucas visualizações. Para mim isso aqui é uma ótima terapia. Porque além de escrever no blog, eu também escrevo no meu diário rasgado [ como marcador já diz ]. E também vim dar uma atualização sobre meus 7 dias de dietas. Perdi 300 gramas, o que é 300 gramas. Merda nenhuma. Mas eu confesso, que não me esforcei. Comi bolachas de sal a mais, comi alguns pães mesmo que sejam pretos. Comi requeijão, que era coisa que eu ia dar uma pausa nessas coisas.
Não vou mentir pra vocês, não adianta né. Achei que eu falei sobre o laxante, mas devo ter falado no insta. Eu tomei laxantes hoje, mas ainda sim nada de novo. [ líquidos, do que adianta aff ] Eu comi pouco, agora eu to com aquela fome que incomoda. Não a fome monstra, aquela chatinha! Mas não vou comer, essa semana [ 7 dias de novo ] são elevação de 500/350 ou seja, dia 500, dia 350. Conforme for passando os dias, eu for escrevendo eu vou fazendo a atualização. Se eu perdi, ou não, se teve compulsão [ deus me livre ] ou não. O que tem a dizer é, tchau novembro! 


" Que dezembro seja de paz e tranquilidade."

29 de novembro de 2017

Cuts on my skin 🔪

Ultimamente eu estou preferindo o silêncio, do que socializar com as pessoas. Tanto as pessoas da minha casa, quanto qualquer outra. Com certeza deve ser a elevação do humor. Me sinto fragilizada de alguma forma, como se tudo me machucasse.

Então ontem, eu cai na besteira de chamar uma das meninas. que dizem ser minha "melhor amiga". Ela minha prima, somos "amigas" desde os 13 anos. A realidade da conversa era pra dizer que eu já comprei o presente de aniversário dela. E eu queria saber se ela teria algum dia de folga, ou se viria pra minha casa passar o ano novo. [ mas eu não consigo, mentir direito pra ela ] Até aí a conversa fluia normalmente, até a pessoa me pergunta se eu "estou bem". Maldita frase. Como sempre eu digo, "indo na medida do possível", se eu tivesse parado por aí. Tudo ficaria bem, ela ia me dar algum sermão, e ponto. Mas caí na besteira de contar "por cima" o que houve esses meses. Há como eu sou ingênua.

Ela me esculachou, praticamente, disse várias coisas como seu EU fosse a culpada por ser dessa maneira. Como se fosse fácil, sair de tudo isso. Como se eu fosse um monstro na vida da minha mãe, e do meu marido. As lágrimas caíram [ e olhe que é bem difícil agora eu chorar ] eu não conseguia responder. Larguei o celular, comecei a chorar incessantemente. Fui procurar minha mãe, porque eu sabia que isso ia dar alguma merda. Ela ficou furiosa com quem disse isso. Obviamente eu não falei quem era. Mas quando contei, ela acertou na lata. Eu só disse "não vou dizer quem é". Ela falou algumas coisas, umas exageradas, outras verdadeiras.
Depois eu fui para meu quarto, minha cabeça doía. Minha mente explodia, vozes, ecoavam dizendo que eu sou um "peso morto", que a única saída seria a morte. Eu me cortei 5 vezes, cortei a primeira, achando que era suficiente, não. Fui cortei a 2°, e assim por diante. Não exagerei nos remédios, tomei apenas o da insônia.

Ontem ainda de madrugada conversei com meu marido por wpp. Perguntando se ele achava que eu sou um coisa morta, entranhada na vida dele. Ele me falou umas coisas duras, mas eu entendi o lado dele. Mas ainda sim fiquei chateada! Quando ele chegou conversamos, realmente nós entramos em acordo que - nosso casamento esta em crise - não fazemos sexo. Por "N" motivos, horários, cansaço, minha falta de adaptação ao remédio, cansaço. Basicamente estamos sendo amigos de cama. Conversamos se ele ou eu, queremos um tempo. Ele disse que não, eu também disse que não. Diz ele que tem planos para "apimentar" a relação. Não sei bem o que é, mas achei válido ele se importa. Sinal que ele ainda sente algum desejo por mim.
Tentei explicar que eu não sou assim por eu quero. Que pode ser por vários fatores, e que isso não há cura, e que preciso conviver. A conversa foi tranquila, não discutimos, não falamos alto,  e nem fomos grossos um com o outro. Mas ainda sim, me doeu algumas coisas. Ficamos juntos no resto do final da tarde, foi tranquilo.

Agora acordei por volta das 2 e tudo vem de novo. Abri o meu abajur, aonde escondo lâminas para urgência. Enrolei papel higiênico, e lá vai os maus costumes. Não é brincadeira, quando falo que se eu pudesse eu cortava o corpo todo. Minha coxa está super escura, com várias cicatrizes grossas por eu cortar por cima, várias e várias vezes. E como sou negra, sou mais fácil de ter queloides. Eu não sei quando isso vai melhorar, ou se vai melhorar, só sei que por enquanto meu coração está mais do que ferido. Está todo cortado.

Falando sobre rotina diária, está tudo uma verdadeira merda. Quando as coisas estão mal, a esse ponto é difícil de controlar a boca. Meu último dia da rotina é amanhã, e eu duvido que eu perdi alguma coisa. Eu estou pensando em tomar laxantes e diuréticos. Embora, só seria líquidos, não seria peso real. Me sinto bem entristecida com isso, mas a culpa é minha. Eu deveria ter me segurado, mas nem isso estou prestando. Que o próximo, eu consiga atingir as metas. Porque se não, eu não sei mais o que eu faço... [ mas eu ainda quero minha magreza, disso, eu tenho certeza ]


25 de novembro de 2017

Friday 🚬

Eu ia escrever ontem, ando com uma necessidade imensa de escrever. Porém de falar não, tanto, que não ando falando com meu marido, e nem tão pouco com outras pessoas. Não é por mal, é algo que nem eu mesma sei explicar. Mal vejo televisão, mal escuto música, fico sempre na minha. Arrumei minha rotina diária. [ como eu havia dito no post anterior ] Porém hoje, recebi uma mensagem da minha prima dizendo que ia me dar meu presente de aniversário [ sendo que fiz aniversário em agosto] eu pedi uma tatuagem. E pra ela dei uma jaqueta azul de couro sintético, com uma sacola personalizada, e um laço rosa. Acredito que bateu quase mesmo valor. A tatuagem é um segredo, vou colocar aqui quando eu fizer post sobre fotos. Eu ando com humor muito ruim, querendo me esconder de tudo e de todos. Mas hoje consegui conversa com a Body e com uma tatuadora, trocamos telefones, caso um dia a gente marque de sair. [ duvido muito ] Mas... Hoje não foi um dia muito bacana em relação minha rotina. Enquanto eu estava encomendando um presente importante na galeria, ela pediu duas coxinhas, e um coca. Ou seja tive que comer. Depois ela, me ofereceu um sunday, e com ela não tem sim ou não. É sim, e já era. E quando cheguei tive que jantar para poder tomar remédio. Então de 500, foi parar em 1050 calorias algo assim. Mesmo com os 45 minutos de caminhada, me deu uma dó no coração. Mas não vou desanimar. Hoje é um novo dia, e eu posso mudar. E comer menos que nem ante ontem.

