20 de abril de 2018

Resumo + fome

Fazia um tempinho que eu não vinha aqui né?!
Então vou tentar explicar o que aconteceu por aqui esses dias. A primeira coisa é eu tive uma crise feias, daquelas bem feia mesmo.

Estava tudo bem, eu estava fazendo um dia perfeito, até a fome me agoniar por inteira. Então decidi por bem, ir dormir. Subi as escadas. Estou no controle. Virei a esquerda. Estou no controle. Tirei os cobertores bem forrados. Estou no controle. Cabeça no travesseiro. Estou controle. Cabeça falando alto. Estou no controle. Muita gente na cabeça. Não estou controle. Vozes. Não estou no controle. Mais vozes. Definitivamente não estou no controle. Muita gente, mas muita mesmo, uma turma, talvez uma legião, de pessoas. NÃO ESTOU NA PORRA DO CONTROLE. 

Me contaram que eu quebrei o quarto, tentei achar alguma coisa para me cortar. Mas os fdp me tiraram as lâminas. Então quebrei uma coruja de porcelana que eu ganhei da minha tia. E me cortei com aquilo mesmo. Meu marido disse que durou por volta de 40 min, teve que me conter ( segurar firme) e me dar o limite máximo de Rivotril, nem que fosse pelos olhos.

Até que o remédio fizesse efeito e as malditas vozes calassem a boca. Ligaram para meu psiquiatra, mas o fdp não atendeu. - foda-se- Quando retomei o CONTROLE, eu tinha um braço roxo, e totalmente fodido, até a parte superior, quase peguei as tatuagens. Mas - foda-se - queriam/ querem me internar, mas nada disso, não vou deixar. Meu marido é um dos que mais quer que eu me interne. Mas -foda-se- não vou deixar.

EU SEI QUE EU POSSO, E VOU ESTAR NO CONTROLE. É isso que eu tenho que ter em mente. Sobre os meus dias, andei calculando, e se eu fizer as coisas certas, posso estar com peso bem menor em breve. É claro que existe várias variáveis no meio de tudo isso. E que vou ter que sentir muita fome para isso, mas isso é um pequeno preço a pagar. TUDO TEM UM PREÇO. E eu estou disposta a pagar o meu. Eu sei todos os macetes, eu tenho faca e o queijo, e tudo que eu preciso e o controle, o maldito, controle. Eu vou ficar, e vou estar no controle.
Obs: Não engordei. Mas ainda não perdi mais do que aqueles 6 kg, mas estou lutando de novo.


6 comentários:

  1. Oi Lua, muita força para você nesse momento.
    Tudo tem seu preço, realmente e escolher algo e abrir mão de outros "algos".
    Eu andei sumida tbm, em uma de minhas fases "boas" mas estou de volta. Não sei se lembra de mim, eu era Marie.
    Força e controle!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for a Marie, que eu estou pensando. Nossa faz um bom tempo mesmo hein. Eu chamei no wpp.

      Beijos ^^

      Excluir
  2. Querida, entendo que seu caso é realmente grave. Não acredito que uma meia dúzia de palavras leigas partidas de mim, possam de alguma forma ajudá-la. Mas sei que você pode sim retomar o controle de si apenas focando em sua mente e tentando entender o que a desconcerta.
    Tente algo como meditação. Procure se afastar de coisas que possam piorar sua confusão, como filmes/livros e/ou musicas perturbadores.
    É você a unica que se pode ajudar. Não quer que a internem, certo?!
    Então busque a ajuda que precisa dentro de ti.
    Se os dias são maus, venha aqui de vomite as palavras necessárias para amenizar tua dor.


    Ainda penso amargamente no modo estúpido como me afastei, peço que tente me perdoar!


    ResponderExcluir
  3. Controle não é apenas alimentar...
    Você precisa cuidar do seu psicológico se não vão acabar te internando a força e todo o esforço vai por água a baixo, já que lá eles vão te obrigar a comer e fazer as coisas certas.
    Cuidado para não deixar tudo desmoronar...
    <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O controle que eu estou dizendo, não é só por comida.

      <3

      Excluir

Gentiliza gera gentileza, por favor respeite meu diário. Deixei seu nome e o do seu blog, que lhe faço uma visita assim que puder.
Obrigada <3