Eu ando com uma tristeza muito forte, me cortando, tomando remédios demais, dormindo demais.A única coisa que anda me importando é manter a droga da rotina. Comer o menos possível, e beber água, e fazer algo para não ficar parada. Mas a tristeza, está cada dia mais complicada. Pior que não estou podendo fumar, por causa do micro não quero perde. Afinal ele foi uma facada no meu bolso, e perde seria uma coisa terrível. Eu não sei quanto tempo vai durar essa coisa ruim, que estou sentindo, ou se vai piorar. Mas só pra vocês terem noção, eu não estou dormindo, estou escrevendo além do limite que eu escrevia, fazendo desenho esquisitos, não sei, realmente não sei o que esta acontecendo. Mas se eu estiver emagrecendo, já estou de "leve" satisfeita...


" Me desculpem "-

23 de novembro de 2017

To float

Eu estou bem triste, bem isso não é novidade nenhuma. A certas fases em que a doença, me deixa, num misto de irritação com tristeza. Ou seja, não consigo ouvir música, nem ver televisão, nem ler, nem limpar a casa, absolutamente nada, até pra sair de casa eu pelejo. Depois do meu último post tentei pensar no que eu poderia fazer sobre essa coisa toda de dieta. Acho que o peso da palavra dieta, atrapalha muito. É como se eu me sentisse presa, em algo que não quero. Os títulos A/M também estão me incomodando, então não ando falando nada. Sabe quando você queria uma casa, bem escondidinha [ com proteção é claro ] para ficar sozinha? Então basicamente é isso. Tenho ficado mais em silêncio, do que falando. Estou cansada.

Enfim... Eu revi os planos que fiz, os quilos que perdi, e que engordei. [ aff ] Mas é óbvio que eu ia engordar. Engordei 2 quilos, nessa brincadeira. Eu sei que provavelmente são líquidos, pelos menos 1,5 quilo. Mesmo usando corset, não estou feliz. Pensei em perde um pouco mais de peso, para poder usa-lo. Mas para isso acontecer, o Duda precisa ver resultados na minha rotina. Se não ele vai ficar pesando, dizendo, que eu poderia ter gastado o dinheiro em outra coisa. [ olha que eu estava doida por um bolsa, mas eu não sabia que ele tinha grana ] Então, magicamente enquanto eu estava a pensar, sozinha eu e minhas vozes. Ouvi no rádio da minha mãe que falta 5 segundas feiras para acabar o ano. [ pensei eu, óh, isso talvez seja um sinal para não desistir ] Então ontem 22/11, fiz um plano desse resto do fim de ano. Mas não é nada, impossível. Porque geralmente exagero e acabo fazendo tudo virar uma enorme bola de neve. Todos os dias que programei tem 7 dias, apenas o último que tem 5. Mas não fiz a bobagem de botar 500 no ano novo né. Esta tudo pronto, basta beber muita água, alguns exercícios, nada de bobagem.

Acho que era isso que eu tinha pra dizer, para quem se habilitar e achar que valeu post. Deixe essa coisa de "dieta" para trás e trate isso como uma rotina da sua vida. Como trabalhar, estudar, namorar, esse tipo de coisa. Pelo menos foi o que minhas conclusões. Também queria dizer, que enquanto o sono não vinha, depois de mil anos procurei um anime para assistir. TODO mundo sabe que sou fã de animes de terror. Mas parece que ninguém se interessa em fazer mais. Então, na primeira página, dei de cara com um que parecia bacana, e coloquei pra ver se chama 11 Eyes. Por enquanto estou gostando, é meio sobrenatural/ Magia/ Ecchi. Fica aí a dica, para quem gosta!! Mas como eu disse já me estressei e fechei a página, sabe se la quando vou ver de novo.
Bem era isso que eu tinha a escrever, desculpem os posts enormes. Até na minha agenda ando escrevendo, estou me sentindo muito solitária. Então acabo por falar demais. Até logo. Obs: Troquei o fundinho porque, estou fascinada por morcego, e já foi meu apelido.


21 de novembro de 2017

Microdermal/ Piercing/tight lacing/Dieta

Tenho alguns assuntos para ser atualizados, mas como esses dias não ando muito bem... Acabei por deixar de lado. Eu tinha retorno dia 18/11 para ver como estava minha perfuração. Esta é ótimo estado, não inchou muito. Usei o tal Band - aid por 10 dias como foi mandado, usei o antisséptico  que eles indicaram. Ficou tudo bem, ele esta aqui na minha cara, bonitinho.
O Duda pilhou no meu ouvido para, eu fazer o piercing no mamilo. Eu nunca tive interesse em fazer piercings íntimos. Porque sempre achei que não era lá uma coisa muito legal. Ninguém pode ver, então qual a graça? Vai ter uma semana de promoção, e o dono estaria aplicando esse e outros tipos de piercings. Mas o Duda, não aceita homem nenhum tocar em mim. Ou seja, se eu fizesse teria que ser com uma mulher. Ele pilhou tanto que acabei por aceitar. Preenchi alguns termos, escolhi a joia, é uma base reta de titanio rose, muito bonito até. Porém, é quase da cor do meu mamilo. Ou seja, ele é não é tão chamativo. E também é pequeno. Tirei as dúvidas, se interferi em algo, se as meninas colocam muito. Ok. Hora de furar, fomos para o estúdio privativo. Aonde fiquei sozinha com a body piercing. Eu estava tensa, porque mamilo é algo sensível. Eu escolhi furar um só, para ver o nível da dor, e ver se ia dar certo. A moça que furou, foi a mesma que furou o micro. Então já tínhamos uma certa intimidade. Tirei a blusa, o sutiã, pedi que não reparasse no meu corpo. [ aff ] Ela riu, e me disse para ficar tranquila. Para quem interesse em furar, não vou mentir, dói, dói, dói pra *****. É a mesma dor que enfrentei quando furei o umbigo. [ só que na época eu era magra ] Doeu, apenas no dia. Depois a dor, e o inchaço sumiu. Então é algo totalmente suportável, e até bem bonito.
Depois fomos passear um pouco na galeria do rock. Estava cheia, todo mundo gastando seu dinheiro com presentes. Eu estava em busca de uma meia parecida com essa essa (meia) para usar com o creeper. Acabei achando uma, mas não gostei muito. ><
Depois de mais uma andada nas lojas, achamos a loja Subversivo ( acho que é assim que se escreve) ela vende roupas góticas, Corset Underbust, vestidos, espartilho, e tudo mais. Entrei por curiosidade, e experimentei um preto com fitas. Achei lindo, fiquei babando, mas não tinha money para comprar embora ele estava num preço ótimo. Até que quando estava para sair da loja, o Duda comprou ele pra mim, e fiquei toda saltitante. Em breve trarei fotos dele, e fotos do que vou encomendar ano que vem. O duda comprou mais algumas coisas, e fomos embora. Eu tenho retorno dia 09/12 para ver como estão o micro ( último retorno ) e o primeiro do mamilo.
Antes que vocês pensem, gente essa menina não para?! Eu sempre, adorei piercings, sempre! Moda, estilo alternativo é minha paixão. Eu não tenho um estilo só, eu tenho vários, eu gosto de ser uma mistura de tudo que me interessa. E por incrível que pareça essas são as poucas coisas que me trazem um leve alívio mental. Eu amo ambiente de estúdio de tattoo, e piercings, porque é uma mistura de culturas. Adoraria trabalhar, ou ter um.
Sobre minha dieta está terrível. Hoje tive uma compulsão, estou muito decepcionada comigo. Quero me machucar, quero chorar, quero me punir. Não sei até quando vou aguentar tudo isso em cima de mim, as vezes penso, que é melhor aceitar essa merda toda. E viver gorda. Do que viver sofrendo, correndo atrás de algo que é impossível. Quem sabe se eu parar de me preocupar, eu emagreço, tipo psicologia invertida? Luto ou não luto? Eis a questão?!

" Borderline: Viver no limite "


20 de novembro de 2017

No way out

Eu estava muito dopada, muito triste, para poder escrever qualquer coisa ontem. Tentarei explicar o que aconteceu. Eu estou a meses querendo cortar a parte superior do meu braço, mas não com um lâmina, e sim com uma faca dessas de cozinha. Vejo fotos no tumblr, vejo fotos na internet, e isso esta impregnando minha alma como vulto negro. Eu não sei quando, ou a hora, mas eu vou fazer. Minha mãe tomou minhas lâminas, eu tenho apenas uma caixinha. Para emergências, eu poderia usar, mas iria fazer um estrago, ela iria se assustar pois ela não saí de perto de mim.
Então tomei o máximo que eu pude de clonazepam [ eu sei que para morrer seria necessário mistura-lo com alguma outra medicação ] acontece que eu engasguei. Metade desceu pro estômago, outra foi parar no pulmão. Eu tossi, até chorar, quase vomitei, mas jamais vomitaria clonazepam. Eu estava falando com uma garota. Até que larguei o celular, depois do post. E comecei a chorar, saí, me debatendo nas coisas procurando minha mãe. Dizendo que eu queria uma faca, qualquer coisa do tipo. Obviamente ela negou, e me disse "seja forte". Me abraçou. Eu fiquei com raiva, com muita raiva, meu estômago ardia, minha garganta estava arranhando. Eu não conseguia raciocinar, e tudo que queria era algo afiado, e ficar sozinha para poder fazer o que eu quiser. Como antes. O gosto do arrependimento de buscar ajuda, e descobrir toda a merda, estava por todo o meu corpo. Fui para o meu quarto, chorei no meu travesseiro sujo. Ela sai do quarto dela, a cada mexida que eu dava no meu corpo. Eu estou planejando, algo, estou arquitetando, quando essa ideia sair da cabeça dela, eu me corto, e uso blusas de frio. Já que sou frienta mesmo, ela não vai perceber. E se perceber já foi. Ela que aprenda a lidar, com a vida de uma filha Borderline. Eu não sei qual é essa fixação por sangue, pelo meu próprio sangue. Porque já não alivia mais nada, mas quando você mora na casa da loucura, você nunca mais é a mesma. A única saída que existe é aquela que todas nós conhecemos: véus negros, caixão, poucas lágrimas, e dias tristes, alguns burburinhos dos motivos, um adeus, ou um já foi tarde, 7 palmos, terra, e um pequena cruz indicando o nome, e a data de nascimento e a morte. Nós não somos nada para esse mundo doente.


" Cry baby- L.P "


19 de novembro de 2017

Black stripe

Eu me sinto vazia. Não importa o que eu faça, o que eu compre, o que eu veja, eu me sinto completamente vazia. Tenho tomado altas doses de clonazepam, sem minha mãe saber, como agora, sem ninguém saber na minha corrente sanguínea está correndo várias coisas que não deveria correr. A tristeza esta consumindo minha alma, e eu estou dançando com ela. Me sinto, estranha todos os dias. Me sinto, infeliz, me sinto cansada. Pesadelos. Sonhos. Visões. Pouca comida. Muita comida. Pouco cigarro, álcool, não importa mais nada não é? A morte é mais leve, como as pessoas dizem. Desculpa mas talvez as palavras estejam desconexas, os efeitos estão vindo. E ninguém vai saber, porque ninguém sabe, porque no fim ninguém se interessa. O que existe de verdade, é o vazio da alma,

" Ninguém se importa..."

17 de novembro de 2017

Never trust

Eu sou uma pessoa muito ingênua, e isso é uma coisa que eu não gosto em mim. Sou fácil de ser enganada, fácil de ser manipulada. E quando vejo que a pessoa está me enganando, me recuso a enxergar aquilo. É como se meu cérebro dissesse: " Nãaaaaaaao, fulana (o) não seria capaz, isso tudo é coisa da sua cabeça fodida." Mas mal, a Lua sabe que é seu coração, seu extinto, deus [ seja lá o que você chame ] há algo lhe avisando que isso fede, e fede muito. Eu acabo por não acreditar, e depois de um tempo, eu simplesmente largo de mão. E ai vem o ser humano e me quebra por inteira. Tudo porque eu não ouvi minha própria voz interior.
Eu acabei entrando em uma conversa comigo mesma ontem. Me perguntando se vale a pena ser uma pessoa social. Se vale a pena você ter amigos, primos, irmãos, namorados, maridos, filhos, e assim vai. Se você sabe que em algum momento, um deles ou todos eles vão te ferrar um dia. Eu sei que a vida, não é um mar de rosa. Eu aprendi isso desde muito cedo. E que abandonar, enganar, fingir, está dentro da alma de cada pessoa, mesmo que seja para uma criança.
O que quero dizer é que o ato de você se "apegar" a outra pessoa te causa dor. Você pode ter amigo/colega/namorada/ mas você sempre, sempre tem que ter um passo atrás para quando a queda chegar, você não ter um traumatismo.

O meu desabafo de hoje não tem haver com ninguém. Eu estava/ e estou pensando nisso já tem uns 3 dias. Que me sinto mal, que não ponho confiança em ninguém. Eu me sinto doente, mas não físico, não por causa de ser Borderline. Mas por não poder ter os pés no chão com absolutamente ninguém. Eu sei que dentro do diagnóstico da doença. Tem esse tipo de coisa, essa sensação de insegurança. Eu não sei, mas minha cabeça esta mudando. Enquanto estávamos esperando o horário da tatuagem. Minha mãe estava sentada naquelas poltronas extravagantes de estúdio de tatuagem. Lá é bem escuro, toca Metálica o tempo todo, embora, tive a ousadia de pedir uma música para Gih ( Body Piercing). Eu perguntei para minha mãe, se ela estava brava por ter achado um papel higiênico cheio de sangue na minha cama. Ela disse que não. Perguntei se estava chateada com algo. Ela disse que não. Eu toquei no assunto, que eu e o Lucas estamos achando ela estranha. Como se nós estivessemos incomodando ela. Ela se virou pra mim, e disse que não. Eu disse com a voz baixa " Isso me entristece mãe, porque não confio que você esteja falando a verdade. " Ela novamente disse que não tinha nada de errado, mas eu sei que há. Ela só não quer me falar. Veja bem eu senti isso há 3 dias e a sensação não passou.Eu não posso confiar em ninguém...

" Se eu não confio nem em mim, que dirás nos outros"

15 de novembro de 2017

Bloqueio/denúncia sobre o blog Garotas de Vidro

Hoje de manhã, agora por volta 7. Recebi um e-mail em minha conta, dizendo, que meu blog Garotas de vidro foi avaliado, e com isso foi excluído. Eu já estava com a intenção de excluir aquele blog. Devido algumas discordâncias que andado tendo comigo mesma. Diariamente meninas, muitas, bem novas procurando um meio "fácil" para emagrecer. Mas "Ana" é apenas um termo para anorexia. E eu não quero mais propagar essa coisa. Eu recebia diversos e-mails por dia, mais do que podia ler. De meninas desesperadas, querendo números menores, ideias, entre outras coisas. Foi meu primeiro blog sério, que tive, foi uma dedicação mas, acredito que ele chegou ao fim. Eu poderia contestar, para reaver o título do blog. Mas eu desisto, isso é um fardo que não quero mais carregar. Tem MUITA diferença entre o Constantes Fases da Lua/ Garotas de Vidro. O CFL, é um diário no qual eu expresso minha dor, minha experiência, meus textos, minhas histórias. Não estou incentivando ninguém a ser como eu. Estou apenas desabafando por assim dizer. Mas o GV, é um achado de afins, dicas, e dietas sobre como perde tanto peso em tantos dias, ou tantas semanas ou tantos meses. Se estou triste sim, mas não estou surpresa, ele estava sendo uns dos blogs A/M mais encontrado no google. Mas me sinto mais livre.  [ essa foi minha manifestação sobre ocorrido ]

Ontem foi bem normal, eu saberia que haveria situações complicadas. Porque minha mãe ia estar em casa, eu tinha médico marcado. Porém, ela estava com o pé doendo muito. E por coincidência, o médico teve algum problema e não pode me atender [ slaa] Então só tínhamos a tatuagem da minha mãe, que era uma mulher segurando um bebê, e meu nome embaixo. Ficou bem bacana, embora eu não gostei muito do traço. Eu no lugar dela, teria reclamado, mas se ela está satisfeita. [ ook ] Ela me deu uma, eu fiquei entre duas tatuagens. A Alice do pais das maravilhas, pequena toda em preto. Ou as Máscara de Teatro [ é exatamente essa] Sei que muita gente faz, pelo fato de fazer teatro. Mas para mim, tem um outro significado. [ não acho que seja um símbolo borderline ] Mas acho que seja um símbolo para quem tem personalidades diferentes. Ela também tem 8 cm, bem simples. A única coisa muito diferente é que ela tatuou em cima de 4 cicatrizes hipertrófica que eu tenho. Sangrou um pouco, mas não doeu. Ela foi bem cuidadosa, não me cobrou caro, custou uns 100. Eu já conheço estúdio, só nunca fiz nada com ela. Eu queria muito ter furado a cartilagem, porém, infelizmente não ia dar tempo de cicatrizar até o Natal/ Ano Novo. Fora que piercings nessas regiões é muito chato. Por causa do micro, não tô podendo fumar e nem beber. Fora as outras restrições. De resto está tudo bem normal.

" Vida que segue... "

13 de novembro de 2017

Tired

A semana está começando, eu não quero que ela comece. Mas, eu não tenho esse poder. A única coisa que eu posso fazer é deixar o barquinho ir pela correnteza [sim referência ao filme IT: a coisa ] Eu fiz minha semana, hoje comi bem normalzinho. Nada demais, estou inchada, e muito depressiva. Sinto que minha mãe está nervosa comigo. Sinto que minha tia, está me tratando indiferente. Não importa o quanto eu digo que isso é "coisa da minha cabeça" não adianta. Isso é ser uma pessoa doente, eu perguntei se havia algo de errado. Mas, ela disse que não. Você acha que eu acreditei? Você acha que as  vozes que estão na minha cabeça, dizem, ao contrário. Não. Estou cansada, estou totalmente fadigada dessa vida. Já fiz o plano da semana, basta seguir, basta ser forte pelo menos nesta situação. Mas dizer, que estou animada, não.

" Alguns goles de água. Comprimidos. E mundo que não seja real, por favor. "

11 de novembro de 2017

Sweet lies

Alguns dias atrás, depois de algumas gotas a mais de Rivotril. Eu acabei me cortando, novamente sem motivo, ou qualquer sensação aparente. Foi o dia que cortei no interior da coxa esquerda, e em cima da coxa direita. Porém, dopada, acabei por tirar o papel do local. E eu dormir demais, e minha mãe pegou o papel e viu. Ela não parava de chorar, eu estava dopada gritando o nome dela. Mal eu conseguia andar. Ela me fez entregar a "lâmina" que eu me cortei. Mas... Eu como sou mentirosa, entreguei as cegas. Eu tenho lâminas, por toda a casa. Ela chorou, disse que eu precisava lutar contra isso, e toda aquela baboseira.

Mas eu sou mentirosa. Mas eu não ligo se dói nela, eu não ligo, se dói no meu marido. Eu simplesmente não ligo pros sentimento de ninguém. Eu simplesmente quero me cortar, eu vou e me corto. Não importa o lugar, o motivo, a situação. Eu simplesmente vou e faço. Aparentemente hoje, me cortei devido, minha má conduta na 3° semana de dieta. Lembram que eu resolvi me pesar na terça. Eu desisti, e vou refazer a 3° semana, limite de 500 kcals. Pessoas virginianas só estão satifeitas quando, fazem as coisas da maneira certa. Então, está tudo bonitinho começo amanhã. Como eu havia dito, não engordei, estou apenas inchada. Minha menstruação não desceu esta atrasada mais de 20 dias. Não sei se é por causa dos remédios, ou por causa da má alimentação. Sinto cólicas, tive espinhas, mas menstruação que é bom, nada. Preciso ir no Ginecologista, pedir um anti, bom, e de preferência diurético.

Eu estou muito deprimida. Sinto que as pessoas quando falam comigo, parece estarem bravas. Hoje quando minha mãe chegou do trabalho, perguntei se ela estava chateada comigo, ou se estava brava. Ela disse que não, que era apenas cansaço do trabalho. Mas sabe aquele sentimento, que você esta incomodando a pessoa? A mesma coisa eu senti com a minha tia. Não sei explicar, só sei que isso machuca, Pode ser a doença, pode ser coisa da minha imaginação, pode ser qualquer sentimento. Mas que eu estou chateada, estou. Eu espero que eu consiga perder peso, nesta semana. Vou me esforçar para trazer bons resultados aqui.

" Você sabe quando se perdeu, quando nada mais faz sentido pra você"

10 de novembro de 2017

Compulsion

Ontem como eu havia comentado [ eu acho ] no post Galeria do Rock. Eu fui com a minha mãe no Brás no centro de SP. Acordamos cedo, eu achei que íamos as 6 da manhã. Mas, acabamos saindo as 07:50. O trem estava lotado, pessoas de todos os tamanhos, alturas, e cores de diferentes. Vendedores de bugigangas, alguns lendos, milhares no celular. Ir até a Barra funda em pé, é uma tristeza. Acabei descendo, pegando o trem voltando. Tudo pra ir sentada, acabei indo dormindo. Quando chegamos lá por volta das 8:50, por aí. Comemos pão de queijo [merda], e fomos ás compras. Os preços estavam ótimos. Eu sou uma pessoa extremamente versátil em caso de roupas. Não ligo para marcas, a não ser tênis [ ai não consigo usar nada falsificado ]. O problema do Brás, é que as roupas de lá são para mulheres, diferente de mim. Eu uso preto todo dia, em dias de calor uso blusa de alcinha, mas preta, uso calça jeans escura, então é meio difícil achar roupas do meu estilo. Lista básica do que comprei: 1 calça jeans preta com corte no joelho; 1 blusa de alcinha preta; 1 blusa de caveira mexicana; 3 calças leggin, e não leggin um material diferente pretas; 1 vestido vermelho (não tinha preto); 1. cama de cachorro; 1 blusa de renda para minha prima; 1 body escrito Rock preto; 1 calça de caveira; e umas 5 ou 6 coisas que são bem normais que foram presentes para minha tia, e minha prima. Os preços estavam muito bom, se souber procurar acha roupa de qualidade.
Andei muito. Carreguei peso, porque eu não ia deixar uma senhora de 61 anos carregar peso. E na hora da volta minha mãe quis almoçar. [ agora vem a tristeza ] Eu, idiota, sem opções saudável comi 1 coxinha/ 1 pão de batata/ e meio copo de suco de maracujá. Foi pouco, pelo que andei eu sei. Porém, isso me causa um ataque de pânico. E foi difícil esconder isso.

Hoje quando acordei eu estava derrubada pela tristeza. Me pesei, e não engordei. Eu sei que estou inchada pois meu anel de coco, não saí nem com reza do dedo. Mas ainda sim, me deprimi. Passei o dia normal, ou seja comi normal. Vi várias, várias fotos thinspo, bonespo, daquelas que é só osso mesmo sabe, que é um cadáver. E a anorexia falou comigo: Você esta fazendo tudo certo, esta se esforçando mas não o suficiente. Primeiro, você não esta mentindo o suficiente. Está comendo, mesmo que pouco, você esta comendo. E para ter aquilo que quer, você precisa parar de comer de verdade minha Lua. Você vai ver que quando, você fechar a boca, você vai emagrecer muito rápido. Você sabe o que fazer, você me tem, só falta você se esforçar de verdade. Você mostrou que é capaz. 
Basicamente foi isso que eu ouvi o dia inteiro. Eu comentei com a minha mãe, uma coisa, uma coisa que eu quero muito fazer. Eu queria poder postar aqui, mas não vou, isso faz mal para vocês. Eu queria abrir, literalmente ABRIR um buraco de uns 5 centímetro do meu braço. Mas não com lâmina, eu queria com uma faca de açougueiro. Ela ficou assustada, mas já estou avisando que isso pode vir acontecer.
Tudo isso é uma merda, ter um t.a é uma merda. Ter um transtorno mental, no qual te faz querer ver o que tem debaixo da sua pele é uma merda. Não ser normal, é uma merda. Tudo é uma verdadeira merda. [ devido minha compulsão, minha pesagem que deveria ser domingo, será terça]. Espero trazer resultados.

" Não importa qual seja o meu destino, eu já escolhi qual deles eu quero."

8 de novembro de 2017

Qual é o seu motivo?

Bem, eu estou levemente confusa. Embora, sei que o transtorno que tenho, não há explicações lógicas para o que se passa dentro da minha mente. [ eu não ia escrever hoje, mas estou meio confusa sobre o que estou sentindo, e meu diário não foi suficiente. eu gostaria de compartilhar isso, com que lê meu blog, e quem tem borderline ]
Eu tive um dia muito normal. Acordei 5:30, como sempre ( para ser sincera acordei as 3 ) fiquei ouvindo vários rocks, tanto nacional, quanto internacional. Quando deu 5:30, acordei minha mãe, e fomos tomar café. Um bandinha de mamão pequeno, e cafézinho preto sem açúcar como sempre. Não me sentia nem feliz, nem triste. Conversamos até as 6, e depois ela foi se arrumar para trabalhar. Quando meu marido chegou, eu já estava cochilando, enquanto passava algo no pc. Tanto que nem vi quando ele deitou. Dormi tanto por causa do remédio, que acordei 12:30, quase passando do horário de tomar remédio, e almoçar. Fiz as duas coisas, enquanto ouvia Dua Lipa. Falei com a minha prima, e fui na casa dela. Fiquei lá até as 19:40, quando subi pra casa, fui na casa que esta em reforma. A pintura, e os azulejos estão ótimos. O trabalho deles é muito bom! Depois de conversa, e falar besteiras. Vim pra casa. Percebi que meu marido não lavou a louça, liguei, para saber aonde ele estava, e ele já estava no trabalho. [ tudo normal, como vocês podem observar ] Liguei ps4, coloquei Dua Lipa - New Rules porque estou viciada na música  [ coloquei em link, caso alguém queira ouvir ] Lavei toda a louça, já que ontem não lavamos, porque chegamos muito tarde. Minha mãe chegou, as 21 em ponto. Enquanto ela comia arroz, feijão, farofa. Eu caçava algo com a mais baixa caloria, para poder não passar das 350 calorias. Foi difícil, meus danones nessa semana estão entre 125/171 calorias. Acabei por comer metade de outro mamão, bem pequeno. Subi as escadas, e tomei simeticona. Limpei o micro, e acabei tomando 50 gotas de rivotril [ eu sei, eu sei ] Passou 15 minutos, enrolei um tanto de papel higiênico. Peguei duas lâminas, cortei, cortei as duas coxas, dentro das coxas, e outra fora das coxas. Eu estou louca, mas tipo, louca mesmo para abrir um belo de um rombo no braço esquerdo. Mas estou me controlando, muito, mas muito mesmo. Agora, vem a dúvida: Porque raios, de motivo eu me cortei? 1. comi certo. 2. não passei motivo. 3. estou na média, nem triste, nem feliz. Foi o que eu expliquei para o psiquiatra, eu as vezes não tenho nenhum motivo em si, para me machucar. As eu só queria uma faca bem afiada, ou algo muito, mas muito afiado, para cortar, e cortas até chegar no osso. [ eu sei é assustador, mas é o que sinto. é estranho. é doloroso. ler, ouvir, tudo isso, até mesmo pensar. mas é o que sinto] Talvez eu realmente precise ser internada, antes que algo de muito ruim aconteça.

" Há algo de muito errado comigo... "

7 de novembro de 2017

Galeria do Rock 😈

Eu tinha feito um post sobre como eu meio que entrei na "automutilação" lá nos meados de 2010. Provavelmente soltarei esse post ainda esta semana. Mas hoje, eu gostaria de falar sobre outras coisas. Eu estou tentando não deixar o blog pesado, sabe, não deixa-lo triste. Devido as festas estarem chegando, meu boy me perguntou o que eu queria. Eu escolhi um Creeper não sei se você sabem o que é, mas é uma sapato meio que gótico, e, é exatamente este que esta no link. No site o preço esta em média, 283 pilas, mas paguei 220 na Galeria do Rock. É lindo, muito bem feitinho. Fiquei muito feliz com a compra. No meio disto, comprei uma regata de caveira branca para passar o ano novo. Não achei no google, mas ela é cheia de caveirinhas brancas e preta. Paguei 25 pilas, gostei do material, e da loja. Em último lugar em presentes coloquei um Microdermal no rosto. Também coloquei na Galeria do Rock, em um estúdio lá. Custou meio caro << preço de útero >> mas eu queria muito, sempre achei bonito, mas tinha medo. Embora eu tenha muitos piercings, e tatuagens. O preço foi 150 pilas, não coloquei um de ouro, ou com pedra valorizada. Pelo falo da rejeição, caso haja, mas em nome jesus, vai cicatrizar, e ficará tudo numa nice. Aí eu compro uma jóia, bacana, e tal, a minha é meio colorida dependendo da luz. Para o boy, ele queria um all star ( ele tem muito, mas muito, muito tênis ) mas eu vi, que ele fico meio tristinho pois o money estava acabando. Então eu me prontifiquei, a dar o presente de natal. Detalhe, ele já esta usando. É um All Star Rosa ( sim, ele usa tênis rosa ) Tanto que quando nos conhecemos, foi justamente por causa de um all star rosa. Enquanto TUDO meu é preto, o dele é de várias cores. Dentro do meio das compras, comprei meu remédio ( rivotril ), comprei Band - aids, uns 30 por aí, sabonete antibacteriano, e um cortador de unha novo. Porque eu estraguei tentando, estourar meu antigo piercing do septo. As compras ainda não acabaram, eu vou na quinta feira no Brás, comprar umas coisas com a minha mãe. Ela vai me dar um presente, e eu escolhi de lá. Porque os preços são mega acessíveis, e a qualidade eu diria 60%  por aí.
Também não comentei mas no dia 30/10, eu fui no Daiso Japan Brasil. A loja que eu mais amo na vida, tem tudo do japão, o ambiente é maravilhoso ( não tô fazendo propaganda ) mas, eu realmente sinto um paz dentro daquela loja. Eu comprei uma Knife simples , beeeeeem afiada, duas Agendas de Gatinho, duas ( uma para este ano ainda hehe, exatamente desta cor, e uma azul igual ) já para 2018. Acho que foi isso que comprei por esses tempos. Eu comprei alguns colares, gargantilhas, nessas casas de biju, de lua, de âncora, mas são para presentes. Então não vou mostrar!
Foi bem tranquilo andar na rua, eu tinha tomado os remédios certinhos. Me deu alguns tremores, e pavores, mas nada demais que eu não tenha passado. E o boy, ajuda muito a me controlar! Provavelmente terá post de comprinhas depois de quinta ( que é o dia que vou pro brás ). Ah, detalhe eu andei pra burro, não sei quanto, mas andei!


5 de novembro de 2017

Resultados da Semana 2 [ Dieta ]

Esta semana foi um pouco mais complicadinha, para quem leu o post Resultados da Semana [ Dieta ] do dia 29/10. Sabe que perdi quase 4 kg, em uma semana faltou pouquíssimas gramas. Mas eu tinha colocado um limite de 500 calorias, e estava ingerindo por volta de 390 calorias. O nível de carboidrato estava bem baixo, e de proteínas mais alto. Por isso teve essa queda, tão brusca. Claro que nos meus tempos mais forte já consegui perde mais que isso em uma semana. Mas para quem estava em um vale de desespero da comilança, isso é uma tremenda vitória.
Está semana eu havia me esquecido do dia de finados. E que provavelmente minhas tias/ minha mãe iriam ficar em casa. Então eu teria um empecilho no meio da minha rotina. E também dia 02/11 foi aniversário da minha prima. E teve uma socialzinha, daquelas: comida típica, bebida típica, bolo típico, tudo ruim. Minha tia, e minha prima cozinham super mal. O que me fez comer muito pouco, mas foi o suficiente para as calorias irem para 690 e uns quebrados. ~ tentei ficar calma ~ Mas só pensava em como eu iria queimar aquela droga depois. O problema é: Eu coloquei a meta de 470, e comi 503 por aí, no que me resultou a perda de míseros 1,9 kg ou seja quase 2 kg. Se estou puta comigo mesma, sim. Mas pelo menos não engordei. O problema é não perder, ou engordar. Aí é que a coisa aperta, e você se sente uma merda boiando no vaso.
Também não bebi o tanto de água que eu devia. Fiz alguns exercícios, mas água que é bom, necas. Tem várias garrafinhas espalhadas pelo quarto, tudo pela metade. Mas não há espaço para desânimo, eu já fiz a meta da semana 350 calorias todos os dias: café pequeno/ almoço médio/ jantar pequeno. Bastante água, abdominais. Eu já marquei ortopedista para ver o que há de errado com a minha coluna. Porque ela esta num estado lastimável, nem parece que tenho 26 anos. Parece que tenho 100 anos, ando como uma velhinha caquetica. Quero me movimentar ( não porque eu quero ) mas porque eu preciso. Por enquanto no total foram embora 5,5 kg!! Isso em duas semanas, é um bom resultado. Mas não é o melhor, sei que posso fazer mais do que isso. Vamos ver como eu me saio na 3° semana de dieta. Me desejem sorte!!



2 de novembro de 2017

Café. Frio. Fotos das Tattoos Atualizadas 2017

 Os dias estão sempre cinzentos nessa última semana em SP. Só hoje que fez um solzinho no fim da tarde, confesso que me entristeceu ver a cara do sol. Quando criança, eu sempre via a brecha do sol entrar no corredor do sofá de madeira que eu dormia. Eu me apegava a situações místicas, nas quais algo/ uma fada iria me salvar de tanto sofrimento. Então aquelas cores que banhavam o piso (rosa, e branco ) fazendo luz em meu rosto sofrido, me trazia um ar de esperança. Mas nunca, nunca havia mudanças. Sempre era a mesma rotina. Sempre era as mesmas surras. Com motivo. Sem motivo. Eu já sei o que é ser internada em um lugar horrível, vive 13 anos da minha vida assim. Nada me mais medo.
Eu convive com demônios, e sobrevive. Eu fui ao inferno na terra, e água benta do constatine me salvou antes de ser tragada por Lúcifer. [...] Voltando aos dias cinzentos, parece que o sol vai dar as caras novamente. Os passarinhos voltaram a cantar, e eu não poderei desfrutar do minha tristeza visual. Eu NUNCA abro a janela do meu quarto, somente quando minha mãe reclama demais. Já me chamaram de - mofo, bolor, batmam ect - tudo porque gosto de viver dentro do meu quarto escuro. Não vejo boniteza, em tons animados. Como aquele tom, que todos chamam de " tempo de praia". Mar, sol, água de coco, caipirinha, roupas curtas, amigos, e bom sambinha de raiz. Sou o oposto disso. Gosto de frio, tempo nublado, roupas escuras, pesadas, café, cigarro, e músicas tristes. Mas como outras borderlines sabem, experimentamos todos os tipos de humor de uma só vez. Exemplo, eu vou de Marília Mendonça, a Marilyn Man em 5 minutos. ( isso foi um exemplo ). As vezes eu estou tão eufórica, que saí de um período triste em um rápidez, e estou brincando com a cachorra. Ou rindo de qualquer idiotice. Ou estou quieta na minha, triste, e de repente brava por qualquer coisinha. Isso é cansativo. Tanto para mim, quanto para quem convive comigo. Porque não consegue entender, aquilo que eles não sentem. Enfim... Eu prometi, que iria falar sobre minhas tatuagens, e acho que 7 é um número considerável a ser falado. Vai esta meio fora da ordem, porque perdi algumas imagens e tal.


Essa é a 2° tatuagem, não sei qual é o nome desse tipo. Ela tem esses arabescos, ( e não ela não esta finalizada ) falta de 2 sessões. Mas é uma das que mais eu gosto, tanto pelos pontos sobre o peito, quanto as asas. Ela doeu um pouco nas asas, e nessa gota ai do meu do peito. Aquele pretinho ali do lado esquerdo é cortes -;-

Significado: Não sei \o/







Essa é minha 3° tatuagem, a foto foi tirada bem no dia que eu fiz por isso ela esta brilhante desse jeito. Fiz com a minha prima, a minha é menos ( rastros das estrelas ) ela chorou pro tatuador, e a dela ficou a maior. Eu gosto muito dela, ela tem esse feito bem escuro, e não deu nada.


Significado: Representa um espírito livre; atrai energias positivas; quem escolhe esse desenho pode ser criativa; pacientes, atentas, além das borboletas serem um talismã.




Essa ´6° tatuagem, aí esta apenas o desenho não é minha pele. Foi uma homenagem a minha mãe, foi o que eu pedi de aniversário de 26 anos. A minha é maior, tem 8 cm, mas é exatamente igual e se não me engano foi feita no mesmo lugar do corpo. Não doeu nada.

Significado: Aquilo que nunca terá fim.



Essa foi 5° tatuagem que eu fiz, ( clica que ela aumenta ) fiz na popular Galeria do Rock aqui em SP. Foi caríssima, tirando a do meu peito, ela custou as incríveis facadas 250 reais. Mas eu já esperava que fosse caro mesmo. Foi um dos lugares que mais doeu, eu não tinha tomado café. Eu esqueci o nome do estúdio para indicar, mas acho que é no primeiro piso de tattoo, e o cara se chama Henrique. Ganhei do dias dos namorados!!

Significado: Pureza espiritual; Acima de tudo na vida; Curiosidade: a maioria tatua na nuca ou nas costas.



Essa foi 4°, bem logicamente esta não sou eu. Mas, é exatamente a minha tatuagem, a única diferença é que dentro tem a letra cursiva do nome do Duda ( nome real ) está do lado, aonde carregamos as alianças de casamento. Fizemos no dia que casamos para comemorar 5 anos, ou seja foi esse ano rs. Não doeu, e foi 60.

Significado: Amor.


Essa é minha 1° tatuagem, foi feita em setembro no ano passado. Encontrei esse desenho no tumblr, não pensei muito e tatuei. Achei poética, eu adoro rosas, mesma que seja um botão. Era para ela ser pequena, mas pedi que aumentasse rs. Não sei quanto custou, pois foi presente do duda. E também não doeu.

Significado: Beleza, até mesmo significa (para alguns ) sagrado coração de jesus.




Essa é 7° tatuagem, é um olho com um punhal. Achei no google, vários punhais e sei lá, e um outro me chamou muito atenção. Eu fiz tem duas semanas, e na parte interna do braço. Mas como vocês podem ver, o delineado do olho ficou bem forte. A foto tá lixo, porque eu bati foto, assim que saí do tatuador e cheguei em casa, então tinha aquela marca daquele treco que eles põe pra proteger rsrsrs. Custou 100, porque chorei pro tatuador, já que é minha 3° com ele. E todos os meus piercings foram com ele.

Significado: Olho - Observação, Abertura, conciência, Equilibrio, Proteção entre vários. Adaga - Justiça, Garra, Luta e força

Bem, eu trouxe as fotos das minhas tatuagens atualizados pois tenho 12 tatuagens ainda pra fazer. Neste ano, por enquanto fiz 4? (pensando.... ) Eu pretendo fazer a última neste mês, se tudo der certo. Só não me decide qual, mas também espero que seja algo bem significativo. Para quem não tem, escolha sua tatuagem com carinho. Assim não terá necessidade de cobrir, ou apagar. Por enquanto não me arrependi de nenhuma, e todas foram em valor acessível. Um detalhe que talvez vocês não sabem sobre, todas as tatuagens (tirando a do peito e o coração) estão no braço que não é cortado. Tenho tatuagens especiais, caso eu não morra, ferre ele ainda mais. >M<
Enfim, só queria tirar aquele climão um pouco sobre meu blog. O começo foi um desabafo, e o fim, foi para vocês me conhecerem melhor. Espero que tenham gostado...

31 de outubro de 2017

Psiquiatra. Drogas? Aumento de dosagem. Internação em Janeiro?

Eu tinha que ter escrito esse post ontem, porque minha memória estaria mais fresca sobre os acontecimentos no médico. Mas a preguiça, a decepção, e tudo mais se juntou, e eu fiquei sentada na cama esperando minha mãe para conversarmos sobre o que foi dito no consultório.
Acordei por das 9 horas da manhã, vesti qualquer coisa, como sempre preto. Estava com cara de chuva, eu sabia que a castelo branco ia estar uma bosta por causa do mal tempo. ( quem mora em SP, sabe aonde é ) Peguei um ônibus, super lotado, com mulheres gordas falando o tempo todo. Com homens fingindo dormir, para não dar lugar aos idosos, ou idosas. O motorista corria, que parecia que se eu soltasse o ferro, eu ia pra fora do ônibus e um caminhão ia passar por cima de mim.
Cheguei cedo no consultório, assinei os papéis. E logo ele me chamou... O meu marido perguntou se eu queria, que ele entrasse eu disse que não precisava.
Como de praxe, ele me perguntou como ia as coisas... Vou narrar a conversa porque assim fica fácil de vocês estenderem:
Doutor: Como vai Lua ?
Eu: Nada bem.
Doutor: O que aconteceu.
Eu: ( demorei alguns segundos pra responder ) meu mês foi um caos.
Doutor: O que aconteceu??? ( ele fez um cara de bunda )
Eu: Quase esfaquei meu marido, e depois eu ia me matar ( ou seja tive um surto psicótico ); me cortei muito, me cortei com um faca de cozinha,  estou praticamente tendo crises quase todos os dias, tenho alucinações.
Doutor: ( Fez cara de assustado, porém, não estava com cara de quem estava acreditando ) Nossa, mas o que houve para você mudar tanto?
Eu: Coisas...
Doutor: Que coisas?
Eu: Várias situações ( expliquei o motivo )
Doutor: Você usa drogas?
Eu: É claro que não... apenas fumo cigarro.
Doutor: ( Ficou uns 2 minutos pensando )
Enquanto ele pensava eu abaixei a cabeça na mesa dele, e comecei a bater a cabeça devagarinho. Eu sabia que ele não estava me levando a sério. Que as coisas realmente não estavam certas, que algo, em mim esta mudando. Para afastar os pensamentos, tinha duas canetas na mesa dele, uma caneta dessas com cara de 100 reais, e uma caneta comum. Eu comecei a mexer, e isso irritou ele. Ele ficou me olhando, enquanto meus olhos fitavam o pescoço dele e eu/ ou a mente ( imaginou eu enfiando a caneta no pescoço dele ) será que ele acreditaria em mim?
Doutor: Eu vou aumentar a dosagem do estabilizador de humor, de 300, para 600 mg. Vou pedir exames de sangue << ele não acredita em mim >> Mas vou deixar o exame de sangue para a próxima consulta. Quero que você volte fazer a psicoterapia. Caso, você ter outro surto como este, ou fazer qualquer coisa desse tipo, eu vou interna-la a força. Alegando que você pode ferir outros, ou se ferir. Você não terá escapatória.
Eu: Isso tudo é droga. Uma hora ou outra eu vou acabar com tudo, e tudo isso será uma perda de tempo.
Doutor: ... Eu quero que venha dia 18/12. Quero que tome os remédios no horário certo, quero que se esforce.
Eu: Tanto faz.
Saí do consultório furiosa, querendo furar ele até ele esguichar sangue por todas aquelas paredes gelo. Manchando a camisa rosa bebê que ele vestia. Eu disse pro meu marido: ele acha que uso drogas. Demos risada, porque eu não uso drogas. Se eu estou assim é porque algo esta errado. E ele não quer admitir. Provavelmente, se as coisas não melhorarem, vão me internar no mês de janeiro. Meu marido, já pesquisou alguns lugares, e deixamos os endereços já anotados. Porque a minha sensação é que as coisas só vão piorar. Tô até considerando em fugir de casa, para não acontecer isso. Mas se minha mãe souber o que ando fazendo (cortes, super dosagem de remédios) ela vai querer me internar com certeza. - então eu estou fodida, da mesma forma - Eu tô piorando cada dia que passa, só não sei porque, e nem o que fazer. Parece que cada dia que passa, eu me convenço que morrer é a única solução para os meus problemas. Eu não sei quanto tempo, os cortes, os remédios, vão me parar, no dia que nada funcionar, será o dia que a Lua se apagará.



Feliz dia das Bruxas queridos leitores

29 de outubro de 2017

Resultados da semana [ dieta ]

Vou relatar um pouco sobre o que eu fiz, e o que fiz para perder 3,6 kg na semana. A primeira coisa foi diminuir drasticamente o consumo de carboidratos. Antes eu comia pão todos os dias, porém está semana troquei por café preto sem açúcar, e Danone também sem açúcar por volta de (54 kcals ) cada potinho, é aquele vigor grego. No almoço, minha mãe deixa as porções coisas  de couve flor (3 colheres de sopa ) + Frango picadinho grelhado ( 3 colheres de sopa ) + couve refogada (2 ou 1, ou colher de sopa 7 calorias ).  Eu confesso que fumei bastante durante essa semana, principalmente no período dos lanches. Coisas de 3 cigarros, por dia algo assim. Bebi por volta de 900 ml de água, por dia, ou um pouco menos. O limite de calorias que coloquei foi 500 calorias por dia, mas não passava de 390 calorias por dia. Fiz dois ou três dias de exercícios,  fiz uns 200 abdominais alguns dias. Coisas de 2 dias, nessa semana. Não passei fome, mas senti alguma fome em alguma hora. Porque, as calorias estavam bem baixas. Considerando que estou inchada devido minha monstra está atrasada 4 dias ( não, não, estou grávida ) antes que alguém deixe comentários aqui. Ontem eu tirei  o dia do lixo, comi o que não devia. Mas subi na balança quando deu 00:00, e mesmo assim eu havia perdido. E isso me deu uma alegria muito boa. Porque, perde é o que importa.
Para está semana, vou diminuir as calorias para 470 kcals por semana. Tentar beber 1 litro de água, fazer exercícios em casa pelo menos 3 vezes na semana. Comer ovo, mas não frito apenas cozido. Nada de arroz, ou de bolacha de sal. No mínimo uma fatia de pão de pão preto que comprei ( embora estou amadurecendo a ideia ). Minha mãe me trouxe, quase 12 iogurtes grego de zero adição de açúcar, ou zero gorduras. Ou seja, terei opções para o café da manhã. Eu queria MUITO fazer nf, porém não sei se estou pronta o suficiente para aguentar isso. -.-

Bem sobre outras coisas, o garoto lá, falou umas coisas. E meu "marido" que já não sei se é ou não, falou outras. Estamos amadurecendo a ideia, de pensar em dar um tempo para ver se vamos realmente ficar juntos. As coisas estão bem difíceis. O mal do meu marido que ele é muito egoísta, ele só pensa nele, enquanto eu penso em mim, e nele. As vezes mais em nele, do que em mim. Não eu que não tenha, meus defeitos. Mas está ficando muito difícil nossa relação.

" Stay Strong, babe "